Conecte-se agora

Encenação da morte e ressurreição de Cristo emociona fieis

Publicado

em

Mostrar para a sociedade o verdadeiro significado da Páscoa. Foi com esse objetivo que o Lago do Amor recebeu na noite desta quinta-feira santa uma encenação da morte e ressurreição de Cristo.

O teatro, realizado pela Igreja Batista da Vila Ivonete, emocionou as cerca de 300 pessoas que assistiram à peça. Foi difícil não se emocionar. Os figurinos, cenário, a iluminação e a sonorização foi tudo pensado para reproduzir o máximo de realismo possível.

Um dos momentos mais emocionantes, a crucificação de Jesus, levou muita gente às lágrimas. Chorando, a dona de casa Maria Auxiliadora explicou tanta emoção. “Quem é cristão sabe do sacrifício que Jesus fez por nós. É impossível não se emocionar”, disse.

Mais de 40 membros da igreja se tornaram atores e atrizes por algum tempo. Com a missão de representar o dono da festa, Janderson Martins falou do desafio em interpretar Jesus Cristo. “Para quem é ator pode ser apenas mais um papel, mas pra gente que é cristão tem um significado muito grande; É algo que a gente se envolve muito. Apesar de tudo isso aqui não ser de verdade, consigo imaginar um pouco do que Jesus passou por nós”, complementa.

Há oito anos a Igreja Batista da Vila Ivonete realiza a apresentação teatral em vários locais de Rio Branco e também no interior do estado. “O grande objetivo é apresentar para as pessoas o verdadeiro sentido da Páscoa. Infelizmente essa data se tornou símbolo de ovo de chocolate, se abster de comer algum tipo de carne, mas a Páscoa é a vinda de Jesus Cristo que deu a sua vida para nos resgatar do pecado”, explica o pastor Ivan de Oliveira.

Quem quiser conferir a encenação da morte e ressurreição de Cristo, a peça teatral será apresentada nesta sexta em Plácido de Castro, no sábado na praça do Bairro Quinze e no domingo na sede da Igreja Batista da Vila Ivonete.

Propaganda

Cidades

Em Rondônia, governo do Acre se reúne com presidente da Câmara de Comércio do Brasil-China

Publicado

em

No encerramento do primeiro dia da Rondônia Rural Show, 22, representantes do governo do Acre aproveitaram as oportunidades da maior feira de agronegócios da região Norte para se reunirem com o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Charles Tang.

Presente no evento para estreitar as relações comerciais na região, Tang é um conhecido defensor de que o Brasil reúne condições para aprimorar ainda mais suas relações comerciais com a China. Ele destacou que o superávit do Brasil no comércio chinês foi de 29 bilhões de dólares só no ano passado, enquanto o país asiático pretende investir mais de 250 bilhões de dólares em toda a América Latina nos próximos anos.

O encontro com Tang no estande do Acre montado na feira contou com a presença dos secretários de Produção e Agronegócio, Paulo Wadt, o de Indústria, Ciência e Tecnologia, Anderson Abreu.

Eles apresentaram a nova proposta de desenvolvimento defendida pelo governador Gladson Cameli, garantindo estabilidade jurídica e resolução de entraves comerciais para investimentos estrangeiros no Acre, além de pontos estratégicos como a estrada que liga o Brasil aos portos do Pacífico pelo estado e a ZPE que possui 130 hectares de parque prontos para instalação de indústrias.

“Estamos abertos para ouvir propostas e o Estado está pronto para fazer o que for necessário para garantir investimentos que tragam desenvolvimento com geração de emprego e renda para o Acre”, destacou Paulo Wadt.

Charles Tang contou como conseguiu levar investimentos de R$ 3 bilhões a uma cidade de apenas 60 mil habitantes no interior do Mato Grosso, revelando principalmente o processo de divulgação das vantagens da região.

“Para investir no Acre, precisamos saber o que o Acre tem a oferecer para os investidores e esse processo é essencial”, conta.

Os secretários encerraram o encontro convidando Tang para uma visita ao estado, organizando uma agenda para conhecer pessoalmente as potencialidades da região.

Continuar lendo

Cidades

Moradores plantam bananeiras para protestar contra buracos no município do Bujari

Publicado

em

Moradores do município de Bujari decidiram plantar bananeiras em protesto às más condições das ruas na cidade. A reclamação maior da população é devido a falta de pavimentação nas vias dos municípios.

Em imagens divulgadas no blog Política Acre, é possível ver as péssimas condições de trafegabilidade. Segundo a denúncia, a falta de pavimentação nas ruas do município tem prejudicado a população, principalmente em dias chuvosos.

O protesto inusitado ocorreu na rua Nonata Clotilde, mas a reclamação se estende a outras vias, onde moradores afirmam que o problema ocorre há muito tempo, e, segundo eles, tanto na zona urbana quanto na zona rural.

A revolta da população se deu após rumores de que a prefeitura do município iria pavimentar apenas a rua principal de Bujari.

De acordo com um dos moradores da rua, “se a moda pegar, Bujari irá se tornar o maior produtor de banana do estado”.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.