Conecte-se agora

É um amante do desenho? Confira profissões que usam essa arte

A profissão de desenhista ainda não é regulamentada no país

Publicado

em

Desenho é coisa para criança. Se você já escutou essa frase alguma vez na vida, saiba que ela está totalmente equivocada. Hoje, diversas ocupações têm em sua base o desenho. Entretanto, a profissão de desenhista ainda não é regulamentada no país. E, mesmo diante desse obstáculo, quem trabalha nesse ramo define a área como prazerosa e importante. “Sem desenho não há joia. Todo o projeto para a confecção de uma peça parte de um desenho específico. Então, o desenho é o começo de toda e qualquer produção artesanal. É muito difícil iniciar um trabalho livre, sem uma referência”, afirma o designer de joias e artesão Luís França, conhecido no mundo da ourivesaria como @omagodosmetais.

Atuando há treze anos no mercado, o artesão ressalta que, ao confeccionar uma joia através de um esboço, busca superar não somente as expectativas do cliente, com também as suas. “Fico muito feliz e satisfeito quando consigo executar com maestria um desenho, uma arte, um esboço deixado pelo cliente. Nada melhor do que um sonho sair do papel sendo materializado numa joia de uma maneira que surpreenda não só ao cliente mas o artista também”, conclui.

Desirée Lisboa é design de interiores e revela que a relação do desenho com a sua área e indispensável. “Muitas vezes através da fala não conseguimos expressar nossas ideias. Por isso, um esboço em um papel ou até mesmo no computador faz com que a gente consiga clarear a mente para apresentar a melhor proposta ao cliente”, conclui.

Se, assim como Luís e Desirée, você também se interessa pelo desenho, porque não ingressar em uma faculdade em que você possa colocar em prática este dom? Com a ajuda do Educa Mais Brasil, esse sonho é possível. O programa já beneficiou mais de 900 mil estudantes em 15 anos de atuação no mercado. Acesse o site do Educa Mais Brasil e confira todas as oportunidades disponíveis na sua região. Você pode conseguir bolsas de até 70% de desconto. É gratuito.

Confira algumas áreas que trabalham com o desenho em sua grade curricular:

Arquitetura e Urbanismo

A arte de organizar, projetar e implementar espaços, sejam eles internos ou externos, baseado na estética e na funcionalidade, isso é a arquitetura. A graduação em arquitetura e urbanismo dura, em média, cinco anos e o estudante aprende a fazer planta das construções e a desenhar o interior delas. Aprende a criar objetos e logotipos. A formação possui diversas disciplinas ligadas ao desenho, como urbanismo, desenho arquitetônico e geometria gráfica. É uma graduação voltada para quem tem criatividade e interesse em desenvolvimento urbano.

Desenhista Industrial

Muitas coisas ao nosso redor são desenhadas por alguém. Geralmente, o profissional que faz esse trabalho é um designer ou desenhista industrial. Além de criar a estética visual do produto, o profissional precisa de criatividade para inventar peças que atendam a funcionalidade, custo e que sejam de fácil manuseio. O estudante dessa área aprende a fazer, desde o esboço de um produto, até protótipos físicos. A graduação na área pode ser feita de forma presencial ou à distância e tem duração média de quatro anos.

Designer de Interiores

Com o objetivo de preparar o profissional para ter habilidades em arranjar e planejar ambientes de acordo com os padrões de funcionalidade e estética, a graduação em design de interiores pode ser encontrada em duas modalidades de ensino superior, tecnólogo ou bacharelado. O estudante dessa área aprende a planejar como ficará o interior de um ambiente com objetos, iluminação e acabamento. O curso possui grande parte da suacarga horária destinada a matérias práticas ligadas ao desenho, como perspectiva prática e desenho arquitetônico.

Designer Gráfico

O estudante que optar pela graduação em design gráfico precisará de talento para desenhar, criatividade, conhecimento em software de desenho e edição e paixão pela profissão. A graduação pode ser encontrada em duas modalidades de ensino superior, tecnólogo ou bacharelado. O estudante aprende a usar suas habilidades artísticas para criar elementos visuais usados em logotipos, anúncios, layouts de revistas, sites, folhetos e outros materiais gráficos. Através de softwares de desenho, começa a desenvolver imagens desde os primeiros conceitos até a versão final usada nas publicações.

