Conecte-se agora

Facções criminosas impõem normas para visitantes entrarem em bairro de Brasileia

Publicado

em

Uma pichação feita recentemente no Bairro Leonardo Barbosa, hoje considerado um dos mais violentos da cidade de Brasiléia, mostra que grupos de facções tentam intimidar as autoridades e pessoas que queiram entrar na comunidade.

Antes, o muro vinha sendo disputado por pichações entre grupos, dessa vez, tentando mostrar força, o bairro em questão, praticamente é uma ilha cercada pelo rio Acre, fazendo divisa com a cidade de Cobija, lado boliviano.

Muitos desses membros utilizam o rio para fugir quando é realizado diligências por parte das polícias do município.

Para quem quiser acessar o bairro, que já teve quase 300 famílias, deverá baixar o vidro do carro ou levantar a viseira do capacete caso esteja de moto para sua segurança. Ao menos dois grupos de facções assinam a recomendação.

Propaganda

Acre 01

Professores e estudantes fecham terminal em protesto contra demissões e fechamento de turmas

Publicado

em

Como prometeram durante o dia, professores com contratos provisórios e estudantes da Educação de Jovens e Adultos deixaram a volta para casa dos moradores de Rio Branco um pouco mais difícil.

O protesto contra o fechamento de turmas do EJA e as demissões, que segundo a Secretaria de Educação, Esporte e Cultura são necessárias para que o Acre cumpra com o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal que regulamenta o gasto com pessoal, fechou o Terminal Urbano de Rio Branco.

Os manifestantes, de forma pacifica, fizeram um cordão humano e impediram a entrada dos ônibus no Terminal durante cerca de meia hora. O trânsito ficou complicado e congestionou o tráfego de veículos no centro da capital acreana.

Continuar lendo

Cotidiano

DPE do Acre realiza últimos preparativos para o projeto: “Defensores do Futuro”

Publicado

em

Previsto para ser lançado no mês de setembro deste ano, o projeto: “Defensores do Futuro” é direcionado para menores em situação de vulnerabilidade e contemplará 32 alunos, com idades entre 11 e 15 anos, da Escola Estadual Serafim da Silva Salgado, localizada na comunidade da Sobral, em Rio Branco.

Com duração de 2 anos, o projeto inovador em âmbito estadual e nacional, é uma iniciativa da Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC), com parceria da Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO) e do governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esportes (SEE).

O projeto visa trabalhar junto às escolas, desenvolvendo ações voltadas para os alunos, professores, pais ou responsáveis e, dessa forma, contribuir com o processo de construção de um futuro melhor para as crianças.

As atividades práticas que compõe a programação do projeto já tiveram início nos dias 21 e 22 de agosto. O projeto é formado por quatro etapas: Diagnóstico, Plano de Ação, Educação em Direitos e Formação dos Alunos, além do acompanhamento contínuo na área social, psicológica e jurídica.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.