Conecte-se agora

Projeto financiado pela Lei de Incentivo à Cultura investe na recuperação de infratores

Publicado

em

A prefeitura de Cruzeiro do Sul está investindo este ano cerca de 120 mil reais na Lei de Incentivo à Cultura.

 

A intenção é financiar projetos e ações que promovam, principalmente entre os jovens da segunda maior cidade do Acre, atividades culturais para afastar os jovens da prática de crimes e uso de drogas.

É o caso do projeto “Resgatando Vidas” que foi aprovado o financiamento de 5 mil reais para a aquisição de instrumentos musicais que vão fazer com que jovens ajudem a outros jovens que estão em conflitos com a lei.

O depoimento de José Maurício dos Santos, que hoje é um dos instrutores, mostra a importância do projeto. “Tenho 31 anos e entrei para a criminalidade aos 14. Vendi drogas e participei de facção, mas consegui me libertar. Hoje percebo que minha família e meus filhos precisavam de mim e por eles e pela minha mãe estou salvando vidas, indo resgatar mais jovens que estão envolvidos com o crime”, conta.

Outro exemplo é Douglas Freitas, de 25 anos, que conta da vontade de ajudar outras pessoas como um dia foi ajudado. “A minha vida não era nada boa. Assim que entrei para a facção, fui preso. Na penitenciária, recebi o chamado de Deus e hoje minha vida é outra. Vivo em harmonia com Deus, com meu trabalho e minha família. Através da minha história e da música, quero ajudar a resgatar jovens do crime, como eu fui resgatado”, salienta.

O Resgatando Vidas já existe há cinco anos e segundo o seu idealizador centenas de jovens já foram alcançados pelas ações do projeto. “Hoje, temos mais de 200 jovens resgatados das facções. Graças ao Senhor, nosso Deus, este ano fomos contemplados com a Lei de Incentivo para comprarmos instrumentos musicais e ampliarmos nossas ações sociais nos bairros periféricos e continuarmos buscando vidas para Deus”, frisa o pastor Francisco Mota.

 

Propaganda

Cidades

Equipes da Fiocruz fazem exames em moradores de comunidades de Porto Walter

Publicado

em

Técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) realizam em comunidades rurais e ribeirinhas de Porto Walter, o Inquérito de Prevalência para Eliminação do Tracoma. A Tracoma causa cegueira e atinge principalmente crianças entre 1 e 9 anos. Em 2003 muitos casos foram detectados nas cidades do Vale do Juruá e o objetivo do Ministério da Saúde é erradicar a doença do Brasil até 2020.

A equipe, composta por profissionais da Bahia, Paraná e Acre realiza exames de moradores das Comunidade Besouro, Grajaú, Foz do Natal e Vitória.

O exame tem resultado na hora e de acordo com o tipo de Tracoma, o tratamento é garantido “in loco” em dose única de antibiótico. Em casos graves, o paciente é encaminhado para cirurgia por meio do Ministério da Saúde.

O supervisor das atividades do Ministério da Saúde na região, Nicolau Abdala, cita que em Porto Walter são feitos cerca de mil exames, que também já foram realizados em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Marechal Thaumaturgo. Até agora nenhum caso positivo foi detectado. “Em Porto Walter contamos com total apoio do secretário municipal de Saúde Sebastião Cezar Andrade”.

Exames também são feitos em comunidades dos Estados do Amazonas, Rondônia, Maranhão, Pernambuco e Alagoas.

Saiba o que é

O Tracoma é uma doença causada pela bactéria Chlamydia Trachomatis. É uma infeção inflamatória ocular crônica. As lesões resultantes do atrito podem levar a alterações na córnea, causando cegueira.

Continuar lendo

Cidades

Entrada de Xapuri recebe nova camada asfáltica

Publicado

em

A rua Cel. Brandão, principal via urbana de Xapuri, está recebendo uma nova camada asfáltica em vários pontos, principalmente no trecho de entrada da cidade, que há bastante tempo se encontrava em condições muito ruins para o tráfego.

A recuperação da rua faz parte de um pacote de obras similares que visam, segundo o secretário municipal de Infraestrutura, José Cecílio Evangelista, melhorar a aparência da cidade e as condições de trafegabilidade das principais vias de Xapuri.

“É muito gratificante podermos realizar um serviço desse para a população depois de muito trabalho para levantar os recursos e executar a obra. O resultado é a satisfação da maioria das pessoas que estão vendo na nossa administração o objetivo de fazer o máximo para ver Xapuri crescer”, afirmou.

As obras de asfaltamento de ruas que estão sendo realizadas em Xapuri são oriundas de convênios federais e aplicação de recursos próprios do município (RP). Em seu segundo mandato, o prefeito Ubiracy Vasconcelos (PT) diz que os investimentos que estão sendo feitos no município são resultado de um plano de austeridade estabelecido em sua gestão.

“Em tempos de crise como o que passamos, temos que ter muito planejamento e objetividade para aplicarmos bem as verbas municipais. No caso das ruas de Xapuri, estamos recuperando pontos estratégicos para que o trânsito da cidade tenha um bom fluxo para quem entra e sai e também para os pedestres por meio dos muitos quilômetros de calçadas já construídas”, falou.

Nas redes sociais, houve um misto de elogios e críticas à administração municipal de Bira Vasconcelos. Enquanto alguns internautas enaltecem o trabalho da prefeitura, outros reclamam da falta de extensão das obras aos bairros periféricos e da ausência de máquinas em alguns ramais do município.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.