Conecte-se agora

Edvaldo é vaiado por servidores do Pró-Saúde por criticar Moro

Publicado

em

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para comentar os vazamentos das conversas entre Sérgio Moro e Deltan Dallagnol. “Esses vazamentos estão mexendo profundamente com o país”. Ele leu o editorial da Folha de São Paulo que enfatiza a relação “promíscua na Operação Lava Jato”.

Magalhães expôs trecho do editorial que fala da suposta ilegalidade dos atos praticados pelo então juiz federal e o procurador da república.

Enquanto lia, os servidores do Pró-Saúde que acompanhavam a sessão da Aleac começaram a vaiar o deputado com gritos de apoio a Operação Lava Jato e o hoje Ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Impacientes, os servidores começaram a gritar “Pró-saúde”, dando a entender que a leitura de Edvaldo era desnecessária.

Em conversa com os sindicalistas, o deputado enfatizou que assim que o projeto de lei que regulamenta o pró-saúde chegar a casa, ele será o primeiro a apoiar a proposta. Com isso, os servidores ficaram satisfeitos e a crítica a Moro foi colocada em segundo plano.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas