Conecte-se agora

José Alex tomou rumo ignorado e pode ser considerado foragido

Publicado

em

O provedor da Santa Casa de Misericórdia do Acre, José Alexsandro, tomou rumo ignorado desde que perdeu na Justiça do Acre, Habeas Corpus com pedido de liminar impetrado por seus advogados, tentando evitar uma possível prisão.

O ex-vereador de Rio Branco foi condenado a 13 anos de prisão por ter falsificado o certificado de um curso que aconteceu em Brasília no ano de 1999. Através de sua defesa, Alex alega prescrição da pretensão executória do Conselho Nacional de Justiça.

Os desembargadores votaram contra o argumento de defesa. Os advogados Valdir Perazzo e Bruno Mascarenhas entraram com recurso junto ao Supremo Tribunal Federal.

O ex-vereador que despachava normalmente na Santa Casa de Misericórdia deixou de ser visto desde a decisão do TJAC. Na instituição, ninguém está autorizado a falar sobre o assunto e muito menos dar informações sobre o endereço do provedor.

Há informações não confirmadas de que Alex esteja fora do Estado aguardando o julgamento do STF. Os advogados não foram encontrados para falar sobre o assunto.

 

Propaganda

Cotidiano

Rio Branco e Cruzeiro do Sul recebem treinamento do programa ELA PODE

Publicado

em

Em julho deste ano, a Rede Mulher Empreendedora lançou em Rio Branco, o programa ELA PODE, que reuniu cerca de 600 mulheres na capital para assistir gratuitamente diversas palestras focadas no empreendedorismo feminino. 

Agora o grupo de mulheres com mais integrantes e diversos parceiros se unem novamente para realizar no mês de dezembro os primeiros treinamentos da Rede, um em Rio Branco e outro em Cruzeiro do Sul.

A Rede Mulher Empreendedora é a primeira e maior plataforma de geração de conteúdo e qualificação ao empreendedorismo feminino no país, encorajando mulheres empreendedoras ou que estejam em busca de crescimento pessoal e profissional, a conquistar independência financeira e de decisão sobre seus negócios e vidas.

O primeiro treinamento da Rede no Acre acontece no próximo dia 9, no teatro Plácido de Castro, gratuitamente, para 500 mulheres. E no dia 10, é a vez do Teatro dos Nauas, em Cruzeiro do Sul, também oferecer a oportunidade para mais 500 mulheres.  

Os treinamentos abordam temas relevantes para os desafios mais comuns na área do empreendedorismo e empregabilidade, tais como: comunicação, liderança, negociação, finanças, networking, marca pessoal e ferramentas digitais.

 “Por onde passa, o Ela Pode parece um furacão: coloca conceitos de pernas pro ar e provoca transformações. Não canso de dizer que hoje coleciono história de sucesso de tantas poderosas ( como chamamos carinhosamente as participantes do Ela Pode”, comenta Fabiana Rolim, embaixadora da Rede.

A missão de empoderamento feminino cresceu através do Instituto Rede Mulher Empreendedora pelo Programa Ela Pode. Este programa, iniciativa do Instituto com o apoio do Google, possui o ousado objetivo de capacitar gratuitamente 135 mil mulheres brasileiras até dezembro de 2020, garantindo, assim, as possibilidades de melhorias profissionais.

“Acreditamos que qualquer mulher pode criar a realidade que deseja para si, para isso levamos conhecimentos que serão um diferencial às mulheres participantes do Ela Pode: técnicas e reflexões que propiciam a mudança de pensamentos e tomada de decisões para w ação assertiva”, ressalta Fabiana.

Os treinamentos são abertos para mulheres a partir dos 16 anos. Pode ser empreendedora (pequena, média ou grande), candidata à empreendedora, funcionária ou em busca de oportunidades no mercado de trabalho. Interessadas em participar devem preencher o formulário disponível no site ou nos links: 

No site:  www.elapode.com.br

Rio Branco: https://forms.gle/SgUweCGxLctFfj5x5


Cruzeiro do Sul: https://forms.gle/ojBdCHMWCKjpajPeA

Continuar lendo

Cotidiano

Educadores marcam Assembleia para decidir adesão à greve geral no Acre

Publicado

em

Durante mais um dia de protestos na entrada da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta quarta-feira, 13, trabalhadores em educação do Estado decidiram marcar uma reunião a ser realizada no próximo dia 26 de novembro para decidirem se aderem ou não em greve geral em meio ao processo de aprovação do Projeto de Lei do governo que impõe algumas mudanças no sistema previdenciário dos servidores públicos.

Segundo a presidente do sindicato, Rosana Nascimento, diante das últimas tratativas com representantes do Executivo estadual, a única opção que resta aos educadores é sugerir uma greve geral. De acordo com a sindicalista, tudo depender de como será as negociações junto ao governo para com as alterações propostas no PL enviado à Aleac.

A reunião em formato de Assembleia Geral irá ocorrer no mesmo dia em que haverá a votação da proposta de Reforma da Previdência estadual, após ter sido remarcada para o dia 26.

Os manifestantes querem que a pauta da reforma saia da discussão entre os deputados. Já os parlamentares da base do governo afirmam que as mudanças são necessárias para manter as contas do estado.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.