Conecte-se agora

Minoru continua sendo o sonho de consumo do PSDB

Publicado

em

O vice-governador Major Rocha disse ontem ao BLOG do CRICA que o partido continua com as tratativas para ter o ex-Reitor da UFAC, Minoru Kinpara, nas suas fileiras e lhe convencer a aceitar disputar a prefeitura de Rio Branco pelos tucanos, na eleição do próximo ano. “Acredito que acabará sendo o nosso candidato”, diz um otimista Rocha. Para ele, é muito improvável que os partidos aliados ao governo venham a ter um candidato único para a prefeitura da capital. Rocha prevê para a disputa da PMRB uma situação que, inevitavelmente, vai acontecer quando as candidaturas forem definidas. “As secretárias do MDB vão ficar com o candidato apoiado pelo governador, ou apoiarão o candidato a prefeito do MDB, deputado Roberto Duarte, que é oposição ao Gladson Cameli?” Foi a indagação que fez ao BLOG. A candidatura do Minoru passa a ser a prioridade dos tucanos, porque uma candidatura da deputada federal Mara Rocha (PSDB), caso fosse eleita, seria um espaço que o PSDB perderia na Câmara Federal. Rocha descarta qualquer possibilidade dele também postular a prefeitura.

A SAÚVA DO GLADSON CAMELI

Auguste de Saint-Hilaire (1779-1853), naturalista francês, que passou um bom tempo no Brasil pesquisando as plantas foi o autor da célebre frase: “Ou o Brasil acaba com a saúva, ou a saúva acaba com o Brasil”. Isso há mais de um século. A burocracia é a saúva do governo . As secretarias estão praticamente paradas por conta de ter apenas uma Comissão de Licitação. Nada anda com a celeridade que se precisa para uma administração deslanchar.

CHEGA DE CHORO

Por conta de se ter uma Comissão de Licitação abarrotada, secretarias como a Saúde, onde tudo tem de ser ágil, porque se trata de salvar vidas, fica emperrada e o governador Gladson Cameli se lamuriando que as ações não são céleres na pasta. Menos choro e mais solução.

A CULPA NÃO É DO PAPA

Ou o governo afasta a lentidão do bicho-preguiça e se torna ágil em suas ações, criando mais comissões de licitações, ou vai terminar a gestão com o canal lacrimal seco de tanto chorar. É tanto reclamação e pouca iniciativa que, não demora e vão reclamar que o Papa não ajuda.

MUITO SIMPLES, MUITO SIMPLES …

Não é uma justificativa plausível se dizer que as coisas não andam na Saúde por conta de fornecedores que continuam com a velha prática de vender e não entregar e cartelizar as vendas. É só tornar este pessoal inabilitado para vender ao Estado. É muito simples….

VIADUTO É PERFUMARIA

São ações como esta de recuperar mais de mil quilômetros de ramais, com o projeto piloto lançado ontem no ramal Barro Alto, Transacreana, é que o Gladson Cameli poderá projetar positivamente a imagem do seu governo. E deixar de lado a perfumaria de construir viadutos.

FICOU EM BOAS MÃOS

É um dos projetos mais importantes da gestão Cameli, o de desencavar os 94 milhões de reais para os ramais e que estavam para serem perdidos por inércia do governo passado. Ainda bem que a execução das obras ficará ao cargo do secretário mais ativo do governo, Thiago Caetano.

MDB PRESTIGIADO

O MDB, mesmo não sendo aliado fiel do governo Gladson Cameli, continua ser um dos partidos mais prestigiados na máquina administrativa. A fusão das secretarias do Planejamento e Administração será comandada pela emedebista Maria Alice.

OUTRA CARA

A cidade já começa a ter outra cara com as ações da Operação Verão lançada pela prefeita Socorro Neri. Gestão é planejamento. Tivesse cedido ás críticas que sofreu por não atuar no inverno, teria feito trabalhos porcos e faltariam recursos para o atual trabalho de qualidade.

GESTORA MODERNA

O que marca a prefeita Socorro Neri é ser uma gestora moderna, não faz nada sem planejamento. Alguns não gostam dela porque acabou com o cabide de empregos na PMRB, outros por não trabalhar sob pressão e focar no coletivo. O importante é que ninguém a critica por prática de ilegalidades na sua gestão. O restante fica por conta da democracia.

QUEBRADA CERTA

Não tivesse a prefeita Socorro Neri enxugado a máquina municipal, a PMRB estaria quebrada.

