Conecte-se agora

Governo não repassa recursos e Lar dos Vicentinos pode fechar

Publicado

em

O Lar dos Vicentinos em Cruzeiro do Sul vive situação parecida com o que já ocorreu com a Casa de Acolhida Souza Araújo e o Hospital Santa Juliana: a ameça de fechar as portas por falta de repasse do governo do estado.

É o que diz a coordenação da entidade que abriga atualmente 31 idosos na segunda maior cidade do Acre. O governo acreano não faz o repasse dos recursos desde novembro do ano passado. A dívida já ultrapassa os 100 mil reais.

Para não fechar as portas, a própria instituição tem arcado com todas as despesas, principalmente o pagamento dos salários de 9 servidores. O problema, é que a fonte secou.

“Há um convênio com a secretaria de Saúde do Estado para pagar um fisioterapeuta, sete auxiliares de enfermagem e uma enfermeira. São cerca de R$ 17 mil mensais. Como o repasse não é feito desde novembro de 2018, nós usamos os nossos recursos pra honrar os salários e não deixar que o atendimento aos idosos perdesse a qualidade. Só que para esse pagamento de maio já não temos como pagar e sem esses profissionais é impossível cuidar dos nossos idosos. E esse dinheiro que usamos está fazendo muita falta em outras áreas. Chegamos no nosso limite” declara a coordenadora substituta do Lar Vicentino de Cruzeiro do Sul, irmã Mônica Xavier.

Apesar da prefeitura de Cruzeiro do Sul ceder alguns servidores para a instituição, o número é insuficiente para garantir o atendimento aos internos.

Um outro problema são os custos com a medição. Nem o governo do Estado, nem a prefeitura de Cruzeiro do Sul ajudam com o fornecimento de medicamentos para os internos. A despesa nas farmácias da cidade com remédios e fraldas geriátricas, chega a R$ 12 mil mensais.

Já a alimentação dos idosos é garantida por meio de doações da comunidade e de um grande evento arraial junino, realizado todos os anos que garante um fôlego para a compra dos gêneros alimentícios.

Propaganda

Acre

Nicolau Júnior recebe medalha Tiradentes, maior comenda da PM

Publicado

em

Durante visita ao Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas, o presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), foi condecorado com a Medalha da Ordem do Mérito Alferes Joaquim José da Silva Xavier, chamada de Tiradentes, da Polícia Militar do Estado do Amazonas, a mais alta comenda da corporação que é concedida pelo governo do Estado às autoridades civis que prestam relevantes serviços à Polícia Militar.

O objetivo da medalha é prestar o devido reconhecimento aos policiais militares do Estado do Amazonas que se destacaram no exercício de suas funções.

A honraria também é destinada a condecorar cidadãos que contribuíram de forma relevante com as atividades desempenhadas pela Polícia Militar e, consequentemente, para a segurança pública do AM.

O parlamentar também agraciado com o Diploma Histórico do Clube do Tiradentes. “É uma honra como cidadão e como parlamentar receber este reconhecimento de uma corporação reconhecida como a Polícia Militar do Amazonas, que existe para zelar pelo bem estar da população. Parabéns a todos que fazem parte dessa importante corporação”, disse o deputado.

Agência Aleac

Continuar lendo

Acre

Pacientes denunciam UPA do 2º Distrito: “Só tem um médico aqui”!

Publicado

em

Indignados com a demora no atendimento médico na Unidade Pronto Atendimento (UPA) do 2º Distrito, internautas entraram em contato com a equipe do ac24horas, para denunciar e pedir atenção do governo do Estado.

Segundo relatos, a UPA conta na manhã deste sábado (21) somente com um médico para prestar atendimento. Os pacientes relataram que muitos estão indo embora para casa, cansados de tanto esperar por socorro médico.

“Estamos aqui desde as 8h da manhã e nada de atenderem a gente. Já vi muitos indo pra casa, porque estão cansados de esperar e acabam desistindo. Isso é uma vergonha. Cadê o governador que não vê isso? Cadê a secretária de saúde que não fiscaliza? Tem gente aqui doente, esquecida nessas cadeiras. Só tem um médico aqui pra fazer tudo, não tem como atender e ficar na emergência”, disse indignada.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.