Conecte-se agora

“PC vai se subordinar a Secretaria de Segurança, isso ocorre no Brasil inteiro”, diz Rocha

Publicado

em

Em entrevista concedida ao programa de rádio ‘Fale com o Governador’ na manhã deste sábado, 4, hoje com a participação do vice-governador Major Rocha, foi comentada a polêmica que envolve a extinção da Secretaria de Polícia Civil e sua subordinação a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública. Rocha assegura que dentro da Polícia Civil “há uma ‘guerra’ interna que tem gerado alguns transtornos para a instituição”.

Ainda assim, o vice-governador garantiu que a reforma proposta pelo governador Gladson Cameli não tira a autonomia da Polícia Civil. “Tentou se vender a ideia de que o governo iria acabar com a Polícia Civil, o que não é verdade”. Segundo ele, o que de fato existe é a junção do órgão, que trabalha de forma independente, aos trabalhos da secretaria de segurança pública.

Para o vice, a ‘guerra’ interna da Polícia Civil só prejudica a atuação do órgão no combate a criminalidade. “Já chegamos ao ponto de, numa reunião com desembargadores da Justiça Criminal serem apontados baixos índices no que diz respeito à investigação e elucidação de crimes. Precisamos acabar com isso e focar as instituições no combate a criminalidade”, destaca.

Mesmo assim, o Major observou que a direção da Polícia Civil continuará com orçamento próprio e continua a atuar como ordenadora de despesa. “A Polícia Civil vai se subordinar ao secretário de segurança, isso acontece em todos os estados brasileiros, menos no Rio de Janeiro”.

Durante reunião esta semana entre o governador com delegados de polícia e agentes, Cameli afirmou: “não vamos acabar, mas fortalecer a Polícia Civil com autonomia financeira e administrativa, mas inserida na nova de linha de planejamento da segurança pública”.

O Guardião

Já com relação ao uso do Guardião – software de alta tecnologia que grampeia centenas de linhas simultaneamente, o vice-governador afirmou que o equipamento sempre gerou muita polêmica, principalmente devido a denúncias de que seria utilizado para fins de perseguições políticas. Agora, a ideia é que o equipamento seja gerido por meio de um conselho formado por membros do Ministério Público, Justiça Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Segurança e Iapen.

“A intenção é tirar das mãos de uma só pessoa e passar para a responsabilidade de um conselho estadual de segurança, que vai dar mais tranquilidade e transparecia nas fiscalizações e aplicação desse equipamento”.

Para o vice, o equipamento é de suma importância na aplicação de estratégias para o combate de organizações criminosas, e não para outros fins.

Propaganda

Acre 01

Apenas um dos 26 fugitivos é reconduzido ao presídio em Rio Branco; veja os foragidos

Publicado

em

A Polícia Penal do Acre, em Rio Branco, conseguiu impedir a fuga de somente um detento durante a madrugada desta segunda-feira, 20, no presídio Francisco de Oliveira Conde. Segundo o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), Adalcimar Oliveira de Almeida foi o único dos 25 detentos que foi reconduzido à penitenciária. Ao ac24horas, o órgão informou que ele nem chegou a sair do presídio, ou seja, foi pego durante a tentativa de fuga.

Porém, outros 25 seguem foragidos, após eles mesmos perfurarem a parede de uma das celas do Pavilhão L e utilizarem cordas feitas de lençol para escalar e ultrapassar a muralha do FOC. A Polícia Penal divulgou o nome dos presos que continuam sendo procurados:

1- Francisco Santos Braga

2- Rogério Furtado dos Santos

3- Ariclene Firmiano da Silva

4- Dheyci de Angelo Lima e Lima

5- Marcos da Costa Ferreira

6- Aloísio Lucas Mesquita

7- Diego Oliveira da Silva

8- Adam Smith Oliveira da Silva

9- Mirleson Nascimento da Silva

10- Saymon Wallace Fonseca do Nascimento

11- Valber de Aguiar Morais

12- Anderson de Souza Alves

13- Raimundo Nonato dos Santos Fonseca

14- Vagner Tércio de Moura

15- Jaciel Batista do Nascimento

16- Wellington de Souza Lima

17- Lucas Souza da Silva

18- Adalcimar Oliveira de Almeida (recapturado)

19- Joel Menezes de Queiroz

20- Anderson Lima da Silva Velasquez

21- Francisane Rocha Ribeiro

22- Ronicley Ribeiro da Silva

23- José Valdenes Viana da Silva

24- Gerilto Caetano da Silva

25- Sebastião Weverton Lima de França

26- Francisco dos Santos Coimbra

Continuar lendo

Acre 01

Governador, vice, secretário de segurança e comandante da PM estão fora do Acre

Publicado

em

Enquanto o Acre registra 30 mortes violentas nos primeiros 19 dias do ano, a maioria devido entre a guerra das facções Bonde dos 13 e Comando Vermelho, as principais autoridades do Acre, tanto da política como da segurança, estão fora do Acre.

O ac24horas apurou que desde a última quinta-feira, 16, o governador Gladson Cameli está fora do Acre. A assessoria confirma apenas que se afastamento seria para fazer alguns exames de rotina, mas a reportagem verificou que o chefe do Palácio Rio Branco está fazendo um tratamento contra insônia.

Também fora do Estado, o vice-governador Major Rocha e o Comandante da Polícia Militar, Ulysses Araújo, que estão nos Estados Unidos, participando de um encontro sobre Segurança Pública. Já Paulo César, secretário da segurança pública, também está fora do Estado, de férias, acompanhando o tratamento médico de um de seus filhos.

Enquanto as principais autoridades não estão no Estado, uma coletiva de imprensa está marcada para ocorrer na manhã desta segunda-feira, 20, na Casa Civil. Quem está governando o Estado interinamente é o presidente da Assembleia Legislativa, Nicolau Junior (Progressistas), cunhado de Gladson Cameli.

 

 

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas