Conecte-se agora

Governo descumpre prazo e pacientes com hepatite continuam sem medicamento

Publicado

em

No último dia 6 de abril, o governador Gladson Cameli prometeu durante seu programa de rádio ‘Fale com o Governador’ que, em cerca de 10 dias, o problema da falta de medicamento aos pacientes de hepatite B na rede pública de saúde seria solucionado. No entanto, já se passaram exatamente 41 dias e ainda não há previsão para chegada do entecavir aos pacientes, que sofrem com a falta do tratamento adequado.

Os pacientes amparados pela rede pública alegam que já faz mais de quatro meses que não recebem o medicamento. Em sua fala, Cameli disse que o Ministério da Saúde é o responsável pela entrega dos medicamentos e que estaria enfrentando problema no fornecimento do remédio. “Porém, já recebemos uma nota do próprio Ministério da Saúde informando que até os próximos 10 dias essa situação estará normalizada. Mas, vamos buscar uma maneira para que esta semana esses remédios já estejam aqui”, afirmou o governador no início do mês passado.

Agora, quase dois meses depois, o Centro de Referência para Medicamentos Especializados diz que ainda aguarda uma resolução do ministério da saúde para saber, exatamente, quando o medicamento voltará a ficar disponível. A própria gerente estadual de assistência farmacêutica confirmou, durante entrevista a Rede Amazônica no Acre, que as previsões passadas para chegada do medicamento não foram cumpridas.

A falta do tratamento com o entecavir provoca inúmeros sintomas aos pacientes, como cansaço, tontura e indisposição.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas