Conecte-se agora

Governo não repassa recursos e Lar dos Vicentinos pode fechar

Publicado

em

O Lar dos Vicentinos em Cruzeiro do Sul vive situação parecida com o que já ocorreu com a Casa de Acolhida Souza Araújo e o Hospital Santa Juliana: a ameça de fechar as portas por falta de repasse do governo do estado.

É o que diz a coordenação da entidade que abriga atualmente 31 idosos na segunda maior cidade do Acre. O governo acreano não faz o repasse dos recursos desde novembro do ano passado. A dívida já ultrapassa os 100 mil reais.

Para não fechar as portas, a própria instituição tem arcado com todas as despesas, principalmente o pagamento dos salários de 9 servidores. O problema, é que a fonte secou.

“Há um convênio com a secretaria de Saúde do Estado para pagar um fisioterapeuta, sete auxiliares de enfermagem e uma enfermeira. São cerca de R$ 17 mil mensais. Como o repasse não é feito desde novembro de 2018, nós usamos os nossos recursos pra honrar os salários e não deixar que o atendimento aos idosos perdesse a qualidade. Só que para esse pagamento de maio já não temos como pagar e sem esses profissionais é impossível cuidar dos nossos idosos. E esse dinheiro que usamos está fazendo muita falta em outras áreas. Chegamos no nosso limite” declara a coordenadora substituta do Lar Vicentino de Cruzeiro do Sul, irmã Mônica Xavier.

Apesar da prefeitura de Cruzeiro do Sul ceder alguns servidores para a instituição, o número é insuficiente para garantir o atendimento aos internos.

Um outro problema são os custos com a medição. Nem o governo do Estado, nem a prefeitura de Cruzeiro do Sul ajudam com o fornecimento de medicamentos para os internos. A despesa nas farmácias da cidade com remédios e fraldas geriátricas, chega a R$ 12 mil mensais.

Já a alimentação dos idosos é garantida por meio de doações da comunidade e de um grande evento arraial junino, realizado todos os anos que garante um fôlego para a compra dos gêneros alimentícios.

Propaganda

Acre

Empresa de bolacha usa Gladson como garoto propaganda; internautas condenam

Publicado

em

Se o governo não der certo, Gladson Cameli já tem uma opção no mercado de trabalho. Modelo de fábrica de bolacha.

É que a ida do governador dias atrás à Assembleia Legislativa e a sua “merenda” degustando bolacha com café tornaram Gladson Cameli garoto propaganda.

A empresa produtora da bolacha usou um print da matéria divulgada pelo ac24horas para dizer em seu Facebook que o governador acreano se rendeu ao seu produto.

Desde que apareceu comendo a bolacha fabricada no Pará que o governador Gladson Cameli tem recebido mensagem pelo face desaprovando a sua atitude. Na maioria das vezes os internautas condenam a forma como trata o produto acreano fabricado pela Miragina. Para a maioria, Gladson faz propaganda da Papaguara porque quer incluí-la na lista de produtos da merenda escolar. O governante tem ficado calado sobre as críticas.

Continuar lendo

Acre

HOJE – Leilão é oportunidade para melhorar genética de rebanho

Publicado

em

Quem é criador de gado, sabe que no mercado pecuário cada vez mais competitivo, um dos diferenciais é o melhoramento genético de seu rebanho.

A noite desta sexta-feira, 19, a partir das 18 horas, no Tatersal do Parque de Exposições da Expoacre, é uma grande oportunidade para quem tem interesse em melhorar a qualidade do seu gado com a realização do 3º Leilão Nelore do Betão.

Ao todo, serão leiloados 50 touros nelore PO (Pura Origem) e 10 matrizes nelore PO. Um atrativo a mais para os compradores é procedência dos animais que são de propriedade de Edilberto Afonso de Moraes, o Betão, uma das maiores referências em pecuária no Acre.

“Uma das importâncias de se investir em um touro PO é a qualidade dos bezerros que vão nascer desse touro, além da precocidade para o abate. Vai ser um animal que vai ficar pronto para o abete em menos tempo, vai ficar um ano a menos no pasto, gerando economia e mais produtividade ao produtor”, explica João Victor, que faz parte da organização do leilão.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.