Conecte-se agora

Tchê desmonta a farsa da CPI

Publicado

em

O discurso de ontem do deputado Luiz Tchê (PDT) serviu para desnudar a farsa da oposição com a “CPI da Energisa”. Foi a fala mais lúcida e real de todas que abordaram o assunto. Começou dizendo que não passava de um populismo vulgar. O que é verdade. Desmontou os pilares de barro em que se sustentaram os principais articuladores da CPI, deputados Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Jenilson Lopes (PCdoB) para instalar a peça investigativa. Primeiro que a CPI não tem força jurídica para baixar o preço da energia, como foi falsamente propagandeado na opinião pública, destacou. A questão do reajuste da tarifa é da competência de um órgão federal, a ANEEL, na qual a ALEAC não tem jurisdição. Sobre investigar o contrato e a privatização da Eletroacre, destacou Tchê ser outra falácia, porque os contratos são públicos, não é preciso de CPI para ter acesso. Obrigar o governo estadual a baixar a alíquota do ICMS, a CPI também não tem este poder, porque a ALEAC não pode legislar sobre tributação e finanças do Estado. Tchê foi cirúrgico ao dizer que estava retirando a sua assinatura da CPI, para não burlar a boa-fé do povo. “não vou adotar um discurso populista de que a CPI vai baixar a conta de luz por ser mentira, nem vou servir de suporte para candidato a prefeito de Rio Branco se promover, já basta o que aconteceu com a Telexfree, que denunciei ser uma pirâmide, insistiram em enganar a população, e os investidores saíram lesados”. O deputado Luiz Tchê foi franco com a claque levada por deputados para aplaudir os seus discursos e vaiar os adversários. “Eles estão enganando vocês, a CPI não vai baixar o preço da tarifa de energia, e eu não vou fazer parte dessa enganação”, disse Tchê referindo-se aos manifestantes.

PAULADA NA DEMAGOGIA

O discurso do deputado Luiz Tchê (PDT) foi uma paulada na demagogia da CPI da Energisa.

NÃO SE SABE QUEM MANDA

Ao que parecem, as trapalhadas neste início de governo do Gladson Cameli estão se refletindo também na Assembléia Legislativa, onde a base de apoio ao governo somente existe na ficção. Se me perguntarem quem na prática é o articulador político do governo, eu direi que não sei.

BARRADO NO CAFÉ

O governo considera, como já coloquei em colunas passadas, o deputado Roberto Duarte (MDB), um “caso perdido”. Tanto é assim que não é convidado mais nem para tomar café.

PARA REFLEXÃO DAS MULHERES

Da Ministra Damares Alves, ontem, na Câmara dos Deputados: “Na minha concepção cristã, mulher no casamento é submissa ao homem”. As senhoras e senhoritas concordam?

PMRB NAS RUAS

A prefeita Socorro Neri anunciou para o próximo dia 22 o início da “Operação Verão”. Estarão nas ruas 700 trabalhadores, 33 equipes, 250 máquinas e equipamentos, com investimentos de 50 milhões de reais. 227 bairros serão beneficiados e cerca de 1.500 ruas atingidas. Não podia era jogar dinheiro pelo ralo com tapa-buracos no pique do inverno.

VOLUME MAIOR

O volume da “Operação Verão” deste ano é superior ao colocado nas ruas ano passado.

HORA DA VERDADE

Quando terminar esta CPI e os populares que apoiaram verem que não houve queda nas suas contas de luz, podem ficar certos os deputados que criaram a falsa expectativa, vão se ferrar na opinião pública, porque os que foram contra farão o maior carnaval nas suas imagens.

NAS ASAS DA GOL

O governador Gladson Cameli é um apaixonado pela aviação. Quando se procura o homem, ele já emendou uma viagem atrás da outra. Devia aproveitar e fazer um curso de piloto.

CENSURA VOLTOU

Não foi nem preciso se instalar outra ditadura militar no país. A censura à imprensa voltou com a sua garra afiada e vinda do STF, que justamente deveria ser o guardião da liberdade de expressão. A censura ao O ANTAGONISTA é odiosa. Ninguém do Judiciário está acima da lei.

PROTESTO COM VIGOR

De onde menos se esperava da bancada federal acreana veio um protesto com vigor contra a censura ao site O ANTAGONISTA, que faz um jornalismo sem amarras. O senador Márcio Bittar (MDB), condenou o ato de censura por Ministros do STF. Estamos na ditadura da toga?

JÁ DIZIA O SARNEY

Há uma frase do senador Sarney (MDB) que se aplica como uma luva ao ato de censura, que vem recebendo repúdio de entidades diversas e uma condenação nacional: “a pior ditadura é a da toga”. Frase perfeita, porque neste caso, não há mais a quem se recorrer de uma violência.

NÃO PRECISA DE CPI

Ontem foi travada uma discussão entre deputados da base do governo acerca da montagem de CPIs sobre o HUERB, UPA de Cruzeiro do Sul, DEPASA e Ruas do Povo. Não vejo sentido, porque todas as informações sobre estes órgãos estão com o governo, basta acionar o MP.

SAIU DO LIMBO

O senador Jorge Viana (PT) saiu ontem do limbo para distribuir aos jornalistas uma tabela mostrando os tetos e reajustes do ICMS sobre a tarifa de energia elétrica de todos os governadores. Não captei o sentido, talvez, para mostrar que não foi único a adotar a medida.

O JOGO VAI COMEÇAR

O prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, prepara o lançamento de uma grande frente de obras com a chegada do verão, que envolverá um investimento na ordem de 17 milhões de reais. Serão aplicados em escolas, pavimentação da cidade, e outros setores.

FIRME COM A CPI

Quem tem se mostrado firme na defesa da CPI é a deputada Meire Serafim (MDB), que foi ontem à tribuna para reiterar este apoio. A parlamentar deixou de integrar a base do governo.

O FILHO É TEU

O deputado José Bestene (PROGRESSISTAS) tece ironias sobre a valentia inesperada de deputados da ex-base do Tião Viana: “HUERB está 15 anos parado, dinheiro jogado no ralo na Saúde, Habitação, nunca falaram nada, e só agora viraram valentes contra o governo”?

FOI DE SE BELISCAR

O deputado Roberto Duarte (MDB), um dos críticos mais ferozes do governo na ALEAC, foi ontem à tribuna para encher o governador Gladson Cameli de elogios por cumprir a promessa de contratar os concursados da PM e Polícia Civil. Foi de se beliscar para ver se não era sonho.

COMEÇOU O DISSE NÃO DISSE

O deputado Roberto Duarte (MDB), que é advogado respeitado, já sentiu que a CPI pode ser um tiro no pé, se o preço da tarifa de energia elétrica não for reduzido. Ontem, no seu discurso, já veio na tribuna com a versão real de que a CPI não vai reduzir o preço da energia.

COMO É QUE É, EDVALDO?

Quer dizer que há uma cobrança abusiva do ICMS pelo Estado em cima da conta de luz, meu bom deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB)? Uma perguntinha, sem ofender: por qual razão ficou calado quando o Jorge Viana, de cujo governo era líder na ALEAC, aumentou o teto do ICMS e não se viu um pio contrário seu na tribuna? Fez foi na verdade comandar a aprovação.

UMA CONVERSA SÓ

Fiquei escorado na parede das galerias só para captar o que diziam os manifestantes que foram levados por deputados da oposição para protestar na ALEAC. Uma conversa só: todos acreditando que a CPI baixará o preço da conta de luz. Venderam alho por bugalho ao povo.

ALGUÉM TERÁ DE ESPIRRAR

Nesta briga entre o presidente do PSL, Pedro Valério, e o secretário-geral Tião Bocalom, alguém vai ter que espirrar, Não há mais lugar para ambos, após tantas acusações trocadas.

ESTE FILME É ANTIGO

A deputada federal Mara Rocha (PSDB) anunciou a criação de um projeto para criação de abelhas. Este filme eu vi no governo passado, com promessa de vender mel até para o Japão em dólares. Não se conhece nem um pingo do mel resultante daquele projeto. Pé atrás!

APERTA O DR. ROXINHO

O deputado Fagner Calegário (PV) reclama de que o governo não paga via FUNTAC há 3 meses os empresários que tocam a Fábrica de Camisinhas de Xapuri, e que por conta disso a empresa pode fechar e acontecer demissão. Aperta o pescoço do Dr. Roxinho, Calegário!

EMPREGO E RENDA

O deputado federal Alan Rick (DEM) está empenhado em buscar soluções junto ao Ministério da Saúde para que a fábrica de camisinhas, que dá emprego a cem famílias, possa continuar funcionando.

MIL VEZES O TCHÊ

Prefiro mil vezes uma posição firme e aberta como esta do deputado Luiz Tchê (PDT), de mostrar as falácias da CPI da Energisa, do que alguns deputados que posam para a platéia.

AUSTERIDADE TOTAL

A mesa diretora da ALEAC, com a dupla Nicolau Junior (PROGRESSISITAS) na presidência e o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) na primeira secretaria deu uma enxugadas nos gastos da casa.

PODE INDICAR O VICE

A deputada Maria Antonia (PROS), que reforçou as suas bases políticas em Brasiléia desde a última eleição com o marido Deda, disse ontem à coluna de que não descarta o seu grupo indicar o vice na chapa da prefeita Fernanda, que disputará a reeleição no próximo ano.

BASE PARA VALER

O vice-governador Major Rocha reuniu ontem a base do governo para um café da manhã e saíram todos afinados na defesa do governo na Assembléia Legislativa. “Daqui para frente quem é governo será governo, e quem não for governo que se junte com a oposição, nesta nova cara da base não há lugar para quem não tem uma posição definida”, afirmou Rocha. Da reunião participou também o secretário Ney Amorim. Rocha disse que a tônica na ALEAC será a de todo o parlamento: quem tem minoria esperneia, quem for maioria é quem dá as cartas. Rocha promete que de hoje em diante a oposição será colocada do seu tamanho: minoritária.

Propaganda

Blog do Crica

O jogo de 2020 ainda está para ser jogado

Publicado

em

O fim das coligações proporcionais praticamente obriga os partidos a terem candidatos a prefeito e chapas completas de vereadores. Com isso, o sonho de repetir para a PMRB a coligação que elegeu Gladson Cameli governador, é zero. O MDB já definiu que disputará a prefeitura com o deputado Roberto Duarte (MDB). O PSDB anunciou o ex-presidente do PT, Minoru Kinpara, como seu candidato a prefeito. E o SOLIDARIEDADE a deputada federal Vanda Milani (SD). Dois pontos importantes a se ressaltar destes nomes: o primeiro é que todos possuem curso superior, e o segundo é que os três foram bem votados na capital. Tudo caminha na direção do PROGRESSISTA, partido do governador, não ter candidato pela falta de um bom nome com densidade eleitoral na capital, o que o deixa mais a vontade e sem a obrigação de abraçar uma das candidaturas, o que desagradaria as demais. Mas, independente, de como se comportará na eleição municipal de 2020, o governador Gladson Cameli será o comandante e o grande eleitor da campanha do próximo ano. Não será nenhuma surpresa se for para os três palanques e deixar para colocar um candidato debaixo do braço num eventual segundo turno para a PMRB. O Jogo de 2020 está para ser jogado.

APOSTAS EMPATADAS

A quatro deputados da base do governo, fiz a pergunta: vocês acham que o Gladson Cameli será candidato à reeleição ou disputará o Senado? Dois opinaram que sairá à reeleição e dois para senador. Eu, não teria hoje nenhum palpite, embora ele diga estar gostando de governar.

NAS DUAS SITUAÇÕES

Seja optando por disputar o Governo ou o Senado uma candidatura do Gladson Cameli será muito forte, porque nos dois casos disputaria a eleição no comando da máquina estatal.

PROCESSAR A TODOS

A rede social não é terra sem lei. Liberdade de expressão é uma coisa, a ofensa moral é outra. A prefeita Socorro Neri tem o direito de processar não só este cidadão que a ofendeu com uma postagem chula este fim de semana, mas a todos que atacarem a sua honorabilidade.

VIRTUDE RARA

A prefeita Socorro Neri tem uma virtude que escasseia na maioria dos políticos: a sua honra é inatacável. Não fez da PMRB um curral eleitoral e faz uma gestão acima de qualquer suspeita.