Designer de Joias

Um designer de joias cria e produz peças únicas utilizando metais nobres como o ouro, a prata e pedras preciosas. Para criar produtos exclusivos e ao gosto do cliente, o profissional precisa ter como base o desenho. Muitas vezes, o cliente disponibiliza o desenho e, a partir disso, o designer produz a peça. O profissional nessa área precisa ser criativo para apresentar novas ideias e ter habilidade para trabalhar com ferramentas e metais.

Agência Educa Mais Brasil. 

Propaganda

Cotidiano

Plataforma digital promete resolver problemas entre consumidores, produtos ou serviços

Publicado

em

Na plataforma digital consumidor.gov.br, disponibilizada pelo Ministério da Justiça, via Secretaria Nacional do Consumidor, os usuários dos mais diversos serviços podem resolver seus problemas de consumo sem sair de casa, conforme orienta a coordenação do Procon Acre.

Os consumidores só precisam baixar o aplicativo consumidor.gov.br no computador, celular ou tablet, cadastrar seus dados pessoais, registrar a reclamação e ficar acompanhando online desde a intermediação do Procon, até a resposta da empresa reclamada, que sai em até 10 dias.

O programa já conta com mais de 450 empresas cadastradas, de segmentos historicamente muito reclamados, como é o caso de telecomunicações, bancos, aviação civil, comércio de eletrônicos, varejo, cartões de crédito, planos de saúde, indústria e internet.

No momento que a reclamação é registrada, já fica disponível na plataforma digital e o interesse das empresas é resolver o mais depressa possível, pois não é estratégico deixá-la em evidência. Por isso os consumidores não ficam mais de 10 dias sem resposta de suas reclamações.

Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Acre

Agência de transporte fiscaliza balsas em Rodrigues Alves

Publicado

em

Nesta quinta-feira, 20, técnicos da Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ e equipe da Agência Fluvial da Marinha, realizaram operação de fiscalização nas balsas particulares que fazem a travessia no Rio Juruá, dos veículos que vão para Rodrigues Alves.

Cinco balsas que não têm autorização da Agência foram proibidas de continuar a operação de travessia, para a qual, cobram R$ 3 de moto R$ 10 de carros pequenos e R$ 20 de caminhonetes.

Todo balseiro precisa ter identificação, autorização da Marinha e da ANTAQ, ser Micro Empreendedor Individual – MEI, com registro no Sebrae e as balsas devem ter coletes salva vidas, tabela de preços e os horários das travessias.

O técnico da ANTAQ, Dorivaldo Gomes, cita que o objetivo da Agência é garantir a segurança e conforto dos usuários, bem como regularidade e modicidade dos fretes.

Atualmente 24 balsas fazem a travessia, número maior que a necessidade. Antônio de Souza, que está regular aprovou a operação. Já Willian da Silva, vai ter que parar de atuar na travessia. ” Agora vou correr atrás da papelada para não ficar no prejuízo’.

A técnica em laboratório, Júlia Santos, que usa as balsas diariamente, acredita que agora ” todas estão dentro do padrão de segurança para nós passageiros”.

Balsa do governo que faz a travessia gratuita pode ser proibida de funcionar

Uma balsa paga pelo governo do Estado, que faz a travessia de veículos gratuitamente das 6 a meia noite no Rio Juruá, poderá parar. A embarcação leva até 7 veículos em cada travessia.

Tramita na ANTAQ um Processo Administrativo, iniciado à partir de denúncia feita à ouvidoria da Agência, que pode resultar na proibição da oferta da travessia gratuita das motos e carros. Dorivaldo, diz que a gratuidade atrapalha a livre concorrência do serviço da travessia para os balseiros particulares.

“Antes da construção da Ponte da União, na chegada de Cruzeiro do Sul, fazia sentido o governo do Acre atravessar os carros, mas já faz tempo que não há justificativa para a continuidade. A ANTAQ tem como missão, assegurar à sociedade a adequada prestação de serviços de transporte aquaviário e de exploração da infraestrutura portuária e hidroviária, garantindo condições de competitividade e harmonizando os interesses público e privado”.

Os usuários da travessia gratuita, esperam que a ANTAQ não paralise as atividades da balsa maior. “Acabar pra quê esse serviço gratuito?”.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.