Conecte-se agora

A vida nos rios Japiim e Moa narrada pelo videomaker do ac24horas mostra um Acre pouco conhecido

Publicado

em

O rio Japim, que corta a cidade de Mâncio Lima, distante 679km da capital Rio Branco, mostra um paraíso escondido na região mais ocidental do Brasil muito pouco explorado pelo homem. O videomaker do ac24horas, Kennedy Santos, teve a oportunidade de narrar a vivência de ribeirinhos que moram às margens deste paraíso.

Sempre naveguei pelos nossos rios a trabalho, mas nunca para mostrá-lo dessa perspectiva. Eu via apenas como uma estrada, meio de comunicação que ligava a uma cidade ou comunidade”, relatada Santos.

O videomaker mostra que a maior biodiversidade do planeta se encontra perto de todos os acreanos, mas é muito pouco valorizada por sua gente. “Imponente, a floresta que aos poucos vai se revelando densa e fechada vai nos mostrando limites. O Japim é assim mesmo. Por conta dos acidentes há limite de hora para os barcos subirem, o que ajuda evitar ocorrências, que são mais frequentes no verão quando os rios da Amazônia estão secos”, explica o jornalista.

De Mâncio Lima até a Serra do Divisor são dezenas de comunidades, umas com até trinta famílias, e outras com menos. A fonte de renda é quase sempre as mesma: a macaxeira. Aqui e acolá existem pequenos plantios de frutas e verduras.

“Percebi os ribeirinhos bem mais conscientes de suas responsabilidades ambientais. Não vi desmatamento ou queimadas. Afinal, é uma área de preservação ambiental. Por fim, depois de ter conversado com tanta gente, cheguei a comunidade São Salvador, onde seus habitantes, em sua maioria, pertencem a mesma família. Renato, que mora no mesmo local faz 47 anos, produziu ano passado 100 sacas de farinha, no entanto, se queixa da falta de apoio do estado”, relatou.

O mesmo agricultor levou a reportagem para ver um trator abandonado pelo governo do estado. “ Esse trator está aqui há mais de um ano, poderia está trabalhando e ajudando fazer o ramal, já que no inverno, do roçado para cá, em lombo de boi demoro até uma hora para trazer a mercadoria até aqui”, diz indignado.

Assista a reportagem na íntegra:

Propaganda

Destaque 4

Após 10 anos, reservatório de água no bairro Comara passa por limpeza

Publicado

em

Começou na última quinta-feira, 22, as operações de limpeza dos reservatórios de água de Rio Branco. O Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa) é quem realiza o serviço. A primeira operação de limpeza ocorreu no reservatório do bairro Comara, no Segundo Distrito da capital. Com capacidade para armazenagem de 1.000 m³ de água, o reservatório é utilizado para garantir o abastecimento dos bairros Cidade Nova, Quinze, Taquari, Seis de Agosto, Comara e Via Chico Mendes.

Para a realização do trabalho, as equipes utilizaram motor bomba, iluminação adequada à operação, cordas, escadas, vassouras, rodos, além de pá e enxadas para retirada da areia acumulada no reservatório.

A limpeza periódica das estações e reservatórios garante a qualidade da água que chega à casa do usuário do Depasa. No caso do reservatório do Comara, a operação não era realizada há mais de 10 anos.

O sistema de abastecimento de água de Rio Branco conta atualmente com 11 reservatórios apoiados. A programação para 2019 inclui a limpeza periódica de todas as unidades.

Veja a programação de limpeza dos reservatórios:

02 Calafate e Tucumã 28/08/2019

01 Horto Florestal 30/08/2019

02 Placas e Bem Te Vi 03/09/2019

01 São Francisco 05/09/2019

01 Portal da Amazônia 10/09/2019

01 Santo Afonso 12/09/2019

01 Central Palheiral 17/09/2019

01 Booster ETA I 19/09/2019

01 ETA II 25/09/2019

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Acre 01

Integrante de facção mata rival com 8 facadas e comemora morte lambendo a faca com sangue

Publicado

em

Por

André Wiryson Lima da Silva jovem, de 21 anos, foi curtir um forró com a namorada, de 16 anos, na noite desta sexta-feira (23), no bairro Três Botequins, em Brasiléia, quando foi surpreendido por três indivíduos de uma facção rival, que iniciaram um cerco contra ele.

André tentou se evadir do local com a namorada, mas foi atacado pela costas por Alex da Silva Oliveira (19), conhecido como ‘Popó’. A vítima foi ferida na altura do peito.

Mesmo ferido ainda tentou correr pela Avenida, mas outros dois comparsas: Eberson Silva Almeida (26), vulgo ‘Katanga’, que estava em liberdade a 12 dias do FOC, e um menor de 17 anos, tentaram segurar a vítima para que fosse golpeado mais vezes.

André ainda caminhou sangrando por cerca de 150 metros até receber mais cinco estocadas nas costas e duas no pescoço. Com a gravidade dos ferimentos, não resistiu e morreu no local.

Segundo relato da namorada, que assistiu tudo, Alex teria ‘lambido’ a faca manchada de sangue ao falar: “matei um alemão”.

Policiais Militares foram acionados e conseguiram chegar no local antes da fuga dos acusados.

Alex foi preso e Eberson ‘Katanga’, tentou negar sua participação, mas por ser velho conhecido da Justiça, foi reconduzido e o menor será encaminhado ao MP e judiciário para medidas cabíveis.

O trio foi conduzido para a delegacia, onde foi lavrado o flagrante de homicídio. O corpo foi conduzido ao IML de Rio Branco para exames e depois liberado aos parentes.

Com informações do Alto Acre

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.