Conecte-se agora

BR-364 ignorada na prioridade de ações do Governo Federal

Publicado

em

O jornalista Waldir Costa publicou no portal Rondônia Dinâmica, de Porto Velho, artigo em que pede a união de seu Estado ao Acre e Amazonas pela recuperação da BR 364. Costa lembra que dos R$2 bilhões para infraestrutura liberados nesta segunda quinzena de abril pelo Governo Federal nem um tostão foi destinado para a BR 364. “Temos uma bancada federal com oito deputados e três senadores. O Acre, que depende unicamente da BR 364, sua única ligação terrestre com o Centro-Sul do país também tem bancada igual o mesmo ocorrendo com o Amazonas. Por que não juntar forças, não importando o partido político e pressionar o governo federal em busca do que nós temos de direito, que é uma rodovia trafegável com segurança o ano todo, conservada, sinalizada, fiscalizada e futuramente duplicada como também é o caso da BR 319 que liga Rondônia com o Manaus?”, questiona Costa em seu artigo.

Leia:

BR 364 ignorada na prioridade de ações do Governo Federal

O Brasil é um país dependente do transporte rodoviário. Infelizmente. Dados indicam que pelo menos 75% da economia brasileira depende do segmento. Rondônia que caminha rapidamente para ocupar espaço como um dos maiores produtores de grãos do país depende diretamente do sistema rodoviário e tem a malha asfáltica, totalmente comprometida seja federal ou estadual.

A maior parte da economia de Rondônia depende da BR 364, a mais importante rodovia federal do Estado. É por ela que passa toda a exportação de grãos e outros produtos, inclusive madeira para o Porto Graneleiro de Porto Velho rumo ao exterior.

No início desta semana o governo federal anunciou a aplicação de R$ 2 bilhões do orçamento do Ministério da Infraestrutura para investir em conclusão de obras de pavimentação e manutenção de rodovias federais. Nem um centavo para Rondônia onde temos a 364, por onde passa a safra de grão s(soja e milho) do Estado e também do Sul do Mato Grosso.

Quase todo o trecho da 364 entre Porto Velho a Vilhena, com cerca de 700 km está esburacado, perigoso e também carente de fiscalização mais efetiva da Polícia Rodoviária Federal (PRF), por falta de contingente suficiente, viaturas e postos fixos de fiscalização. A sinalização também é deficiente e a fiscalização móvel reduzida.

Temos uma bancada federal com oito deputados e três senadores. O Acre, que depende unicamente da BR 364, sua única ligação terrestre com o Centro-Sul do país também tem bancada igual o mesmo ocorrendo com o Amazonas. Por que não juntar forças, não importando o partido político e pressionar o governo federal em busca do que nós temos de direito, que é uma rodovia trafegável com segurança o ano todo, conservada, sinalizada, fiscalizada e futuramente duplicada como também é o caso da BR 319 que liga Rondônia com o Manaus?

No período de safra de grãos, como agora, aproximadamente de 2,5 mil carretas, bitrens treminhões circulam pela BR 364 transportando a produção para o Porto Graneleiro de Porto Velho. O aumento do preço do diesel em R$ 0,10/litro anunciado pelo governo, já mobilizou os caminhoneiros, que paralisaram o país em 2018 e ameaçam novo movimento paredista para o próximo dia 29. Caso a greve seja efetivada o governo Jair Bolsonaro (PSL) terá um problema gravíssimo para resolver.

A força política, empresarial e demais segmentos organizados de Rondônia deve ser unir ao Acre e Amazonas e exigir do governo federal recursos para investir na BR 364, pela sua importância econômica, política e social para os Estados e também para o país.

Ignorância do governo federal à necessidade urgente de recuperar a BR 364, que na verdade precisa de restauração, pois foi construída na década e 80 e não tem suporte técnico para atender a demanda atual de veículos, deve ser questionada e contestada com veemência. Rondônia é uma das poucas, se não a única fronteira econômica do país e precisa de investimentos e apoio do governo federal.

Parte dos R$ 2 bilhões do Ministério da Infraestrutura destinados a conclusão e recuperação de obras tem que ser aplicada em Rondônia. A BR 364 deve ser restaurada e não, apenas recuperada, posteriormente privatizada e duplicada como já se cogitou, com a instalação de três pedágios no trecho Porto Velho a Vilhena.

Restauração da BR 364-já.

Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica

Propaganda

Cotidiano

DPE do Acre realiza últimos preparativos para o projeto: “Defensores do Futuro”

Publicado

em

Previsto para ser lançado no mês de setembro deste ano, o projeto: “Defensores do Futuro” é direcionado para menores em situação de vulnerabilidade e contemplará 32 alunos, com idades entre 11 e 15 anos, da Escola Estadual Serafim da Silva Salgado, localizada na comunidade da Sobral, em Rio Branco.

Com duração de 2 anos, o projeto inovador em âmbito estadual e nacional, é uma iniciativa da Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC), com parceria da Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO) e do governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esportes (SEE).

O projeto visa trabalhar junto às escolas, desenvolvendo ações voltadas para os alunos, professores, pais ou responsáveis e, dessa forma, contribuir com o processo de construção de um futuro melhor para as crianças.

As atividades práticas que compõe a programação do projeto já tiveram início nos dias 21 e 22 de agosto. O projeto é formado por quatro etapas: Diagnóstico, Plano de Ação, Educação em Direitos e Formação dos Alunos, além do acompanhamento contínuo na área social, psicológica e jurídica.

Continuar lendo

Cotidiano

Dupla assalta motociclista e abandona moto na BR-364 ; PRF é acionada e recupera veículo

Publicado

em

No início da tarde dessa quarta-feira (21), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recebeu informações através do telefone 191 sobre um roubo de motocicleta ocorrido nas proximidades da Unidade Operacional de Fiscalização da PRF, no bairro Santa Cecília, em Rio Branco (AC).

De acordo com o comunicante, dois homens armados com revólver renderam o condutor da moto e seguiram no sentido à fronteira. De imediato, a Equipe PRF de plantão foi acionada e se deslocou na tentativa de localizar a moto e deter os infratores. Minutos depois, a motocicleta foi localizada ainda na rodovia federal, na posse de dois homens.

Ao avistarem os policiais, os indivíduos largaram a motocicleta e correram rumo à área de vegetação às margens da rodovia. Foram realizados buscas, com apoio da Polícia Militar do estado do Acre (PMAC), porém os fugitivos não foram encontrados.

A motocicleta foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil na capital acreana e a proprietária foi avisada para restituir seu bem. A mulher agradeceu pelo trabalho rápido da PRF.

INFORMAÇÕES DA ASSESSORIA DA PRF/AC

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.