Conecte-se agora

Agentes penitenciários protestam em frente a Aleac contra Gladson

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Dezenas de agentes penitenciários estão se manifestando na manhã desta terça-feira,7, na entrada da Sede da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). Eles se posicionam contra o concurso provisório que o Estado tem a intenção de realizar.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado do Acre (SINDAP-AC), Eden Azevedo, afirmou que o governador Gladson Cameli teria prometido durante a campanha das eleições de 2018 que faria concurso efetivo para a classe.

“O senhor governador prometeu durante a campanha concurso efetivo para a classe e fora isso, queremos os pagamentos das gratificações  e nosso plano anual de valorização , além de uma melhor condição de trabalho. Hoje o sistema penitenciário se encontra caótico, precário, ruas esburacadas, esgoto ao céu aberto. Queremos um diálogo”, diz o sindicalista, informando ainda que a cerca de dois meses entregou uma carta aberta ao governador e seus representantes, mas não obteve nenhuma resposta. “Eles prometeram nos chamar e até agora nada”, frisou.

FOTO: SÉRGIO VALE

Sobre o fato de agentes penitenciários estarem sendo ameaçados por membros de facções, Eden afirmou que o governo não tem dado nenhum tipo de apoio. “O único apoio que temos é um agentes defendendo o outro. O que temos é um agentes fazendo a segurança dos outros e o governo nem sequer afasta o servidor ameaçado e nem dá o direito de portar arma”, explica. Azevedo enfatiza que o Sindicato pediu ao Instituto de Administração Penitenciária que os agentes ameaçados recentemente em Sena Madureira fossem afastados do trabalho temporariamente, mas o pleito não foi atendido.

Além da manifestação na Aleac, os agentes prometem ir até o gabinete do governador na busca de serem recebidos por algum representante.

 

Propaganda

Acre

Doadoras participam de ação pelo Dia Mundial de Doação de Leite

Publicado

em

A Prefeitura de Rio Branco realizará nesta terça-feira, 21, às 8 horas, uma ação alusiva ao Dia Mundial de Doação de Leite Humano. A ação vai ocorrer na URAP Augusto Hidalgo de Lima, localizada no bairro Palheiral, em Rio Branco.

Nesta terça-feira, será realizada uma confraternização com as mães doadoras do posto de coleta de leite. Na ocasião, será servido um café da manhã e as doadoras receberão brindes e um certificado de agradecimento.

O objetivo , segundo a secretaria municipal de saúde, é conscientizar a população para a importância da doação de leite humano e incentivar a prática entre mães que amamentam.

A prefeitura destaca que toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite humano. Para doar, basta ser saudável e não tomar nenhum medicamento que interfira na amamentação.

A URAP Augusto Hidalgo de Lima funciona um posto de coleta de leite humano, onde todo leite doado naquela unidade é encaminhado ao banco de leite humano da Maternidade Bárbara Heliodora.

Essas doações após passar por processamentos recomendado pelo Ministério da Saúde, é ofertado aos bebês que estão internados, prematuros, de baixo peso e que não podem ser amamentados pela própria mãe.

Continuar lendo

Acre

Vereador é convidado para um tour em busca do “pé de maconha”

Publicado

em

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal do Acre (Ufac) emitiu uma nota de desagravo nesta segunda-feira, 20, à Câmara dos Vereadores de Rio Branco, após o vereador N. Lima ter afirmado na tribuna da Câmara que existe um plantio de maconha nas dependências da instituição. Noutra sessão, Lima chamou os que aderiram aos protestos contra os cortes nas universidades de ‘vagabundos comunistas’.

A comunidade acadêmica classificou as afirmações do vereador como discursos raivosos e maculosos. “Um pensamento torpe de sua forma de ver o socialismo e a tentativa constante de confundir nosso progresso universitário constitucionalmente embasado, aos preconceitos e defesas cegas de seus correligionários”.

A nota ressalta que a atitude do parlamentar em dizer que “andam fazendo porcarias dentro das universidades” nem o mais antiquado Coronel de seringais acreanos teria um pensamento tão empobrecido, e fez uma convite: “convidamos Vossa Excelência para conhecer a pé a nosso campus universitário, fazer uma fiscalização na procura do “pé de maconha”, a qual, em seu mundo profano, acusou”.

Os acadêmicos ainda sugeriram por meio da nota que o vereador dedique mais atenção aos problemas dos bairros de Rio Branco, do que a ofensas descomedidas a classe estudantil. As declarações de N. Lima partiram das manifestações que ocorreram devido ao contingenciamento de vergas que seriam repassadas a instituições federais.

“A realidade das Universidades e Faculdades de Rio Branco não é uma “baixaria”, como seus pensamentos”. O DCE também solicitou à mesa Diretora da Câmara de Rio Branco uma melhor regulação do debate produtivo, a fim de ponderar os discursos como o proferido pelo vereador N.Lima.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.