Conecte-se agora

Principais índices apontam para inflação estável no mês de abril

Publicado

em

Os dois principais índices que medem a inflação no Brasil mostram que a cesta de consumo das famílias praticamente não teve alteração no mês de abril.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que leva em consideração a cesta de consumo das famílias residentes em áreas urbanas que recebem de 1 a 40 salários mínimos, apresentou expressivo aumento de 0,05%.

 

O IPCA leva em consideração a cesta de consumo das famílias residentes em áreas urbanas que recebem de 1 a 40 salários mínimos.

Contribuiu para a desaceleração do IPCA em Rio Branco, os grupos de habitação com queda de -1,06%, seguido do grupo de vestuário (-0,70%) e alimentação e bebidas que também teve queda de -0,12%.

Tabela 1419 – IPCA – Variação mensal e peso mensal, para o índice geral e grupos
Mês – abril 2019
Geral, grupo, subgrupo, item e subitemBrasil e Município x Variável
BrasilRio Branco (AC)
IPCA – Variação mensal (%)IPCA – Peso mensal (%)IPCA – Variação mensal (%)IPCA – Peso mensal (%)
Índice geral0,571000,05100
1.Alimentação e bebidas0,6325,0047-0,1229,0348
2.Habitação0,2415,7354-1,0611,1596
3.Artigos de residência-0,243,9518-0,114,7178
4.Vestuário0,185,6473-0,709,0633
5.Transportes0,9418,30150,6717,3747
6.Saúde e cuidados pessoais1,5112,02581,2611,9756
7.Despesas pessoais0,1710,8340,138,3276
8.Educação0,095,0446-0,065,5392
9.Comunicação0,033,45490,082,8074
Fonte: IBGE – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo

Por outro lado, o grupo de saúde e cuidados pessoais teve aumento de 1,26%, principalmente, em função dos produtos de higiene pessoal (2,5%) e dos medicamentos (1,09%).

O grupo de transportes também teve aumento de 0,67% em função do aumento das passagens aéreas que aumentaram 8,66%; da gasolina que aumentou 1,51% e dos consertos de automóveis que aumentaram em 0,49%. O automóvel novo (-0,86%) e a motocicleta (-0,5%) tiveram redução de preços.

Já o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) que avalia o custo da cesta das famílias de 1 a 5 salários mínimos, se manteve inalterada em abril.

Propaganda

Destaque 6

Fuga de presos em Rio Branco pode ter relação com a do Paraguai

Publicado

em

FOTO: G1/ACRE

Há relação entre a fuga ocorrida no presídio de Rio Branco com a debandada em massa no Paraguai. 76 presos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, na fronteira do Brasil com Paraguai.

Entre os fugitivos estão 20 brasileiros. A recaptura já começou, segundo informou o Sistema Nacional de Segurança Pública.

No Acre, quase 30 presos do pavilhão L fugiram do presídio Francisco D´Oliveira Conde. Uma das lideranças dos policiais penais, Janes Peteka, disse que “pela lógica” há sim relação da fuga ocorrida no Acre com a do Paraguai, já que os presos conseguem se comunicar entre si nos países vizinhos. “No Pavilhão L fica o pessoal Bonde dos 13, aliado do PCC, que está na fuga do Paraguai”, explicou Peteka.

O ac24horas buscou contato com autoridades da segurança pública para avaliar a relação das duas fugas, mas não obteve sucesso.

Em nota, o Governo do Acre se manifestou sobre a fuga deste fim de semana e diz que “todas as forças de segurança do Estado foram acionadas e várias medidas operacionais estão sendo realizadas para captura dos foragidos”.

Continuar lendo

Destaque 6

Bolsa Família irá beneficiar mais de 86 mil famílias no Acre

Publicado

em

O pagamento da parcela de janeiro do Bolsa Família começa nesta segunda-feira (20). O estado do Acre irá receber R$ 23,751 milhões. No total, 86.793 famílias serão beneficiadas. O valor médio do benefício é de R$ 273,65. A família de Deuselhia dos Santos é uma das beneficiárias. Com oito filhos, a mulher de 54 anos conta que o repasse é fundamental para o sustento da casa. “Como eu estou desempregada, esse dinheiro é fundamental para comprar comida para a família todo mês. É sagrado”, conta.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, explica que a pasta trabalha para garantir o benefício de quem realmente precisa. “Nós seguimos fazendo o pente-fino no Programa, removendo quem não precisa do dinheiro. Assim, podemos garantir que famílias realmente necessitadas tenham acesso ao benefício”, esclarece. Ainda segundo o ministro, o governo estuda melhorias no Programa. “Estamos discutindo a possibilidade de mudar para melhor. Não queremos tirar o benefício de quem precisa, mas vamos estimular a geração de emprego e renda, além de garantir educação de qualidade para as crianças. Afinal, essas são prioridades do nosso governo.”

O Programa

O Bolsa Família é voltado para famílias extremamente pobres, com renda per capita mensal de até R$ 85; e pobres, com renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170 reais. Os beneficiários recebem o dinheiro mensalmente e, em contrapartida, cumprem compromissos nas áreas de saúde e educação.

Como participar

Para fazer parte do Programa, o responsável pela família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou um posto de atendimento do Bolsa Família no município. É necessário levar documentos de identificação pessoal, como RG, carteira de identidade ou carteira de motorista e certidão de nascimento de todas as pessoas que vivem na residência. Para mais informações acesse o portal do Ministério da Cidadania.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas