fbpx
Conecte-se agora

Tchê desmonta a farsa da CPI

Publicado

em

O discurso de ontem do deputado Luiz Tchê (PDT) serviu para desnudar a farsa da oposição com a “CPI da Energisa”. Foi a fala mais lúcida e real de todas que abordaram o assunto. Começou dizendo que não passava de um populismo vulgar. O que é verdade. Desmontou os pilares de barro em que se sustentaram os principais articuladores da CPI, deputados Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Jenilson Lopes (PCdoB) para instalar a peça investigativa. Primeiro que a CPI não tem força jurídica para baixar o preço da energia, como foi falsamente propagandeado na opinião pública, destacou. A questão do reajuste da tarifa é da competência de um órgão federal, a ANEEL, na qual a ALEAC não tem jurisdição. Sobre investigar o contrato e a privatização da Eletroacre, destacou Tchê ser outra falácia, porque os contratos são públicos, não é preciso de CPI para ter acesso. Obrigar o governo estadual a baixar a alíquota do ICMS, a CPI também não tem este poder, porque a ALEAC não pode legislar sobre tributação e finanças do Estado. Tchê foi cirúrgico ao dizer que estava retirando a sua assinatura da CPI, para não burlar a boa-fé do povo. “não vou adotar um discurso populista de que a CPI vai baixar a conta de luz por ser mentira, nem vou servir de suporte para candidato a prefeito de Rio Branco se promover, já basta o que aconteceu com a Telexfree, que denunciei ser uma pirâmide, insistiram em enganar a população, e os investidores saíram lesados”. O deputado Luiz Tchê foi franco com a claque levada por deputados para aplaudir os seus discursos e vaiar os adversários. “Eles estão enganando vocês, a CPI não vai baixar o preço da tarifa de energia, e eu não vou fazer parte dessa enganação”, disse Tchê referindo-se aos manifestantes.

PAULADA NA DEMAGOGIA

O discurso do deputado Luiz Tchê (PDT) foi uma paulada na demagogia da CPI da Energisa.

NÃO SE SABE QUEM MANDA

Ao que parecem, as trapalhadas neste início de governo do Gladson Cameli estão se refletindo também na Assembléia Legislativa, onde a base de apoio ao governo somente existe na ficção. Se me perguntarem quem na prática é o articulador político do governo, eu direi que não sei.

BARRADO NO CAFÉ

O governo considera, como já coloquei em colunas passadas, o deputado Roberto Duarte (MDB), um “caso perdido”. Tanto é assim que não é convidado mais nem para tomar café.

PARA REFLEXÃO DAS MULHERES

Da Ministra Damares Alves, ontem, na Câmara dos Deputados: “Na minha concepção cristã, mulher no casamento é submissa ao homem”. As senhoras e senhoritas concordam?

PMRB NAS RUAS

A prefeita Socorro Neri anunciou para o próximo dia 22 o início da “Operação Verão”. Estarão nas ruas 700 trabalhadores, 33 equipes, 250 máquinas e equipamentos, com investimentos de 50 milhões de reais. 227 bairros serão beneficiados e cerca de 1.500 ruas atingidas. Não podia era jogar dinheiro pelo ralo com tapa-buracos no pique do inverno.

VOLUME MAIOR

O volume da “Operação Verão” deste ano é superior ao colocado nas ruas ano passado.

HORA DA VERDADE

Quando terminar esta CPI e os populares que apoiaram verem que não houve queda nas suas contas de luz, podem ficar certos os deputados que criaram a falsa expectativa, vão se ferrar na opinião pública, porque os que foram contra farão o maior carnaval nas suas imagens.

NAS ASAS DA GOL

O governador Gladson Cameli é um apaixonado pela aviação. Quando se procura o homem, ele já emendou uma viagem atrás da outra. Devia aproveitar e fazer um curso de piloto.

CENSURA VOLTOU

Não foi nem preciso se instalar outra ditadura militar no país. A censura à imprensa voltou com a sua garra afiada e vinda do STF, que justamente deveria ser o guardião da liberdade de expressão. A censura ao O ANTAGONISTA é odiosa. Ninguém do Judiciário está acima da lei.

PROTESTO COM VIGOR

De onde menos se esperava da bancada federal acreana veio um protesto com vigor contra a censura ao site O ANTAGONISTA, que faz um jornalismo sem amarras. O senador Márcio Bittar (MDB), condenou o ato de censura por Ministros do STF. Estamos na ditadura da toga?

JÁ DIZIA O SARNEY

Há uma frase do senador Sarney (MDB) que se aplica como uma luva ao ato de censura, que vem recebendo repúdio de entidades diversas e uma condenação nacional: “a pior ditadura é a da toga”. Frase perfeita, porque neste caso, não há mais a quem se recorrer de uma violência.

NÃO PRECISA DE CPI

Ontem foi travada uma discussão entre deputados da base do governo acerca da montagem de CPIs sobre o HUERB, UPA de Cruzeiro do Sul, DEPASA e Ruas do Povo. Não vejo sentido, porque todas as informações sobre estes órgãos estão com o governo, basta acionar o MP.

