Conecte-se agora

É um amante do desenho? Confira profissões que usam essa arte

A profissão de desenhista ainda não é regulamentada no país

Publicado

em

Desenho é coisa para criança. Se você já escutou essa frase alguma vez na vida, saiba que ela está totalmente equivocada. Hoje, diversas ocupações têm em sua base o desenho. Entretanto, a profissão de desenhista ainda não é regulamentada no país. E, mesmo diante desse obstáculo, quem trabalha nesse ramo define a área como prazerosa e importante. “Sem desenho não há joia. Todo o projeto para a confecção de uma peça parte de um desenho específico. Então, o desenho é o começo de toda e qualquer produção artesanal. É muito difícil iniciar um trabalho livre, sem uma referência”, afirma o designer de joias e artesão Luís França, conhecido no mundo da ourivesaria como @omagodosmetais.

Atuando há treze anos no mercado, o artesão ressalta que, ao confeccionar uma joia através de um esboço, busca superar não somente as expectativas do cliente, com também as suas. “Fico muito feliz e satisfeito quando consigo executar com maestria um desenho, uma arte, um esboço deixado pelo cliente. Nada melhor do que um sonho sair do papel sendo materializado numa joia de uma maneira que surpreenda não só ao cliente mas o artista também”, conclui.

Desirée Lisboa é design de interiores e revela que a relação do desenho com a sua área e indispensável. “Muitas vezes através da fala não conseguimos expressar nossas ideias. Por isso, um esboço em um papel ou até mesmo no computador faz com que a gente consiga clarear a mente para apresentar a melhor proposta ao cliente”, conclui.

Se, assim como Luís e Desirée, você também se interessa pelo desenho, porque não ingressar em uma faculdade em que você possa colocar em prática este dom? Com a ajuda do Educa Mais Brasil, esse sonho é possível. O programa já beneficiou mais de 900 mil estudantes em 15 anos de atuação no mercado. Acesse o site do Educa Mais Brasil e confira todas as oportunidades disponíveis na sua região. Você pode conseguir bolsas de até 70% de desconto. É gratuito.

Confira algumas áreas que trabalham com o desenho em sua grade curricular:

Arquitetura e Urbanismo

A arte de organizar, projetar e implementar espaços, sejam eles internos ou externos, baseado na estética e na funcionalidade, isso é a arquitetura. A graduação em arquitetura e urbanismo dura, em média, cinco anos e o estudante aprende a fazer planta das construções e a desenhar o interior delas. Aprende a criar objetos e logotipos. A formação possui diversas disciplinas ligadas ao desenho, como urbanismo, desenho arquitetônico e geometria gráfica. É uma graduação voltada para quem tem criatividade e interesse em desenvolvimento urbano.

Desenhista Industrial

Muitas coisas ao nosso redor são desenhadas por alguém. Geralmente, o profissional que faz esse trabalho é um designer ou desenhista industrial. Além de criar a estética visual do produto, o profissional precisa de criatividade para inventar peças que atendam a funcionalidade, custo e que sejam de fácil manuseio. O estudante dessa área aprende a fazer, desde o esboço de um produto, até protótipos físicos. A graduação na área pode ser feita de forma presencial ou à distância e tem duração média de quatro anos.

Designer de Interiores

Com o objetivo de preparar o profissional para ter habilidades em arranjar e planejar ambientes de acordo com os padrões de funcionalidade e estética, a graduação em design de interiores pode ser encontrada em duas modalidades de ensino superior, tecnólogo ou bacharelado. O estudante dessa área aprende a planejar como ficará o interior de um ambiente com objetos, iluminação e acabamento. O curso possui grande parte da suacarga horária destinada a matérias práticas ligadas ao desenho, como perspectiva prática e desenho arquitetônico.

Designer Gráfico

O estudante que optar pela graduação em design gráfico precisará de talento para desenhar, criatividade, conhecimento em software de desenho e edição e paixão pela profissão. A graduação pode ser encontrada em duas modalidades de ensino superior, tecnólogo ou bacharelado. O estudante aprende a usar suas habilidades artísticas para criar elementos visuais usados em logotipos, anúncios, layouts de revistas, sites, folhetos e outros materiais gráficos. Através de softwares de desenho, começa a desenvolver imagens desde os primeiros conceitos até a versão final usada nas publicações.

Designer de Joias

Um designer de joias cria e produz peças únicas utilizando metais nobres como o ouro, a prata e pedras preciosas. Para criar produtos exclusivos e ao gosto do cliente, o profissional precisa ter como base o desenho. Muitas vezes, o cliente disponibiliza o desenho e, a partir disso, o designer produz a peça. O profissional nessa área precisa ser criativo para apresentar novas ideias e ter habilidade para trabalhar com ferramentas e metais.

Agência Educa Mais Brasil. 

