Conecte-se agora

Redes sociais são a nova Babel?

Publicado

em

Confesso que não sou dado à filosofia e também que costumo fugir da prosa quando o assunto é sobre religião. Como ambos os temas andam misturados na ordem do dia, arrisco aqui passear pela dúvida posta no título deste artigo.

O termo Babel está associado ao significado de confusão, não desmerecendo qualquer outra etimologia, que também não é a minha praia. Aparece no livro do Gênesis como um mito que explica o surgimento das diversas línguas como uma puxada de orelhas divina. A forma encontrada por Deus para que sua criação dispersasse ao invés de ficar toda junta construindo torres para se aproximar do céu.

Afinal, o comando original de Deus era para a humanidade se espalhar pela Terra e administrá-la como sua representante.

Nossos antepassados, religiosamente ou não, correram mundo, fixaram-se do Alasca à Patagônia e do Saara à Amazônia, Sibéria e Califórnia. Formaram tribos, povos e nações. Desenvolveram-se, guerrearam por terras, por escravos, por seus deuses e pelo petróleo. Descobriram o well fair state e que se alguém apertar o botão vermelho, babau.

A confusão linguística imposta pelo Criador foi superada pela hegemonia dos poderosos de plantão, ora os fenícios, ora os gregos, os romanos, a libra esterlina, o dólar, a comunicação de dados.

Milênios a fio, chegamos à Internet, o mundo virtual, a criação coletiva da criatura. Uma dimensão nova onde anjos e demônios fazem pouco sentido, mas onde todas as tribos se juntam e elevam, tijolo por tijolo, bite por bite, a Babel cibernética.

Mas (sempre tem um mas), como disse Caetano, Deus é um cara gozador que adora brincadeira, apareceu em cena o Zuckerberg e Cia com suas redes sociais e a confusão está de novo armada. Já não são as línguas que nos separam, mas o que postamos no Facebook e no Twitter. Deus estaria novamente pondo seu dedo grande para funcionar? Ao invés de línguas, agora fez uns defenderem o Lula e outros o Bolsonaro? Uns liberais, outros socialistas? Uns conservadores, outros progressistas?

Ou a coisa já está mais para o Apocalipse que para o Gênesis? Seria a Internet, ou suas redes sociais, a tal meretriz, a grande Babilônia? Ou o mundo virtual é somente o campo da batalha?

Como viram, tenho mais interrogações que certezas nesse campo. Da minha parte, vou continuar usando as redes como instrumento de melhorar o relacionamento e promover a igualdade e um pouquinho de felicidade entre os que sigo e os que me seguem. No mais, rogo aos filósofos, antropólogos, teólogos e outros ólogos que desvendem as entranhas do cyberspace, se é que ainda há tempo, antes que o Armagedom digital se instale de vez.

E que façam isso rápido porque, Babel ou Babilônia, o ambiente já está ficando chato demais.


Roberto Feres escreve às terças-feiras no ac24horas.

Propaganda

Cotidiano

Dupla é presa com moto roubada e arma de brinquedo na Amadeo Barbosa, na capital

Publicado

em

Policiais Militares do 2° Batalhão prenderam no final da tarde desta segunda-feira (20), Edson Gomes da Silva Júnior, 18 anos, e Welisson de Oliveira, de 19 anos, pelo crime de receptação. A dupla foi presa na Avenida Amadeo Barbosa, em Rio Branco.

A Policia estava em patrulhamento pelo bairro 6 agosto e recebeu informações via Ciops que uma dupla estava com uma motocicleta roubada transitando na Avenida Amadeo Barbosa. A guarnição se deslocou até a região e próximo a rotatória da academia Arena Fitnes, avistaram os dois homens. Foi feito a abordagem e em posse dos criminosos foi encontrado uma arma de brinquedo.

A dupla e a moto roubada foram encaminhados à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos.

Continuar lendo

Cotidiano

Atividades no campus do Ifac em Cruzeiro do Sul retomam dia 28 de maio

Publicado

em

Após reunião entre a reitoria do Instituto Federal do Acre (Ifac) e a direção do campus da instituição no município de Cruzeiro do Sul, ficou definido que o retorno das atividades no campus atingido pelo incêndio deve ocorrer a partir do próximo dia 28 de maio. A decisão foi anunciada nesta segunda-feira (20).

Por meio de nota enviada à imprensa, o órgão destacou que, para não prejudicar o andamento do calendário acadêmico, entre os dias 20 a 24 de maio, “as aulas para os estudantes dos cursos técnicos subsequentes e superiores de Agroecologia, Física, Matemática, Recursos Pesqueiros e Zootecnia serão realizadas em ambientes da Escola Tancredo Neves, Universidade Aberta do Brasil e Colégio Miliar Pedro II, no município”.

Já os estudantes dos cursos técnicos integrados irão retornar às aulas somente no próximo dia 28. Segundo a reitora do Ifac, Rosana Cavalcante, “a decisão por prolongar em mais uma semana a retomada das atividades na unidade, se deve à necessidade de adequações junto às instalações elétricas do bloco pedagógico, que irá receber os servidores que trabalhavam no bloco administrativo, atingido pelo incêndio no mês de abril”.

Confira a lista das unidades que irão receber os estudantes do Ifac durante os dias 20 e 24 de maio:

A partir de 20/05 (Período Noturno): Estudantes dos cursos de Processos Escolares e Matemática – Colégio Militar Pedro II;

A partir de 21/05 (Período Vespertino): Estudantes dos cursos de Agroecologia, Recursos Pesqueiros, Zootecnia – Escola Tancredo Neves;

A partir de 21/05 (Período Vespertino): Estudantes de Física – Universidade Aberta do Brasil;

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.