Conecte-se agora

Líder dos ateus no Acre, Zanon é denunciado por desobediência

Publicado

em

O bacharel em direito Felipe Zanon, considerado como um dos principais militantes da esquerda e do ateísmo no Acre, foi denunciado pelo Ministério Público por desobediência. Ele foi preso no dia 9 de março deste ano depois que furou o bloqueio de uma blitz e desobedeceu às ordens de parada dos policiais que participavam da Operação Cavalo de aço, montada na Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco.

Em seu argumento, o promotor de Justiça Getúlio Barbosa considera que Zanon não faz jus a proposta de transação penal, devido seus antecedentes em sua maioria baseada por agressões.

De acordo com a denuncia, depois de tentar fugir dos agentes policiais, Felipe foi detido por na rua Severina Maria de Souza e Silva, situada no bairro Jardim Manoel Julião, ao lado de uma escola de idiomas.

Zanon conduzia uma motocicleta usando sandália de dedo sem as presilhas do calcanhar, previstas em lei, motivo que fez um dos policiais a dar ordem de parada no bloqueio, para que Zanon fosse devidamente abordado.

De acordo com os autos, os policiais conseguiram alcançar Zanon e solicitaram os documentos da motocicleta e CNH, no entanto o ele não portava nenhum dos documentos. Diante dos fatos o autor foi conduzido a delegacia.

O processo transita no 1º Juizado Especial Criminal de Rio Branco, mas a justiça ainda não se manifestou se acata ou não a denuncia do MP.

Na época dos fatos, Felipe Zanon garantiu que ele não foi preso e ainda, que nem passou pelo local da blitz. Segundo ele, pode ter havido um engano entre os policiais que perseguiam uma motocicleta idêntica a que ele trafegava na garupa de sua namorada.

“Houve uma confusão. A moto (que a polícia estaria perseguindo) é igual a minha, mas não era eu. Quem estava dirigindo era minha namorada. O policial falou que eu teria que retornar ao local da blitz e eu o questionei: “por qual motivo?”. Segundo ele, estava quase entrando em seu condomínio quando foi abordado pela polícia. “Foi quando me algemaram e me agrediram”, afirma.

Zanon ressalta que sofreu escoriações pelo corpo devido à agressão policial. Ele diz que prestou queixas contra os policiais que o agrediram e também fará exame de corpo de delito.

Além disso, Felipe garante que viu as imagens da câmera de segurança e que as mesmas provam que ele sofreu agressão policial.

Propaganda

Acre

Geladeira da Leitura na Rodoviária de Rio Branco é inaugurada

Publicado

em

Quem passa pela Rodoviária da capital acreana desde a tarde desta sexta-feira, 23, é surpreendido com uma geladeira bem na entrada do local.

Mas não adianta procurar água, nem comida nela. A geladeira está abastecida de outra coisa extremamente importante para a vida de todos nós: conhecimento.

É a Geladeira da Leitura, uma iniciativa da Casa da Amizade, que chega ao Acre em parceria com a prefeitura de Rio Branco.

A ideia é simples. A geladeira está abastecida com livros de diversos assuntos. Quem viaja, pode escolher e pegar um livro gratuitamente e mergulhar no fantástico mundo da literatura. Na volta, é só devolver o livro para que outras pessoas tenham a oportunidade de leitura também.

A população, além de se beneficiar com a leitura, pode também ajudar e estimular o projeto com a doação de livros. Basta levar os livros que estejam completos e em bom estado e deixá-los na Galadeira da Leitura.

Quem costuma passar pela Rodoviária de Rio Branco aprovou a iniciativa. “Acho muito bacana porque é uma forma de fazer com que a viagem seja menos cansativa. Você se distrai e quando menos espera já chegou em seu destino”, diz a funcionária pública Ana. Valéria Albuquerque, que havia acabado de desembarcar vinda do município de Xapuri.

A inauguração contou com representantes da Casa da Amizade e da Prefeitura de Rio Branco, inclusive do secretário municipal de educação Moisés Diniz.

Continuar lendo

Acre

Novo Centro Administrativo do Estado: “obra de R$ 370 milhões”

Publicado

em

O governador Gladson Cameli apresentou no começou da noite desta sexta-feira (23) a maquete do Centro Administrativo do Estado que ele reconhece ter sido elaborada “em gestões passadas”, mas que irá construir e entregar “ainda nesta gestão”.

Segundo ele, o Centro Administrativo do Governo do Estado reunirá todas as secretarias e autarquias em um só lugar, economizando em diversas áreas como transporte e aluguéis. É uma obra orçada em mais de R$300 milhões.

“Após algumas mudanças no projeto de um prédio sustentável, adequando para que seja adequado para a estrutura pública por pelo menos mais 20 anos, queremos iniciar as obras em 2020”, diz. Alguns se manifestaram contra: “Pra quê? Pra prejudicar o movimento de centenas de comércios que dependem do movimento das secretarias espalhadas pela cidade em detrimento de um projeto de valorização imobiliária (beneficiando aqueles que possuem propriedade próximo a Via Verde)? Observem o tiro no pé que foi levar a Cidade da Justiça e não cometa o mesmo erro da gestão passada”, criticou João Victor Liberato. Outros gostaram da ideia: “Vai ficar lindo”, disse Sebastião Conceição. É possível que o edifício seja construído no Portal da Amazônia.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.