Conecte-se agora

42 anos de Mâncio Lima: as comemorações no aniversário da “Queridinha do Juruá”

Publicado

em

Quarenta e dois anos parece pouco para uma cidade tornar-se evoluída e adequada às condições de vida de uma população. Mas para Mâncio Lima, situada na Região do Juruá, 42 anos foram suficientes para que o município se transformasse a cidade na “queridinha do Juruá”. Basta percorrer poucos metros para começar a entender que a cidadezinha localizada no interior do Acre se comporta como uma verdadeira metrópole.

Na semana das comemorações pelo 42º aniversário da cidade, celebrado no dia 30 de maio, as vias bem cuidadas, praças de cores vibrantes, e tantas outras peculiaridades do município impressionam os moradores de cidades vizinhas, que também fizeram questão de comemorar mais um ano de Mâncio Lima.

A circulação de pessoas é constante, é gente chegando, gente saindo. Os comerciantes não perdem tempo. No dia do aniversario da cidade, mal amanhece o dia e um cidadão animado, com microfone na mão, já começa a oferecer serviços. São lojas de roupas, aparelho celular, lanchonetes e até um parque infantil na rua principal a disposição de quem passa. Ontem, por exemplo, passava das 21 horas e as suas estavam cheias.

Além do já tradicional torneio de futebol, que contou com mais de 10 clubes, a inauguração de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) na comunidade Santo Antônio, movimentou o dia. Fruto de uma emenda parlamentar, o prefeito Isaac Lima reuniu autoridades e moradores para entregar a obra. A UBS dispõe de um programa de atendimento específico para grávidas e crianças. Lá, os médicos vão atender quatro vezes por semana, revezando plantões em outros postos.

José Maria tem 41 anos e é morador antigo da comunidade. Para ele, a obra vai evitar que ele ande no sol quente por, no mínimo, uns 6 quilômetros, onde ficava, até então, o posto de saúde mais próximo.

O prefeito da cidade disse que Mâncio Lima tem muito que comemorar. Isaac Lima ressaltou os investimentos feitos em seu mandato, mas, foi falando da Zona Rural que se mostrou contente. “Existe um desejo de mudança de cultura e nossos investimentos também acompanham essa vontade”, afirmou destacando a quantidade de produtores que estão plantando café, mamão e Maracujá do município.

Na propriedade do senhor Gilberto, que por mais de 50 anos plantou macaxeira, as coisas começaram a mudar tem pouco mais de um ano: ele começou a investir no cultivo do café. “Plantei só um pouquinho para saber se ia dar certo. Agora, sabendo que não corre risco de errar, já estou preparado para investir em dois hectares ano que vem. Pode parecer pouco, mas não é”, disse ele, entusiasmado com a plantação.

Já na área de Edno Ferreira, os resultados já apareceram faz tempo. Ele vende uma média de 1.500 cocos por mês. Se tivesse mais, venderia, diz ele sorrindo. “No começo produzia pouco e quase não ganhava nada, mas fui procurar apoio do prefeito e ele ajudou a mim e outros produtores com o adubo. Com isso, eu praticamente dobrei minha produção”, finalizou.

É assim que Mâncio Lima se desenvolve dia a dia. A comunhão entre município e moradores tem sido fundamental para que a cidade mantenha o status de um lugar promissor. Este ano, foram oito dias intensos de comemoração, mas que se estendem ao longo de 2019 com ações que beneficiam não só os moradores da cidade, mas de toda a região do Acre.

Propaganda

Destaque 2

Mulher que se apresenta como professora da UFAC chama acreanos de deficientes mentais

Publicado

em

O final de semana foi uma polêmica só após um perfil no Facebook de Catarine Almeida, que se apresenta como professora da Universidade Federal do Acre (UFAC), atacar os acreanos e gerar revolta em vários internautas.

Em um dos comentários, Catarine diz que veio ao Acre porque queria tomar a vaga de um acreano depois que soube que havia vagas para medicina e que os acreanos seriam capazes de ingressar nessas vagas por causa de sua deficiência mental.

Em outro comentário, Catarine afirma que “graças a Deus que vocês acreanos são tão burros que tomamos a vaga de emprego de vocês. Além de burros e incompetentes estão sendo trocados”.

Como não poderia ser diferente, centenas de acreanos ficaram revoltados com as declarações, cobraram respeito e se surpreenderam com a forma desrespeitosa que tratou o povo do Acre, mais ainda vindo de alguém que afirma ser professora de uma universidade pública.

Perfil fake?

Após toda a polêmica, o perfil de Catarine Almeida foi excluído do Facebook.

Consultada pelo ac24horas, a UFAC declarou que ela não é professora da instituição, já que não há nenhuma servidora com este nome em seu quadro funcional.

Como a Ufac afirmou que Catarine não é funcionária da instituição, existe a possibilidade de alguém estar usando uma foto de outra pessoa em um  perfil falso.

Continuar lendo

Cotidiano

Mais de 500 caçambas de lixo já foram retiradas do Parque de Exposição Wildy Viana

Publicado

em

Durante os serviços de limpeza e recuperação do Parque de Exposição Wildy Viana, os trabalhadores de diversas secretarias já retiraram mais de 500 caçambas de lixo no local. Quem afirmou foi a própria secretária de Turismo e Empreendedorismo do Acre, Eliane Sinhasique, que está comandando os serviços para a realização da Expoacre 2019.

Detentos de presídios do estado também estão auxiliando os serviços no local, por meio de uma parceria com o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen). Ao todo, o governo já fez a recuperação de ruas no parque, com asfaltamento, das arquibancadas da arena de rodeio e supriu a questão da falta d’água no parque. Alguns serviços ainda serão realizados até o primeiro dia de Expoacre. Trabalham juntas as secretarias: Imac, Seinfra, Depasa, Deracre, Sema e outras.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.