Propaganda

Acre

Empresários e governo alinham retorno de comitivas na cavalgada

Publicado

em

A primeira reunião para tratar o possível retorno das comitivas durante a tradicional cavalgada na Feira Agropecuária do Acre (ExpoAcre 2019) ocorreu na tarde dessa quarta-feira (17). Empresários se reuniram com o governo do Estado, através da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo e também com a Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agrícola do Acre (Acisa).

A proposta é trazer de volta a cavalgada, na abertura da Feira, com cavalos, quadrículos e carretas. Para isso, houve uma primeira conversa na tentativa de encontrar soluções para que isso, de fato, aconteça.

Lucas Profeta é diretor de comércio e finanças da Acisa, mas também um dos realizadores da festa. Para ele, apesar de ainda se tratar de uma conversa preliminar, o encontro entre os organizadores e governo já garantiu a concretização das ideias.

“O plano é reativar a festa para aquecer nossa economia no período da ExpoAcre, principalmente porque existe uma demanda da população para que isso aconteça. A certeza é que a cavalgada voltará a ocorrer no sábado, com divisão entre cavalos, quadriciclos e carretas”, destaca Profeta, que decidiu envolver a Acisa para contribuir com o evento.

O grupo está planejando programar um novo modelo durante o evento, mas isso ainda está sendo debatido.

Alinhamento

Para a secretária de Empreendedorismo e Turismo, que representa o Estado, o único desejo é de que a festa seja um sucesso. Para isso, Eliane Sinhasique afirma que é preciso ouvir os principais protagonistas do evento.

“A Cavalgada é um momento muito importante, pois se trata da abertura do maior evento no estado. Para que seja um sucesso, ouvimos todas as reclamações e sugestões dos organizadores das comitivas”.

Durante o encontro, os empresários puderam expor as condições ideais para a realização do evento. “Diminuição de taxas e alvarás (que encarecem os custos das comitivas), o horário e duração do percurso, a segurança na dispersão, entre outros, são os detalhes que precisamos tratar com o restante da Comissão Organizadora e com o próprio governador”, diz Sinhasique.

Uma das reclamações sustentadas pelos organizadores e que agora passará por avaliação da secretaria é justamente o horário de saída das comitivas. “O horário atrasava o percurso e depois as comitivas eram obrigadas a acelerar a marcha para encerrar o evento, o que colocava em risco a vida das pessoas que estavam indo a pé e também dos animais”, finalizou a secretária.

Continuar lendo

Cidades

Prefeitura do município de Brasileia realiza a abertura da VI Feira do Peixe

Publicado

em

SECOM – Raylanderson Frota

A Prefeitura de Brasileia, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), e Coopegrãos realizaram na quarta-feira (17), na feira municipal Maria Florêncio a abertura da VI Feira do Peixe e Agricultura familiar de Brasileia.

O evento tem como objetivo estimular a venda dos pescados para toda a população e fomentar a economia do município, garantindo a renda dos criadores e produtores rurais. A feira terá duração de três dias, além da venda de peixes foram organizadas as tendas com a venda de verduras, legumes, artesanato e uma praça de alimentação com venda de comidas regionais dando mais opções aos clientes.

Segundo o agricultor e criador Francisco Souza, a sua expectativa é que venda dois mil quilos de peixe durante os três dias de feira. “A minha expectativa é que eu venda na base de 2 mil quilos de peixe durante os três dias de feira. E fico muito feliz pelo incentivo que a Prefeitura, juntamente com o Sebrae e a Cooperativa tem dado para
nós criadores de peixes, com uma ótima infraestrutura, facilitando a logística de escoamento da nossa produção até o local das vendas”, informou Francisco.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em 2017 foram comercializadas 20 toneladas de peixes, em 2018 22 toneladas e a expectativa para 2019 é que sejam vendidos 30 toneladas de pescados em Brasileia durante a feira do peixe.

O Secretário de Agricultura, José Gabriele, destacou o intenso trabalho que a atual gestão do município vem realizando, incentivando os produtores a criar peixes, construindo novos tanques e garantindo o escoamento de toda produção. “A nossa expectativa, é que através dessa feira possamos fomentar a economia local, criando oportunidade para que os expositores vendam seus produtos, e continuar os intensos trabalhos que já estamos realizando na zona rural”, destacou Zé Gabriele.

A Prefeita Fernanda Hassem falou a respeito do evento. “A feira é um evento que melhorar muito a economia de Brasiléia, ajudar na renda dos produtores rurais que estão comercializando um pescado de qualidade, com diversas variedades, e preço bem acessível à população que tem a oportunidade de comprar seus peixes aqui na cidade. Poder ver os nossos criadores e agricultores com seus produtos aqui na Feira Maria Florêncio é motivo de orgulho, pois sabemos das dificuldades que eles tinha para poder escoar seus produtos e falta de acompanhamento por parte das gestões”, finalizou Fernanda Hassem.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.