SAIU DO LIMBO

O senador Jorge Viana (PT) saiu ontem do limbo para distribuir aos jornalistas uma tabela mostrando os tetos e reajustes do ICMS sobre a tarifa de energia elétrica de todos os governadores. Não captei o sentido, talvez, para mostrar que não foi único a adotar a medida.

O JOGO VAI COMEÇAR

O prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, prepara o lançamento de uma grande frente de obras com a chegada do verão, que envolverá um investimento na ordem de 17 milhões de reais. Serão aplicados em escolas, pavimentação da cidade, e outros setores.

FIRME COM A CPI

Quem tem se mostrado firme na defesa da CPI é a deputada Meire Serafim (MDB), que foi ontem à tribuna para reiterar este apoio. A parlamentar deixou de integrar a base do governo.

O FILHO É TEU

O deputado José Bestene (PROGRESSISTAS) tece ironias sobre a valentia inesperada de deputados da ex-base do Tião Viana: “HUERB está 15 anos parado, dinheiro jogado no ralo na Saúde, Habitação, nunca falaram nada, e só agora viraram valentes contra o governo”?

FOI DE SE BELISCAR

O deputado Roberto Duarte (MDB), um dos críticos mais ferozes do governo na ALEAC, foi ontem à tribuna para encher o governador Gladson Cameli de elogios por cumprir a promessa de contratar os concursados da PM e Polícia Civil. Foi de se beliscar para ver se não era sonho.

COMEÇOU O DISSE NÃO DISSE

O deputado Roberto Duarte (MDB), que é advogado respeitado, já sentiu que a CPI pode ser um tiro no pé, se o preço da tarifa de energia elétrica não for reduzido. Ontem, no seu discurso, já veio na tribuna com a versão real de que a CPI não vai reduzir o preço da energia.

COMO É QUE É, EDVALDO?

Quer dizer que há uma cobrança abusiva do ICMS pelo Estado em cima da conta de luz, meu bom deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB)? Uma perguntinha, sem ofender: por qual razão ficou calado quando o Jorge Viana, de cujo governo era líder na ALEAC, aumentou o teto do ICMS e não se viu um pio contrário seu na tribuna? Fez foi na verdade comandar a aprovação.

UMA CONVERSA SÓ

Fiquei escorado na parede das galerias só para captar o que diziam os manifestantes que foram levados por deputados da oposição para protestar na ALEAC. Uma conversa só: todos acreditando que a CPI baixará o preço da conta de luz. Venderam alho por bugalho ao povo.

ALGUÉM TERÁ DE ESPIRRAR

Nesta briga entre o presidente do PSL, Pedro Valério, e o secretário-geral Tião Bocalom, alguém vai ter que espirrar, Não há mais lugar para ambos, após tantas acusações trocadas.

ESTE FILME É ANTIGO

A deputada federal Mara Rocha (PSDB) anunciou a criação de um projeto para criação de abelhas. Este filme eu vi no governo passado, com promessa de vender mel até para o Japão em dólares. Não se conhece nem um pingo do mel resultante daquele projeto. Pé atrás!

APERTA O DR. ROXINHO

O deputado Fagner Calegário (PV) reclama de que o governo não paga via FUNTAC há 3 meses os empresários que tocam a Fábrica de Camisinhas de Xapuri, e que por conta disso a empresa pode fechar e acontecer demissão. Aperta o pescoço do Dr. Roxinho, Calegário!

EMPREGO E RENDA

O deputado federal Alan Rick (DEM) está empenhado em buscar soluções junto ao Ministério da Saúde para que a fábrica de camisinhas, que dá emprego a cem famílias, possa continuar funcionando.

MIL VEZES O TCHÊ

Prefiro mil vezes uma posição firme e aberta como esta do deputado Luiz Tchê (PDT), de mostrar as falácias da CPI da Energisa, do que alguns deputados que posam para a platéia.

AUSTERIDADE TOTAL

A mesa diretora da ALEAC, com a dupla Nicolau Junior (PROGRESSISITAS) na presidência e o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) na primeira secretaria deu uma enxugadas nos gastos da casa.

PODE INDICAR O VICE

A deputada Maria Antonia (PROS), que reforçou as suas bases políticas em Brasiléia desde a última eleição com o marido Deda, disse ontem à coluna de que não descarta o seu grupo indicar o vice na chapa da prefeita Fernanda, que disputará a reeleição no próximo ano.

BASE PARA VALER

O vice-governador Major Rocha reuniu ontem a base do governo para um café da manhã e saíram todos afinados na defesa do governo na Assembléia Legislativa. “Daqui para frente quem é governo será governo, e quem não for governo que se junte com a oposição, nesta nova cara da base não há lugar para quem não tem uma posição definida”, afirmou Rocha. Da reunião participou também o secretário Ney Amorim. Rocha disse que a tônica na ALEAC será a de todo o parlamento: quem tem minoria esperneia, quem for maioria é quem dá as cartas. Rocha promete que de hoje em diante a oposição será colocada do seu tamanho: minoritária.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas