Conecte-se agora

Portunhol do governador não é assim uma cueca-cuela, mas é engraçado

Publicado

em

Quando se fala no portunhol, todo mundo imagina uma frase assim: “Por fabor, me bê una Cueca-Cuela?” Bem, não foi uma frase deste tipo que o governador Gladson Cameli pronunciou nesta quinta-feira em Caquetá, na Colômbia, durante entrevista a um canal de TV local, mas foi parecida e bem engraçada.

Misturando português cruzeirense com portunhol da fronteira, Gladson falou sobre dexmathiamiento, ao falar no que chamou de seu “porthuiguêis”, além de muitos pero, tiempo, trabajo e por aí vai.

Escrevendo é difícil explicar o vídeo. Vale muito mais a pena assisti-lo na íntegra para animar esta sexta-feira dobrada pós feriado e se divertir um pouco, afinal um pouco de bom humor não faz mal a ninguém.

Propaganda

Destaque 2

Aleac encerra 1º semestre com Jenilson e Duarte como os mais produtivos

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Com aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) na semana passada, os trabalhos legislativos da Assembleia Legislativa dão uma trégua com o recesso parlamentar do mês de julho. Neste primeiro semestre dessa nova legislatura, 70 projetos de leis foram protocolados no parlamento e 23 foram aprovados.

O levantamento feito por ac24horas deverá ser publicado nos próximos dias no Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), da Aleac. De acordo com a pesquisa, 10 projetos de leis complementares foram protocolados, mas até o momento 5 foram aprovados. Cinco Projetos de Resolução foram apresentados, mas apenas 3 aprovados no Plenário da casa. As três Propostas de Emenda Constitucional apresentadas na Aleac foram aprovadas e dos 4 Projetos de Decreto Legislativo, metade foram aprovados. 15 moções foram apresentadas e 14 delas aprovadas. Nesse primeiro semestre apenas duas matérias foram vetadas.

Ainda de acordo com o movimento legislativo, o governo Gladson Cameli encaminhou a Aleac 21 projetos, sendo 20 deles aprovados na casa. Apesar de todo impasse e desgaste com aceno da base fragmentada, o executivo termina os primeiros seis meses no parlamento com saldo positivo. Assembleia Legislativa, Ministério Público e Tribunal de Contas apresentaram um Projeto de Lei cada um e tiveram suas demandas aprovadas na Casa.

Mas um dos dados que chama mais atenção e desperta o interesse dos eleitores é a produção parlamentar de cada deputado da casa. O ac24horas teve acesso a um levantamento preliminar desses primeiros 180 dias de trabalhos no parlamentos com o tabulamento de todas as preposições apresentadas pelos parlamentares.

Segundo levantamento feito pela Casa, o deputado Jenilson Leite (PCdoB) foi apontado como o mais produtivo apresentando 196 preposições que é toda matéria submetida à deliberação dos representantes do povo. Desse montante, 174 foram indicações, 8 projetos de leis, uma moção de aplausos, 12 requerimentos e uma proposição resolutiva.

Na segunda colocação, aparece o deputado Roberto Duarte (MDB) com 106 indicações, o projetos de leis protocolados, 1 moção, 1 projetos de leis complementar e 7 requerimentos, totalizando 124 preposições.

Na terceira colocação surge o deputado tucano Luiz Gonzaga (PSDB), que é primeiro-secretário da Casa, com 22 indicações, 3 projetos de leis apresentados e dois requerimentos, somando no total 27 preposições. Na quarta colocação aparece a deputada Maria Antonia (PROS) com também 27 preposições divididas com 21 indicações, 2 projetos de lei e 4 moções de aplauso aprovadas. Já na quinta colocação, aparece a deputada Antônia Sales (MDB) com 22 preposições, sendo 19 indicações, 2 requerimentos e uma proposição resolutiva.