PREFEITURA DE BRASILÉIA

Chega postagem do vereador Joelso Pontes (PROGRESSISTAS) dizendo que, mesmo com o favoritismo da prefeita Fernanda Hassem (PT), continua a luta para unir a oposição e que; além dele, tem o vereador Charbel Reis e o ex-vereador Vagner Galli, que podem ser candidatos.

UMA OBSERVAÇÃO DA OPOSIÇÃO

Observação do deputado Daniel Zen (PT): “o governador do Acre, Gladson Cameli, não chega a ser tão ogro e tão tosco quanto Bolsonaro. Mas em 9 meses de governo, já demonstrou ser igualmente despreparado e incapaz de gerir a complexa máquina administrativa do Estado”.

CUIDADO COM O QUE PROMETE

O diretor da EMATER-ACRE, Tião Bocalom, promete que até o fim o governo Gladson o Acre suprirá o mercado interno com arroz, feijão, cenoura, tomate, pimentão, etc. Cuidado com o que promete, foi prometido em outros governos e mal produzimos o cheiro-verde do peixe.

GRANDE OPORTUNIDADE

O ex-prefeito Tião Bocalom terá toda a oportunidade de provar na EMATER que o slogan “Produzir para Empregar”, usado nas suas campanhas, era para valer e não uma falácia.

RECONHECIMENTO DO TRABALHO

O fato do senador Sérgio Petecão (PSD) abrir a porta à prefeita Socorro Neri para disputar a reeleição pelo partido é bom para ela. Jamais seria convidada se a sua gestão fosse pífia.

PAU SECO

Um pertinente registro sobre o PT, ouvido ontem de um ex-dirigente da FPA: “Na eleição do próximo ano, o PT será como um pau seco, quem se encostar nele vai para o chão junto”.

AULA DE GEOGRAFIA

Alguém tem que contar aos que andam sugerindo nomes para a ponte sobre o Rio Madeira, até de ex-governador acreano, que a obra se encontra em território rondoniense, e que se há alguém legítimo para sugerir um nome para aquela obra e o governo de Rondônia. Ponto.

FORA DO JOGO

O professor Carlos Coelho (PSD) desistiu de ser candidato a prefeito de Tarauacá. A fraca gestão da prefeita Marilete Vitorino, do seu partido, o desencorajou a entrar na disputa.

TESTE DE FOGO

O governo Gladson Cameli coloca esta semana na mesa a lealdade da sua base política na ALEAC, quando deverá entrar em votação a análise dos seus veto a pontos da LDO. Há todo um clima de derrubada desses vetos. Para a rejeição os adversários terão que ter 16 votos.

QUESTÃO QUE PESA

Há uma questão que pesa para os deputados da base do governo votarem pela derrubada dos vetos: o caminhão de afilhados nomeados em cargos de confiança na máquina estatal. O voto pode mexer com o bolso desses afilhados. Ninguém me falou isso, mas é uma possibilidade.

NÃO TEM TERCEIRO TURNO

Todo dia é uma choradeira contra o presidente Jair Bolsonaro dos que votaram no PT. A eleição presidencial não tem terceiro turno. Não atentaram ainda? Eleição, só em 2022.

NÃO CONHECE AS ATRIBUIÇÕES?

O diretor do DERACRE em Cruzeiro do Sul, Marcus Sales, precisa conhecer as atribuições da prefeitura de Cruzeiro do Sul antes de criticar suas ações. As rodovias que interligam Rodrigues Alves, Mâncio Lima e Cruzeiro do Sul são de responsabilidade do governo do Estado. Certo?

ESQUECENDO DO PRINCIPAL

Esquece que o prefeito Ilderlei Cordeiro é parceiro e do mesmo partido governador Gladson.

OBRA INACABADA

Mais uma obra do governo passado inacabada foi concluída pelo governador Gladson Cameli e está pronta para a sua inauguração: UPA de Cruzeiro do Sul. O que faltava mesmo era gestão.

VIOLÊNCIA SEM CONTROLE

Em que pese avanços na gestão do secretário de Segurança, Paulo César, a violência voltou nos últimos dias a ficar sem controle, com seis mortes, invasão de ônibus, arrastão no Terminal Urbano, vários baleados, quadrilha do roubo de fios das Praças impune, assim foi o cotidiano.

PERSONA NON GRATA

O Projeto de Resolução tornando o diretor da SESACRE, Coronel Rezende, “persona non grata”, do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), hoje, não teria votos para ser aprovado.

SOMENTE NESTA HIPÓTESE

O senador Sérgio Petecão (PSD) somente será candidato ao governo em 2022, caso o governador Gladson Cameli resolva disputar o Senado. Fora da hipótese é descartado.

BARRA PESADA

Ainda que apoiado numa coligação partidária forte o candidato a prefeito de Sena Madureira, deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTA) terá sérias dificuldades para derrotar o prefeito Mazinho Serafim (MDB), que tem mais de 1 ano de mandato e mostrou saber fazer política.

ALIANÇA É NATURAL

Vamos colocar o PSB na sua real situação, no Acre: é um partido nanico melhorado. Por isso, a prefeita Socorro Neri, se disputar a reeleição, terá que buscar alianças foram do seu campo de apoiadores naturais. Não pode colar seu perfil como candidata da esquerda ou se complicará.

BOM PIADISTA

O ex-deputado Sibá Machado (PT) é um bom piadista. A sua declaração de que o seu partido cresceu depois que foi aniquilado nas urnas na última eleição, deixou isso bem patente.

MUDAR O DISCURSO

Os seus dirigentes têm de começar a mudar o velho discurso de só nós prestamos e os adversários não prestam, que só teve validade enquanto o PT estava fora do poder.

HIPOCRISIA PURA

Hilária a cena de ver políticos que dobravam a esquina para não se encontrar com o prefeito de Senador Guiomard, André Maia, e lhe cumprimentar, o cercando após a volta ao poder.

VOLTA AO MUNDO

Sem legitimidade, as críticas de que o governador Gladson Cameli viaja muito. Os que governaram o Acre deram praticamente várias voltas ao mundo tanta foram suas viagens.

NÃO DÁ PARA DIZER QUE ESTÁ BOM

Estava fechando a coluna na noite de ontem quando chegou a notícia de que bandidos fizeram um arrastão num ônibus que faz a linha do Universitário. Sejamos reais: a violência explodiu. E quem é roubado no caso são trabalhadores, que perdem seus celulares e o pouco que levam.

NA CONTA DO ROCHA

Esta conta da Segurança vai cair no colo político do vice-governador Major Rocha, que fez do tema a sua bandeira contra o PT, e prometeu que nos primeiros meses resolveria o problema. Se continuar nesta batida de casos de violência se sucedendo, não será bom a ele em 2022.

COMPETÊNCIA DA SEINFRA

Até o final do ano o governo pretende anunciar a abertura do processo de licitação para a construção da ponte de Xapuri. O secretário Thiago Caetano trabalha nos últimos detalhes. Aliás, todas as obras entregues pelo governador, as em fase final e as em andamento só foram possíveis graças à equipe competente que o secretário Thiago montou na SEINFRA.

 

Continuar lendo

Blog do Crica

Petecão quer Socorro Neri disputando a prefeitura pelo PSD

Publicado

em

A dança entre o senador Sérgio Petecão (PSD) – foto – e a prefeita Socorro Neri ao som de “Tudo passa, Tudo passará”, sucesso melosos do cantor Nelson Ned, vai mais além do que a cena presenciada na inauguração de mais uma quadra de esportes, construída em parceria entre ambos. O senador Sérgio Petecão (PSD) sonha em tê-la como candidata à reeleição pelo partido. Ele revelou ontem ao BLOG DO CRICA de que já a convidou, e que uma comissão especial do PSD deve lhe procurar entre amanhã e depois, para lhe fazer um convite oficial a se filiar com o status de ser a candidata natural à reeleição. Na conversa, os assessores de Petecão devem argumentar de que ela está fazendo uma boa administração e na disputa do próximo ano teria na sua campanha não só o senador Sérgio Petecão, com forte base eleitoral na capital, mas uma chapa de vereadores forte e completa para lhe fortalecer na disputa. A Socorro é uma política cuja presença enaltece qualquer sigla na qual se filiar, avalia Petecão.

