Conecte-se agora

Política e jornalismo

Publicado

em

Terminei de ler e recomendo o livro do professor e militante do PT, Marcos Inácio Fernandes, o “Marcão”, sobre a história política do Acre e com foco maior no surgimento do PT. Belo livro para quem gosta de política e de história. Para minha surpresa, eu vi inserida na obra duas notas da coluna que eu assinava no jornal “O RIO BRANCO”, intitulada “Conversando sobre Política”, sobre disputas internas no surgimento do PT, isso em 1981. Já se vão 38 anos! Mas já assinava coluna política desde o meado da década de 70, também no “O RIO BRANCO”. O que nos leva a escrever sobre política mais de 40 anos. O livro do “Marcão” me fez reviver essa vivência. É uma obra que dá uma pincelada por todos os partidos que existiam no Estado antes da abertura política e do fim do bipartidarismo. Como acompanhei estas fases foi como um filme antigo passando pela minha cabeça. Muitas colunas surgiram ao longo dessas décadas, se mantiveram por um tempo e depois sumiram. A única que ficou perene foi a minha coluna. Por isso nada mais me surpreende na política do Estado. Foi bom reviver um pouco disso no livro do Marcão. Inclusive, uma ilustração da Balsa para Manacapuru, feita pelo DIM, em 1988, com aquele personagem da Escolinha do Professor Raimundo, que veio fazer campanha para o Ariosto Migueis à PMRB, gritando na televisão “Veeenha”! Ariosto foi derrotado pelo Kalume. E volto a recomendar que comprem o livro, à venda na livraria Paim. Comprem, é história.

Deveria servir de exemplo
A presença do secretário de Infraestrutura, Thiago Caetano – FOTO -, ontem na Assembléia Legislativa, para ouvir as queixas dos deputados e as suas reivindicações, deveria servir de exemplo a outros secretários. Essa aproximação evitaria muitas críticas feitas ao governador Gladson.

ACABOU A BRINCADEIRA
Para o líder do governo, deputado Luiz Tchê (PDT), tem de acabar a brincadeira de secretário do Estado não responder a requerimentos feitos pelos parlamentares. É comum no atual governo a maioria do secretariado fazer ouvido de mercador a pedidos de informações.

OBRIGAÇÃO LEGAL
E tem de acabar mesmo com este pouco caso que alguns fazem do parlamento. E ainda porque são obrigados a prestar informações ao Legislativo ou mesmo a um pedido popular. Não são donos dos cargos, estão de passagem e podem ser demitidos a qualquer hora.

NÃO SE JOGA DINHEIRO PÚBLICO PELO RALO
A prefeita Socorro Neri lançou a “Operação Verão”, que envolverá na ação cerca de 700 trabalhadores, divididos em 33 equipes e utilizando 250 máquinas, num grande mutirão para recuperar a malha viária. Está previsto um gasto de 50 milhões de reais, beneficiando 1500 ruas, em 227 bairros. É mais dinheiro que vai circular na praça. As finanças municipais estão saneadas. Não se trabalha no amadorismo do improviso. As equipes estão nos bairros.

NÃO ACOMPANHA
Mantida uma candidatura do vice-governador Major Rocha a prefeito de Rio Branco é um breque na esperança que o MDB tinha de que todos os partidos aliados se juntariam em torno do seu candidato à PMRB. Porque neste caso, o Rocha seria o candidato do governador.

POR QUAL PARTIDO?
O Tião Bocalom, se ele quiser ser candidato a prefeito de Rio Branco no próximo ano, terá que começar a pensar em outro partido que não seja o PSL. O Coronel Ulisses Araújo é o nome preferido pelos integrantes da cúpula partidária. Inclusive, pelo presidente Pedro Valério.

UBER LIBERADO
O STF declarou por unanimidade, na última quarta-feira, inconstitucionais as leis que proíbem o uso de carros particulares para transporte remunerado de pessoas. Com isso fica liberado o uso de aplicativos como o UBER em todo país. E nulas leis municipais que regulavam a matéria.

UM DADO HISTÓRICO
Na votação que colocou o Coronel Cerqueira Filho como governador do Acre, destituindo o governador eleito José Augusto, o único deputado estadual da época que não votou a favor foi o Nabor Junior; que, simplesmente, não compareceu à sessão que sacramentou o golpe.

POLÍTICO DE CARÁTER
Ao longo da minha carreira no jornalismo conheci poucos políticos da estirpe moral do Nabor Junior. Foi de um caráter irretocável durante a sua longa trajetória do parlamento ao governo.

ESTATURA MORAL
Outro nome no contexto histórico dos políticos honrados que passaram pelo Acre (e foram poucos) e com o qual fiz várias entrevistas e acompanhei as suas ações no Executivo, foi a figura do Jorge Kalume, dono de uma estatura moral reconhecida até pelos seus adversários.

FATO PITORESCO
Para se ter uma idéia quem foi Jorge Kalume, era comum ver pedidos como prefeito da capital endereçados à Câmara Municipal de Rio Branco, solicitando autorização para doar um milheiro de tijolos a uma entidade beneficente. Não discuto a sua ideologia, falo da sua honradez.

