Conecte-se agora

Agentes do Acre integram força-tarefa de intervenção em presídios de Manaus (AM)

Publicado

em

Quatro agentes penitenciários do Estado do Acre foram convocados para integrar a Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) em presídios do Estado do Amazonas. A ação, regulamentada pelo Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, é promovida pelo Departamento Penitenciário Nacional e atua na contenção de situações de crise em todo o Brasil.

Participam três agentes de Rio Branco e um agente do município de Cruzeiro do Sul. A priori, vão permanecer cerca de 90 dias no estado vizinho. Foram selecionados profissionais que já tinham cursos, preparos e experiência em intervenção prisional. “Para nós é motivo de alegria poder participar e colaborar com a promoção da ordem e da disciplina dentro dos estabelecimentos prisionais”, disse o diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), Lucas Gomes.

Segundo Gomes, é importante integrar ações como esta, pois nunca se sabe quando o Acre irá precisar de reforço semelhante. “Hoje é um caso que aconteceu em Manaus, mas já aconteceu no Rio Grande do Norte, no Ceará, pode acontecer em qualquer estado brasileiro. Temos prazer em participar, pois podemos precisar um dia dessa demanda no Acre”, explica.

De acordo com o diretor do Iapen, a participação dos profissionais no Amazonas não interfere no efetivo que atua no Acre. Nas redes sociais, Gomes celebrou: “Que Deus acompanhe os nossos guerreiros que carregam o nosso nome e a nossa bandeira na promoção da paz e da ordem”.

Força-tarefa

A força-tarefa de intervenção em presídios do estado do Amazonas começou nessa terça-feira, 28, e terá duração de 90 dias. A equipe vai atuar em presídios de Manaus onde 55 presos morreram entre domingo (26) e segunda-feira (27). Os agentes vão apoiar atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos. O grupo da Força-Tarefa foi um pedido do governador do Amazonas, Wilson Lima, ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Propaganda

Destaque 7

Aluno militar presta continência à carreata e foto viraliza na web

Publicado

em

FOTO: REPRODUÇÃO FACEBOOK

O governo do Acre realizou na manhã desta quinta-feira, 14, uma carreata para apresentar à população de Rio Branco as 127 caminhonetes recebidas para reforçar as ações da Segurança Pública. Em comboio puxado pelo próprio governador Gladson Cameli e seu vice, Major Rocha, uma imagem chamou atenção dos militares que participaram da carreata. Em sinal de respeito, um aluno do Colégio Militar Dom Pedro II, gerido pelo Corpo de Bombeiros na capital acreana, ficou cerca de cinco minutos em pé, fazendo sinal de reverência ao avistar as tropas passarem.

O estudante, que estava fardado, recebeu diversas mensagens de apoio nas redes sociais ao prestar continência aos militares, justamente pela forma de manifestar respeito e apreço às autoridades.

A imagem do menino que, mesmo de longe, não deixou de homenagear os superiores, repercutiu rapidamente na web. “Imagem que dá orgulho em compartilhar. Isso mostra que devemos continuar acreditando que princípios e valores fazem a diferença”, republicaram vários internautas ao compartilhar a imagem.

Segundo informações, o rapaz ficou aproximadamente cinco minutos na posição e aguardou a última viatura passar para seguir seu caminho. Em Rio Branco, o Colégio fica localizado no Loteamento Santo Afonso.

Continuar lendo

Destaque 7

Mara Rocha pede apuração de abuso de autoridade do ICMBio contra produtores rurais

Publicado

em

O possível abuso de autoridade de servidores do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMBio) contra pequenos produtores rurais acreanos ganhou mais um capítulo. A deputada federal Mara Rocha (PSDB) entregou ao Presidente do ICMBio, coronel Homero de Giorge Cerqueira, um documento relatando os abusos cometidos por servidores daquele Instituto na retirada de produtores da Reserva Extrativista Chico Mendes.

O documento, acompanhado de fotos e vídeos, relata que servidores do ICMBio tem agido com truculência. Há histórias de agressões e destruição de motos, antenas, alimentos e diversos objetos pessoais dos produtores.

“Compreendo que os servidores públicos têm poder de tutela, mas isso não dá a eles o poder de ferir o direito à ampla defesa e, principalmente, não dá o poder de ferir o princípio da dignidade humana, base da nossa Constituição. Ao nos depararmos com cenas de fogueiras feitas, por servidores públicos, com bens dos moradores da Resex Chico Mendes, não resta dúvidas de que abusos vêm sendo cometidos”, afirmou a parlamentar.

“Trouxe as denúncias para que sejam analisadas e, se os abusos forem comprovados, espero que sejam punidos, pois o povo da Resex Chico Mendes merece respeito do poder público”, finalizou Mara Rocha.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.