PARA AVALIAR DE FORMA PRAGMÁTICA
Não se sabe qual será a resposta da prefeita Socorro Neri, mas é um convite para ser avaliado de forma pragmática. Nenhum outro partido do campo pelo qual disputou a eleição como vice do Marcus Alexandre, lhe dará uma estrutura do porte da qual ganharia indo pra o PSD.

DESCOLADA DO DESGASTE
Até aqui a prefeita Socorro Neri fez uma gestão descolada da imagem desgastada do PT, que saiu da última eleição com uma fragorosa derrota. Despolitizou a sua administração. E a sua filiação ao PSD a deixaria com uma imagem mais popular, pelo prestígio do senador Petecão.

 QUE MULHER PARA GOSTAR DE CONFUSÃO!
A belicosa secretária de Saúde, Mônica Feres, deu novo passo para indispor ainda mais o Gladson com os servidores da SESACRE. Não bastasse a confusão armada pelo seu braço direito, Coronel Jorge Rezende, que chamou os servidores de “bando de vagabundos”, ela enviou ofício as unidades para saber o prejuízo trazido pela greve para punir os grevistas.

NÃO PRECISA DE ADVERSÁRIO
Um governo que tem uma auxiliar como a secretária Mônica Feres, não precisa de adversário.

BOM DIA, SECRETÁRIO, PAULO CÉSAR!
Com todo o respeito, mas vou ter que baixar o linguajar: é sacanagem o que estão deixando fazer com as nossas Praças! A prefeitura restaura a iluminação e em seguida os ladrões roubam os fios. E não se vê uma ação de investigação e nenhuma batida nos pontos que compram fios de cobre, alumínio, para saber se lá não estão os materiais roubados da PMRB.

NÃO CHAMEM O SHERLOCK HOLMES
Não é preciso chamar o Sherlock Holmes, são poucos os pontos que compram este tipo de material. O certo é que a polícia tem de dar um jeito nisso, é recurso público que vai pelo ralo.

INCENTIVO AOS LADRÕES
Essa omissão a este combate de crime é um incentivo a que os ladrões continuem agindo.

AONDE VAMOS PARAR?
Ladrão, de cara limpa, faz assalto em uma das unidades do supermercado Araújo. Ladrões invadem Maternidade roubam pacientes e acompanhantes. Cenas do cotidiano. Aonde vamos parar? É a pergunta que não pode calar. A ousadia dos bandidos é motivada pela impunidade.

ABUSADO E GOZADOR
O subsecretário da Saúde, Coronel Jorge Rezende, o mesmo que chamou os servidores da Saúde de “bando de vagabundos”, em declaração sua divulgada, tirou sarro da cara dos deputados ao dizer que se for declarado “persona non grata” vai à ALEAC receber o título.

TEM MAIS É QUE ACHICALHAR
Depois que recebeu uma NOTA do governo avalizando a sua conduta na greve da Saúde, o Coronel Jorge Rezende tem mais é que ficar zoando de quem for contrário á sua patuscada.

DESFECHO NATURAL
Até aqui se disseram candidatos a prefeito de Rio Branco, Sanderson Moura, Jamil Asfury, Pedro Longo, Minoru Kinpara, Roberto Duarte a Vanda Milani. Com seis candidatos no jogo, dificilmente, a prefeita Socorro Neri não chegará ao segundo turno, um desfecho natural.

MELHOROU MUITO
Não chegou ao ideal, mas a gestão da prefeita Socorro Neri melhorou muito, superou o ápice do desgaste por conta dos buracos na cidade que existiam, e ainda tem um ano para trabalhar.

FICOU MAIS PATENTE
Já se sabia que não funcionava, mas a greve da Saúde deixou mais escancarada que o governador Gladson não tem uma equipe de articulação política eficiente, se tivesse, pelo diálogo, não teria nem acontecido o movimento grevista e com ele, o desgaste natural.

VITÓRIA DE PIRRO
Acabar com a greve dos servidores da Saúde por medida judicial é a típica vitória de Pirro, que não resolveu nada, porque continua ainda o sentimento de revolta entre os funcionários. Somente o Gladson pode com a medida que tomar no retorno, consertar esta trapalhada.

JOGAR COM A SINCERIDADE
O Gladson Cameli tem que pôr a cabeça no travesseiro e raciocinar que tem de mudar de estratégia. Não pode para ser agradável dizer sim a todas as reivindicações de categorias funcionais. Tem que antes consultar a Fazenda para saber se o gasto não ultrapassará o teto constitucional com gasto na folha de pagamento. Ou continuará ele a ter sérios problemas.

ASSIM O ROCHA SE FORTALECEU
O vice-governador Major Rocha não tinha nenhum destaque político. Mas com a decretação da sua prisão no governo Binho Marques por uma greve na PM, o PT criou uma vítima e lhe deu um passaporte para se eleger deputado estadual. Continuou o confronto com o PT e ganhou para Federal. Ficarem batendo no deputado Jenilson Lopes (PSB) só lhe favorece.

BANDEIRA PARA ELEIÇÃO
O prefeito de Xapuri, Bira Vasconcelos, faz uma gestão melhor do que a sua primeira passagem pela prefeitura. Mas se o governo chegar na eleição de 2020, com as obras da ponte de Xapuri  em curso, o candidato do campo do governo ganhará uma bandeira forte para lhe derrotar.

“LONGE QUE TE QUERO LONGE”
A frase acima e ouvi de uma das figuras mais influentes do governo, quando lhe perguntei como seria a relação do governador Gladson Cameli na eleição do próximo ano com a candidatura do deputado Roberto Duarte (MDB) à PMRB. Está fora do caderno de apoio.

DEIXOU DE SER CONFIÁVEL
Um fato é certo para a eleição de 2020: a candidatura do deputado Roberto Duarte (MDB) para a prefeitura de Rio Branco é vista como inconfiável nas altas hostes palacianas.

NÃO É O NOME
O vereador Joelso Pontes (PROGRESSISTA) pode até ser candidato a prefeito se o seu partido assim entender, mas o seu nome não é visto como o ideal pelas forças da oposição em Brasiléia. Buscam um nome descolado do cenário político, que seja na eleição uma novidade.

FOCANDO NA BASE
A ex-deputada Leila Galvão (PT) deve passar a eleição municipal do próximo ano se dividindo no apoio a candidatos a vereadores pelo PT nos municípios da região do Alto Acre. Quer com isso fortalecer a sua base eleitoral para a sua candidatura à ALEAC, em 2022.

NOVA EXPERIÊNCIA
O PT vai passar por uma nova experiência na eleição do próximo ano, a de seus candidatos disputarem vagas nas Câmaras Municipais, nas prefeituras, sem a máquina estatal derramando dinheiro na campanha. Sem ter secretárias transformadas em currais-eleitorais. Tempo duro!

FORA DE COGITAÇÃO
O ex-prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), embora seja o sonho do PT, não será candidato a vereador na capital, para servir como puxador de votos para a legenda e assim eleger um bom número de vereadores. Marcus deve se resguardar para a disputa de 2022.

PASSAVAM BEM LONGE
O casal político, Perpétua Almeida – Edvaldo Magalhães, nas greves nos governos Lula e Dilma passavam bem longe. Nesta greve os Correios apareceram de microfone em punho discursando contra a privatização do órgão. A vida de oposição é dura, tem de ralar muito.

PODE CONTRATAR ADVOGADO
Pelo o que eu já ouvi o vereador Gilson da Funerária (PROGRESSISTA), que exercia interinamente o cargo de prefeito de Senador Guiomard, pode tratar de contratar advogado, porque a sua passagem pelo cargo será alvo de enxurradas de ações pelo prefeito André Maia.

PUXADOR DE VOTOS
O anão Montana Jack (PSD) define assim a sua candidatura a vereador de Rio Branco, em 2020: “vou ser candidato para me eleger com grande votação e puxar a vereadora Lene (PSD)”.

MULHERES REPRESENTADAS
Em 2020, as mulheres vão estar representadas em duas candidatas a prefeita de Rio Branco: deputada federal Vanda Milani (SD) e a prefeita Socorro Neri (PSB). Ainda bem, num contexto sempre repleto de candidatos masculinos, é salutar a presença feminina.

FRASE DO DIA
“Você pode fazer muito pouco com a fé. Mas você não pode fazer nada sem ela”. Samuel Butler, romancista inglês.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.