APROVAÇÃO UNÂNIME
O líder do governo, deputado Luiz Tchê (PDT), prevê para a próxima terça-feira a votação da indicação de Francisco Assis para a presidência do ACREPREVIDENCIA. Não será chamado para se questionado, por a aceitação do seu nome ser unanimidade entre os parlamentares.

NÃO HAVERÁ POLITICAGEM
A indicação de Francisco Assis é técnica, é um servidor de carreira, profundo conhecedor da situação do ACREPREVIDÊNCIA, e a aprovação do seu nome é bom sinal de que não teremos politicagem no órgão. A sua escolha foi um ato pessoal do governador Gladson e um acerto.

AGEACRE FORA DA DISCUSSÃO
Sobre a presidência da AGEACRE, o deputado Luiz Tchê (PDT), informou ontem à coluna que o debate só acontecerá na ALEAC quando chegar o nome indicado pelo governo. Mas já há um trabalho na base do governo de ter os votos necessários para desarquivar e votar o pedido.

COMO CAMINHÃO DE MELANCIA
Ontem, o clima entre os deputados da base do governo era de calmaria, bem diferente da tempestade da última terça-feira contra o governador Gladson Cameli. O que estava faltando, e parece que começa a ser corrigido, e que havia um afastamento do governo da ALEAC. É como um caminhão carregado de melancias, ao longo do trajeto vão se acomodando.

ACABOU COM O PROBLEMA
Com este projeto do deputado Jenilson Lopes (PCdoB) de criação de um selo de qualidade para a venda do açaí, acaba de vez a dúvida de que o consumidor está usando um produto sem controle sanitário. O projeto também aquecerá a economia no setor e gerará empregos.

NÃO APOSTEM
Vai errar quem apostar que o deputado Géhlen Diniz (PROGRESSISITAS), após deixar a liderança do governo tomará posições contra o governo Gladson. Já disse à coluna que é “base de apoio”. E mais, os princípios do Géhlen Diniz, jamais, fariam simbiose com PT e PCdoB.

FÉ EM AÇÃO
É o título do livro que o bom Pastor Agostinho Ribeiro, da IBB, vai lançar no próximo dia 14, às 19 horas, no Restaurante “Pão de Queijo”. Segundo o autor é um livro que fala de fé, perseverança, seguir em frente apesar das dificuldades. Resultado de 29 anos de Ministério.

REFINANCIAMENTO DA DÍVIDA
O governador Gladson está tratando do refinanciamento da dívida do Estado no “Banco Pactual”. Tem de buscar mesmo saídas econômicas, não adianta ficar na capital no gabinete.

DEFESA DAS FORÇAS POLICIAIS
O deputado federal Alan Rick (DEM) é um defensor ferrenho na PEC da Previdência dos direitos das forças policiais, no que tange às aposentadorias das categorias. Destaca que não se trata de criar regalias, mas de assegurar uma aposentadoria digna para os que vivem na defesa da população. E todos os dias colocando a vida em risco no enfrentamento do crime.

BOTÃO DA VIDA
A deputada Meire Serafim (MDB) é uma das parlamentares que fez uma defesa acirrada pela aprovação do projeto “Botão da Vida”, aplicativo que ao ser acionado pelas mulheres vítimas de violência, haverá o atendimento por uma patrulha de policiais especializados na defesa da Lei Maria da Penha. É um avanço contra a agressão e prevenção do assassinato de mulheres.

PARCERIAS POR SENA
O prefeito Mazinho Serafim tem procurado alternativas para melhorar a gestão. Acaba de ter uma emenda de 800 mil reais destinada pela deputada federal Jéssica Sales (MDB) para um Centro de Idosos e fez parceria com a FIEAC para a oferta de 32 cursos de capacitação. Os dois fatos foram destacados também na fala de ontem da deputada Meire Serafim (MDB).

NÃO HÁ COMO NÃO APOIAR
Importante por gerar emprego. O anteprojeto apresentado ontem pelo deputado Daniel Zen (PT), pelo qual as empresas que têm contratos com o governo incluam nos seus quadros os jovens aprendizes. Não há motivo para o Gladson não mandar projeto á ALEAC neste sentido.

ORIGEM INTERESSANTE
A proposta foi elaborada pela primeira turma dos 24 jovens que participaram do programa Jovem Parlamentar na Assembléia Legislativa, coordenado pelo deputado Daniel Zen (PT).

PARQUES ABANDONADOS
Tenho ouvido muitos protestos contra o descaso com os Parques da cidade. Do Canal da Maternidade, Parque do Tucumã e outros, completamente abandonados e às escuras. A última vez que estes espaços ficaram bem cuidados foi durante o governo do Binho Marques.

REVITALIZAÇÃO URGENTE
Estes espaços precisam ser revitalizados no atual governo. E policiados para evitar assaltos. Eram logradouros que eram usados por boa parte da população para caminhadas. Todos mal cuidados e viraram pontos perigosos por causa dos assaltos aos que ainda os freqüentam.

CONTA QUE PODE FECHAR
Há todo um trabalho para que a base do governo fique unificada em 17 votos, número suficiente para aprovar todos os projetos enviados para a ALEAC pelo Gladson Cameli.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas