Conecte-se agora

Teimosia em mudar programa pode obrigar Acre a devolver R$ 25 mi

Publicado

em

A insistência do atual Secretário de Produção de Agronegócio (SEPA) Paulo Wadt pode fazer com que o Acre seja obrigado a devolver cerca de 25 milhões de reais ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

É que a antiga Secretaria de Produção Familiar (Seaprof) é co-executora do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Acre (PDSA). Atualmente, há um saldo de cerca de 25 milhões em conta.

O problema é que um levantamento realizado pela atual gestão e também por um consultor do BID apontou falhas na execução do programa no que diz respeito a oferta de assistência técnica.

E aí se encontra o impasse. O financiador, que é o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), já sinalizou que não aceita alterações no programa porque ele já está no final. A própria Secretaria Estadual de Planejamento (SEPLAN) explicou que alterações significativas pode acarretar na negação do banco.

Porém, diante dos resultados considerados negativos, Paulo Wadt não quer continuar com o projeto como vem sendo executado.

Procurado pela reportagem do ac24horas, o governo do estado, por meio de uma nota de esclarecimento, deu a seguinte explicação. “O governo do estado, através da SEPLAN, já negociou a prorrogação de prazo do contrato em questão. O que está negociando agora junto ao BID, é utilização do valor de 25 milhões de uma outra forma, com prioridade na assistência técnica e extensão rural. Queremos e vamos mudar a forma de aplicação porque da forma que a gestão anterior fez, durante 20 anos, foi equivocada e não gerou nenhum resultado significativo para o Acre”.

A última cartada é a elaboração de um documento chamado nota técnica que constará a justificativa de alteração no escopo do programa e será submetido ao BID, que deve responder no final do mês de maio.

Em caso de uma negativa, nem o próprio governo sabe explicar o que irá acontecer, já que o estado sempre seguiu as diretrizes e houve, no máximo, a recomendação de acertos.

Propaganda

Cotidiano

“Empate Pela Amazônia” acontece neste domingo (25) na Praça Povos da Floresta

Publicado

em

Militantes e simpatizantes da causa ecológica estão sendo esperados às 16 horas deste domingo, 25 de agosto, para o evento “Empate Pela Amazônia”, na Praça Povos da Floresta.

O movimento é organizado pelo Comitê Chico Mendes e pretende possibilitar discursos e manitestações em defesa da Amazônia, que no momento atual sofre com as queimadas.

A Praça Povos da Floresta está localizada no Centro de Rio Branco.  Empate é o nome do movimento que seringueiros faziam em defesa da floresta.

 

 

Continuar lendo

Cotidiano

Mais de 15,3 mil estudantes fazem o Encceja hoje no Acre

Publicado

em

Hoje tem prova do  Exame Nacional de Certificação de Competência de Jovens e Adultos (Encceja) em quatro cidades do Acre. Mais de 15,3 mil pessoas se inscreveram e devem realizar o exame em Rio Branco, Feijó, Cruzeiro do  Sul,  e Brasileia. Locais e horários estão indicados no cartão do candidato.

Criado em 2002 para aferir competências, habilidades e saberes de jovens e adultos que não concluíram o ensino fundamental ou o ensino médio na idade adequada, o Encceja é aplicado pelo Inep, mas a emissão dos documentos certificadores (certificado e declaração de proficiência) é responsabilidade das secretarias estaduais de educação e dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia, que firmaram Termo de Adesão ao Encceja. Para tentar a certificação de conclusão do ensino fundamental, é necessário ter 15 anos completos até a data de aplicação do exame e, para o ensino médio, 18 anos.

 

 

 

 

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.