Conecte-se agora

Desembargadora manda reintegrar diretor demitido por Gladson

Publicado

em

A desembargadora Waldirene Cordeiro, do Tribunal de Justiça do Acre, determinou no início da semana que Francisco Calixto da Rocha, que até janeiro deste ano era Chefe do Departamento Executivo de Administração e Finanças da Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Estado do Acre (AGEAC), retorne ao cargo no prazo de 72 horas.

A decisão é baseada num mandado de segurança impetrado pelos advogados de Francisco que foi demitido sumariamente pelo governador Gladson Cameli, que empossou novos diretores em seu lugar. Francisco e outros dois, que cumpriam mandatos de quatro anos, foram nomeados pelo governador Sebastião Viana em 2015 e seus contratos se encerrariam apenas em novembro deste ano, porém foram exonerados antes.

Em sua defesa, Francisco afirmou a desembargadora que jamais respondeu qualquer procedimento administrativo disciplinar ou processo criminal na justiça comum,e mesmo assim foi informalmente dispensado pela nova Diretora Geral da Agência Reguladora.

Caso Gladson Cameli não cumpra a ordem da desembargadora, uma multa diária no valor de R$500,00 foi estipulada, limitada a 30(trinta) dias.

Propaganda

Acre

Programa Ensina Brasil capacita jovens para a docência

Publicado

em

Selecionados atuarão como professores remunerados

Capacitar participantes para atuar como professores remunerados em escolas públicas ou órgãos governamentais durante dois anos. Esse é o principal objetivo do programa Ensina Brasil, que realiza formação intensiva sobre educação, didática e gestão escolar com aulas presenciais em sala de aula e acompanhamento de tutores experientes. 

O processo seletivo do Programa abrange cinco etapas. A primeira dela é preenchimento de um formulário online, informando dados sobre histórico acadêmico e atividades extracurriculares. As demais etapas envolvem um teste de múltipla escolha, perguntas dissertativas, dinâmica em grupo e entrevista. Para participar do programa o candidato deve cumprir algumas exigências estabelecidas, como possuir disponibilidade para morar fora de sua cidade. 

Requisitos

Ser brasileiro(a) nato(a) ou naturalizado(a), ter português fluente e ensino superior completo ou com previsão de graduação até dezembro de 2019, neste último há possibilidade de inscrição caso sua data de graduação tenha sido postergada para o primeiro semestre de 2020 em função de greve na sua universidade. Estes casos serão analisados posteriormente. 

Além disso, é necessário ter concluído a primeira graduação há, no máximo, 10 anos, ter disponibilidade para participar da formação inicial de 5 semanas (300 horas): 1 – Módulo presencial em São Paulo de 4 semanas em janeiro de 2020; 2 – Módulo online de 40h em Dezembro de 2019. 

Os participantes também terão que possuir disponibilidade para participar do programa de fevereiro de 2020 até dezembro de 2021 (trabalho remunerado) e morar fora de sua cidade por 2 anos, a partir de fevereiro de 2020. O participante deve estar apto para mudar de Estado caso não seja alocado no seu local de residência; os estados parceiros serão divulgados no momento da oferta.

Capacitação 

Se você já atua na área da educação e deseja se tornar um profissional mais completo, conte também com o apoio do Educa Mais Brasil. O programa possui 15 anos de atuação no mercado e já beneficiou mais de 1 milhão de pessoas com bolsas de estudo para várias modalidades de ensino. Acesse o site parceiro do programa e confira as oportunidades disponíveis na sua região. É possível encontrar pós-graduação e cursos profissionalizantes com até 70% de desconto.  

Fonte: Agência Educa Mais Brasil 

Continuar lendo

Acre

Empresa de bolacha usa Gladson como garoto propaganda; internautas condenam

Publicado

em

Se o governo não der certo, Gladson Cameli já tem uma opção no mercado de trabalho. Modelo de fábrica de bolacha.

É que a ida do governador dias atrás à Assembleia Legislativa e a sua “merenda” degustando bolacha com café tornaram Gladson Cameli garoto propaganda.

A empresa produtora da bolacha usou um print da matéria divulgada pelo ac24horas para dizer em seu Facebook que o governador acreano se rendeu ao seu produto.

Desde que apareceu comendo a bolacha fabricada no Pará que o governador Gladson Cameli tem recebido mensagem pelo face desaprovando a sua atitude. Na maioria das vezes os internautas condenam a forma como trata o produto acreano fabricado pela Miragina. Para a maioria, Gladson faz propaganda da Papaguara porque quer incluí-la na lista de produtos da merenda escolar. O governante tem ficado calado sobre as críticas.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.