Conecte-se agora

Líder dos ateus no Acre, Zanon é denunciado por desobediência

Publicado

em

O bacharel em direito Felipe Zanon, considerado como um dos principais militantes da esquerda e do ateísmo no Acre, foi denunciado pelo Ministério Público por desobediência. Ele foi preso no dia 9 de março deste ano depois que furou o bloqueio de uma blitz e desobedeceu às ordens de parada dos policiais que participavam da Operação Cavalo de aço, montada na Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco.

Em seu argumento, o promotor de Justiça Getúlio Barbosa considera que Zanon não faz jus a proposta de transação penal, devido seus antecedentes em sua maioria baseada por agressões.

De acordo com a denuncia, depois de tentar fugir dos agentes policiais, Felipe foi detido por na rua Severina Maria de Souza e Silva, situada no bairro Jardim Manoel Julião, ao lado de uma escola de idiomas.

Zanon conduzia uma motocicleta usando sandália de dedo sem as presilhas do calcanhar, previstas em lei, motivo que fez um dos policiais a dar ordem de parada no bloqueio, para que Zanon fosse devidamente abordado.

De acordo com os autos, os policiais conseguiram alcançar Zanon e solicitaram os documentos da motocicleta e CNH, no entanto o ele não portava nenhum dos documentos. Diante dos fatos o autor foi conduzido a delegacia.

O processo transita no 1º Juizado Especial Criminal de Rio Branco, mas a justiça ainda não se manifestou se acata ou não a denuncia do MP.

Na época dos fatos, Felipe Zanon garantiu que ele não foi preso e ainda, que nem passou pelo local da blitz. Segundo ele, pode ter havido um engano entre os policiais que perseguiam uma motocicleta idêntica a que ele trafegava na garupa de sua namorada.

“Houve uma confusão. A moto (que a polícia estaria perseguindo) é igual a minha, mas não era eu. Quem estava dirigindo era minha namorada. O policial falou que eu teria que retornar ao local da blitz e eu o questionei: “por qual motivo?”. Segundo ele, estava quase entrando em seu condomínio quando foi abordado pela polícia. “Foi quando me algemaram e me agrediram”, afirma.

Zanon ressalta que sofreu escoriações pelo corpo devido à agressão policial. Ele diz que prestou queixas contra os policiais que o agrediram e também fará exame de corpo de delito.

Além disso, Felipe garante que viu as imagens da câmera de segurança e que as mesmas provam que ele sofreu agressão policial.

Propaganda

Acre

Expoacre Juruá 2019 ainda não tem atração musical confirmada

Publicado

em

A Expoacre Juruá 2019 será realizada em Cruzeiro do Sul nos dia 31 de agosto e 1° de setembro, sábado e domingo, na avenida Mâncio Lima, região central da cidade.

Ainda não há confirmação quanto à atrações musicais e segundo a secretária estadual de Turismo, Eliane Sinhasique, são os empresários cruzeirenses que vão escolher e pagar os shows. Governo do Estado e Sebrae, vão garantir a organização e estrutura, como as tendas, iluminação e regulação de trânsito, no mesmo molde da Expoacre em Rio Branco.

Sinhasique cita que o governador Gladson Cameli “quer tudo bem organizado. Vamos trabalhar em conjunto com todas as secretarias para fazer-mos uma festa maravilhosa”.

Em Rio Branco, a Expoacre, acontece de 27 de julho a 4 de agosto no Parque de Exposições Wildy Viana, no formato anterior de nove noites, que havia sido abolido no governo de Sebastião Viana.

Já estão confirmados os shows de Jorge e Mateus para o dia 28 e de Marília Mendonça para o dia 31 de julho. Os espetáculos serão pagos pela iniciativa privada, que também banca a estrutura e iluminação do palco.

Continuar lendo

Acre

Populares assistem troca da bandeira do Acre sob chuva fraca

Publicado

em

Nem mesmo o princípio de chuva atrapalhou a programação elaborada pelo governo do Acre para celebrar os 57 anos de elevação do território a Estado do Acre. Os populares presentes na Gameleira, às margens do Rio Acre, acompanhado de guarda-chuvas assistiram nesta tarde a troca da bandeira.

A emancipação política do Estado do Acre reuniu dezenas de pessoas no centro da capital.

Seu Francisco Emanuel fez questão de assistir de perto o desfile-cívico. Para ele, o mau tempo não atrapalha o evento. “Mesmo com a chuva podemos ver que as pessoas continuam aqui. É um ato de respeito ao nosso Acre”, diz o aposentado.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.