Continuar lendo

Destaque 2

“Eu quero que o Acre deixe de ser o rabo para ser a cabeça do cavalo”, diz Gladson no lançamento da ExpoAcre 2019

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Na manhã desta segunda-feira, 15, o governador Gladson Cameli lançou oficialmente a Expoacre 2019, em solenidade realizada na Sede do Sebrae, na Avenida Ceará, em Rio Branco. Focada no agronegócio, indústria, comércio e entretenimento, a feira ocorrerá entre os dias 27 de julho a 5 de agosto.

Responsável pela aberta da solenidade, a secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique destacou que a feira terá movimento durante o dia. “Teremos uma novidade que é o Galpão Institucional, onde o gabinete do governador e toda a sua estrutura estará despachando durante os nove dias de feira. Ou seja, a partir das 9h da manhã às instituições e secretarias estarão funcionando também no parque”, destacou a gestora.

Outro ponto é o retorno da cavalgada clássica onde os animais estarão novamente na pista que ocorrerá no dia 27. A Cavalgada ocorrerá da Gameleira até o estacionamento do Estádio Arena da Floresta.

Os principais shows da feira ficarão por conta da dupla sertaneja Jorge e Mateus, que se apresentará no dia 28 e no dia 31 a festa fica por conta da cantora Marília Mendonça. Para os amantes da música eletrônica, o palco será comandado pelo DJ Religare que junto com DJs acreanos comandará a Ecofest, que segunda a secretária Eliane Sinhasique será uma espécie de Tomorrowland, maior de música eletrônica do mundo.

FOTO: SÉRGIO VALE

De acordo com a organização, a expectativa é movimentar cerca de R$ 50 milhões fora os investimentos das instituições bancárias com operações de crédito. Além dos stands que os visitantes já estão acostumados a visitar, a novidade desse ano ficará por conta do Stand das Confecções que reunirá 12 expositores.

O superintendente do Sebrae, Marcos Lameira, um dos principais parceiros para realização do evento, disse que na edição deste ano, a instituição está fazendo mais com menos recursos. ” Estamos superando os desafios fazendo mais com menos. Em relação ao ano passado, serão 9 dias gastando o mesmos recursos do ano passado e reaproveitando boa parte da estrutura que será utilizada também na Expojuruá”, sugerindo ainda que a estrutura do Parque de Exposições seja usada durante todo ano com variados eventos. “É um desafio que lanço ao governo”, frisou.

O presidente da Fieac e do Conselho Deliberativo do Sebrae, José Adriano, enfatizou o uso de pessoas certas e nos lugares certos. ” Ressalto o trabalho em curto prazo e apesar da dificuldade precisamos ter a motivação para trabalharmos nessa feia que gera emprego e renda no Estado. Nós mudamos um pouco a forma patriarcal de como a feira era realizada. É importante usarmos o espaço mais vezes para o investimento feito por empresários possa valer a pena”, destacou.

O governador Gladson Cameli destacou a parceria do Sebrae, por meio do Sistema S, enfatizando que o Estado está com “o queijo e a faca na mão”. “Eu quero tocar a feira deste ano como vi no Rondônia Rural Show. É importante o movimento durante o dia. O tempo é o senhor da razão. Não podemos perder tempo. Peço que os secretários desburocratizem suas pastas durante o evento”, disse.

Gladson enfatizou ainda que os secretários do Meio Ambiente, da Fundação de Tecnologia e Agricultura e Pecuária estão trabalhando para elaboração da lei ambiental que deverá ser analisada no segundo semestre deste ano.

“Eu vi que me chamaram de Rei da Soja. Eu fiquei todo importante. Espero que dê certo no futuro. Eu quero que o Acre deixe de ser o rabo para ser a cabeça do cavalo”, brincou Cameli sobre a matéria do Intercept Brasil que o classificou como “Barão da Soja”, em extensa reportagem neste final de semana que foi reproduzida pelo ac24horas.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.