Conecte-se agora

Adeus às armas!

Publicado

em

“Adeus às Armas”, nada ver com o clássico do escritor americano, Ernest Remingwai, prêmio Nobel de Literatura por sua obra magistral “Por Quem os Sinos Dobram” (1954) que, aliás, é uma pergunta a ser feita diariamente quando vemos jovens executados, perfurados de balas, tombados no asfalto, ou cabeças cortadas nas periferias. Todos os dias. É guerra!

É que o presidente do Brasil, capitão Jair Messias Bolsonaro, está promovendo “a volta as marmas”. Seu decreto entrou em vigor, depois, pressionado pela sociedade, ele mesmo voltou atrás proibindo a posse de fuzis por cidadãos comuns.

O presidente prometeu durante a campanha eleitoral armar os cidadãos do bem para se defenderem dos cidadãos do mal. “Só um cidadão do bem armado pode impedir um cidadão do mal (armado) de fazer o mal”. Na contramão vem mais de 64% da população brasileira dizendo não armar os cidadãos do bem para guerrear contra os maus. O povo entende que o cidadão do bem armado vai virar do mal. Todo mundo armado (no Brasil) acho que seria a volta ao estado de natureza do homem narrado por Thomas Hobbes, na obra, O Leviatã.

Segundo Hobbes, o homem nasce mau, ruim, perverso, medroso, dissimulado, covarde, ambicioso, egoísta, mentiroso e desejoso de poder. Fará de tudo para ter poder, se proteger e, ainda por cima, tomar o que é alheio. É aí que entra o Adamastor: “Minha Nossa Senhora”!

O Thomas disse, a grosso modo, que para que o homem subsista em sociedade ele precisa de um Estado forte, o Leviatã, que vai controlar essa sanha diabólica e satânica do ser humano. (Satânica e diabólica porque coincide com a natureza caída de Adão e Eva desde que eles deixaram o Paraíso de Deus) e nos colocaram nessa fria.

O homem é um animal que gosta de matar, de guerrear. Quando não tem briga na rua ele briga em casa. É de sua natureza. Se é que tem mesmo uma. O Jean-Paul Sartre diz que não. Que o homem é o “nada”, vezes nada, elevado ao cubo. Só teríamos uma essência depois de existir e virar finado. Condenado a liberdade Jair Bolsonaro poderia dizer: “Não as armas”! Mas, não…e diz: “Volta as armas”, desrespeitando a vontade dos brasileiros sábios daqueles dias que disseram “adeus às armas”, talvez, inspirados pelo romance de Ernest Remingwai, que se passa na sangrenta 1ª Guerra Mundial.

O povo brasileiro deu adeus às armas através de consulta popular. Mais de 300 mil mortes já foram evitadas por essa decisão. A impressão que tenho é a de que éramos mais evoluídos. Mais humanos e menos instintos. O sistema era muito melhor. Caminhamos para o caos, para o estado de natureza. Para que o Estado exista, eu, meu vizinho, nós vós e eles abrimos mão do direito de nos defender para que o Estado defenda a todos.

Se não o faz, não será armando todo mundo que a violência vai diminuir. Ao contrário, será uma carnificina. No trânsito, mas escolas, nos lares e nas igrejas…como se viu recentemente. Um homem matou a mulher que (amava), foi a igreja, matou mais três que estavam rezando, orando. Depois se matou “amando o próximo como ele mesmo”. (O Adamastor me persegue)! Estou com os que querem que o Estado brasileiro desarme os cidadãos maus tomando as armas e não entregando armas para que os bons voltem ao estado de natureza. Inclusive, eu. Adeus as armas!

. O líder do PC do B na Assembleia Legislativa, deputado Edvaldo Magalhães, esclareceu a coluna que durante entrevista ao “ Bar do Vaz”, neste ac24horas, afirmou que a eleição de 2018 representou o fim de um ciclo político para a Frente Popular, depois de 20 anos de poder.

. Não o fim em si mesmo do movimento.

. Segundo ele, os que sobraram da derrota histórica tem o dever de reconstruir o polo democrático popular em novas bases.

. Sem os oportunistas porque esse já se foram para o outro lado!

. Acha que a nova Frente Popular do Acre vai surfar nos erros do novo governo, mas ainda é muito cedo para falar sobre isso.

. Pensar, pode!

. As secretárias Eliane Sinhasique (Pequenos Negócios e Turismo) e Maria Alice (SGA e Planejamento) estão envergonhadas com a posição do MDB na Assembleia Legislativa.

. Maria Alice teria dito em uma das reuniões de trabalho que não dá para continuar nas pastas com o MDB agindo dessa maneira.

. Depois do Progressista, o MDB é o que mais tem cargos no governo!

. O deputado Roberto Duarte deve ser visto dentro desse contexto de uma forma diferente.

. Sua posição não tem nada a ver com disputas provincianas por prefeituras ou briga por mais cargos, já que ele não tem nenhum.

. Aliás, nenhuma coisa nem outra!

. A questão é simples:

. Não nasceu pra cabresto!

. Existem políticos assim, fazer o quê, Zé das Cabras?!

. Em conversa com o Alan, tomando um café quente cedinho, em seu lanche ao lado de A Tribuna, me dizia:

. Falta um Carioca no governo!

. Veja bem, não é o Carioca do PT, mas uma pessoa que faça o mesmo papel que ele fazia até 2014.

. Dizia um “não” sem mel, açúcar ou mamão na cara de qualquer um: político, cabo eleitoral, dirigente partidário, padre, pastor, monge, mãe de santo, mulá, xamã e pajé.

. Por isso, era tão odiado interna e externamente.

. Até 2014 o Carioca cuidava dos interesses do governo, quando passou a zelar apenas pelo espaço da DR…

. Lá se vem o Adamastor de novo, puts grila!

. O secretário de Saúde Alisson Bestene não esmoreceu com os problemas na Saúde, ao contrário, partiu prá cima!

. Sangue do avô Jamyl, singrando o rio Acre num repiquete, com a lancha abarrotada de produtos, a água barrenta lambendo a borda, na travessia do poço São Luís do Remanso.

. Lugar afamado, onde muitas lanchas foram a pique carregadas de castanha e borracha.

. C’est la vie…

. O governo não vai muito bem, mas figura do governador Gladson Cameli ainda é muito carismática.

. As pessoas gostam dele, de seu jeito puro, quase ingênuo enfrentando o que tem de pior na política.

. O Jorge Viana quando se elegeu prefeito deu o quinhão do PT, mas trouxe gente de vários partidos da época como PDS, MDB, PSDB e outros.

. Raimundo Angelim, Edilson Cadaxo…

. No governo, tinha Tião Bocalom, Sérgio Petecão…até o governador Gladson fazia parte da FPA.

. Não vejo razão para acusarem o governo de ser “petista”.

. É não, seu João Cambão!

. A ex-prefeita e ex-deputada Leila agora é mamãe, o Nelsinho papai!

. Parabéns!

Propaganda

Coluna do Astério

Gladson não tem candidato a prefeito!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Tchê sugere imitar Binho na Saúde!

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE
Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.