PROJETO FAMILIAR

O deputado Neném Almeida (SD) não perde politicamente em ser mandado embora do SD. Tem um nicho pessoal de votos. Antes de se eleger já tinha sido primeiro suplente de deputado. E, ademais; o SOLIDARIEDADE, no Acre, é um projeto mais familiar do que político.

QUAL A OUTRA LIDERANÇA?

É só olhar para os quadros do SOLIDARIEDADE. Quem é a outra liderança política de peso além da deputada federal Vanda Milani (SD)? Nenhuma. O restante dos filiados ao partido não enchem uma cuia de tacacá de votos. Por isso, vamos situar o SD dentro do seu real tamanho.

FOCADO NA JUVENTUDE

O senador Sérgio Petecão (PSD) tem focado o seu mandato na juventude, principalmente, na área de esportes. É na juventude que tem de se investir para evitar que os jovens caiam nas drogas. Está entregando mais uma quadra poliesportiva, desta feita, no bairro João Eduardo I, com inauguração hoje às 16 horas. Depois se perguntam por quê ele é o campeão de votos.

SEM CARTA MARCADA

O governo faz hoje a sua primeira licitação para escolher quem vai gerir o pacote publicitário no valor de 5 milhões e 400 mil reais. Todo governo tem uma agência para divulgação. Nada de anormal. O positivo é que a licitação é sem carta marcada e não direcionada aos amigos.

FORA DE COGITAÇÃO

Há todo um trabalho do líder do governo na ALEAC, deputado Luiz Tchê (PDT), no sentido dar solidez a uma base de apoio ao governo de 17 deputados. Hoje o governo tem 16 deputados.

NEM UMA PEDRA

É decisão fechada no andar de cima do governo não chamar o deputado Roberto Duarte (MDB) para nenhuma conversa política. Acham que já se definiu politicamente, ao se juntar ao PT e PCdoB para fustigar na Aleac o Gladson Cameli. “Respeitamos a escolha do Roberto, mas o queremos longe”, comentou com o BLOG uma das figuras mais poderosas do governo.

SUMIRAM COMO QUE POR ENCANTO

Ainda chegava a se ver na gestão anterior da Polícia Militar, viaturas em ronda no bairro Jardim Tropical, mas sumiram como que por encanto. E não há nem a desculpa antiga de que faltavam carros, gasolina e equipamentos. Sumiram por qual motivo, Coronel Ezequiel Bino?

MUDEM O DISCO, CARPIDEIRAS!

Estão torrando o saco duas choradeiras políticas, que lembram as figuras das carpideiras dos enterros no interior nordestino. Uma a de continuar se debitando tudo ao PT do Acre, que foi enterrado pelas urnas, para justificar uma falta de ação do atual governo. A outra é a choradeira dos petistas contra o Bolsonaro, que os surrou. Mudem o disco, caras carpideiras!

DESDE QUANDO ENTRARAM NO PSDB?

Ao ser perguntado quando se daria as saídas dos vereadores Clézio Moreira (PSDB) e Célio Gadelha (PSDB) do partido, o vice-governador Major Rocha foi irônico: “desde quando foram do PSDB?”. Para Rocha, a decisão de ter ambos longe é prego batido e ponta virada.

NÃO PODE CONTINUAR

A mesa diretora da Assembléia Legislativa tem de tomar uma posição. Estão acontecendo apenas duas sessões ordinárias por semana, justamente, quando se travam os debates. Estão destinando as sessões das quintas-feiras para louvações às entidades. Está pegando muito mal.

FAÇAM NA SEXTA-FEIRA

Nada contra as homenagens a nenhuma entidade, mas que façam isso nas sextas-feiras.

POLITICAGEM BARATA

Que se critique com vigor, se cobre as prometidas melhorias na Saúde, porque é papel de um deputado. Mas não venham com a história de criar CPI, porque vira politicagem barata.

ESPERANDO A CONTA DE LUZ BAIXAR

Falando em CPI, estou ansioso para ver o resultado da instalação da “CPI da Energisa”, criada sob o bordão mágico de baixar as contas de luz. É uma fatura que será cobrada na hora certa, principalmente, do deputado Jenilson Lopes (PCdoB) e aliados, que batalharam pela criação.

É DA DEMOCRACIA

O que se viu nas manifestações a favor e contra o presidente Jair Bolsonaro é a exibição de um filme que já rodou na última eleição. As manifestações não terão o condão de mudar a opinião pública. Quem votou no Bolsonaro é porque não quis votar no PT. E vice e versa. Ponto final.

FOI CONTRÁRIO

Quem foi para as ruas ontem massivamente foi o público que votou no PT, normal o protesto. O Bolsonaro pode pintar o país de ouro, abarrotar de empregos, que continuarão indo ás ruas.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas