Conecte-se agora

Garis baleados foram obrigados a gravar vídeo entrando em facção

Publicado

em

Como se não bastasse serem raptados e baleados na manhã desta segunda-feira (10), enquanto trabalhavam na rua X, no Conjunto Aroeira, região do Calafate, os garis Edson Fernandes Sousa da Silva, 24 anos e William da Silva Santos, 26 anos, foram obrigados a gravar um vídeo dizendo que estavam entrando na facção Bonde dos 13.

De acordo com informações da polícia, os trabalhadores não são membros de organizações criminosas.  Em depoimento informaram que estavam exercendo sua profissão, roçando nas ruas do bairro quando quatro homens se aproximaram e armados, os renderam e os levaram para dentro de uma área de mata.

As vítimas revelaram que os criminosos eram adolescentes e a todo momento os torturavam no intuito de fazê-los dizer qual facção pertenciam. Após descobrirem que os trabalhadores não tinham vínculo nenhum com a facção rival, os faccionários obrigaram Edson e William gravar um vídeo dizendo que estavam entrando na facção.

A Polícia informou ainda, que as vítimas após gravarem o vídeo, um dos criminosos efetuou um tiro no pé de William. Após perceberem que iriam ser mortos, William e Edson conseguiram fugir correndo e pedir ajuda a populares.

A Polícia já conseguiu identificar alguns dos autores dos crimes e segue em busca de prendê-los.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas