fbpx
Conecte-se agora

Prefeituras esquecem obrigações e ficam com R$ 1,6 mi bloqueado

Publicado

em

Rodrigues Alves e Feijó perderam este mês R$ 1.675.027,36 em repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) do 1º decêndio de maio. O dinheiro foi depositado na conta de todas as prefeituras do Acre na sexta-feira passada (3) menos nessas duas porque os prefeitos não conseguiram a homologação nas informações referente ao 6º bimestre de 2018 dos gastos com saúde no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (Siops). Rodrigues Alves está com R$957.158,49 retidos e Feijó, R$ 717.868,87. Nada menos que 237 municípios brasileiros estão com bloqueio no repasse. O montante bloqueado chega a R$ 227 milhões.

A Confederação Nacional dos Municípios informa aos prefeitos e secretários que os repasses poderão ser desbloqueados no prazo de 72 horas após a regularização das informações junto ao Siops (envio e homologação dos dados).

“A CNM alerta sobre a importância da regularização dessas informações, pois o FPM é um recurso destinado às áreas da saúde e da educação além de ser essencial à manutenção dos serviços prestados à população e para a manutenção administração municipal. Confira a relação dos municípios que não homologaram os dados”, pede a Confederação.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas