Conecte-se agora

Mailza Gomes visita Parque Tecnológico em Florianópolis

Publicado

em

A senadora Mailza Gomes (Progressista-AC), acompanhada da reitora do Ifac, Rosana Cavalcante, o secretário estadual de Indústria, Ciência e Tecnologia do Acre, Anderson Abreu, o superintendente da Sudam, Paulo Roberto Correia, os presidentes da Funtac, Odicleia Camara, da Fundhacre, Dr. Lucio Brasil, do sindicato dos engenheiros e representante da ZPE, Tião Fonseca e o diretor técnico do Sebrae, Lauro Santos visitaram na sexta-feira, 12, o Sapiens Parque, parque de inovação e tecnologia na cidade de Florianópolis, Santa Catarina.

De acordo com a senadora Mailza, a visita teve como objetivo buscar inovação e experiência. “Foi uma visita muito propositiva, a nossa comitiva teve a oportunidade de conhecer de perto um grande centro de tecnologia e conversar com pessoas inspiradoras”, destacou Mailza.

Durante a visita pelo Sapiens, Mailza e a comitiva foram recebidas pelo diretor executivo da unidade de Gestão Pública, Moacir Marafon, na Softplan Planejamento e Sistemas. Moacir apresentou a Softplan ao grupo e também fez uma apresentação do histórico da empresa, campo de atuação e a importância da instituição para o país.

“Recebemos a comitiva do Acre liderada pela senadora Mailza Gomes com a intenção de conhecer a Softplan e o Certi-CEI. Há uma intenção do Estado do Acre de criar o Parque Tecnológico do Vale do Aquiri e a Softplan, por meio do Sapiens serão usados como _benchmarking_. É a nossa Ilha do Silício servindo de inspiração para todo o Brasil”, destacou Marafon.

Após conhecer a Softplan, a senadora foi recepcionada por Leandro Caroni, diretor executivo do CERTI – CEI (Centro de Empreendedorismo Inovador). Leandro destacou que o centro atua no apoio a criação de Parques Tecnológicos e se colocou a disposição em colaborar na instalação do parque no estado.

A proposta da criação do Parque Tecnológico do Acre é concentrar em uma mesma área empresas, incentivos ao fomento e inovação tecnológica, incubadoras e aceleradoras com o objetivo de promover o desenvolvimento de forma sustentável para o Acre e Amazônia.

Propaganda

Na rede

Pastor Agostinho faz homenagem a médico no Facebook

Publicado

em

O pastor da Igreja Batista do Bosque, Agostinho Gonçalves, usou suas redes sociais para homenagear o médico Fabrício Lemos.

Segundo ele, trata-se de um “profissional competente, humano, que não mede esforços para ajudar o outrem, incansável, sempre com um sorriso. Você é muito mais que um médico, você faz a diferença! Você é um grande homem de Deus”, disse o pastor que recebeu inúmeros comentários complementando suas palavras sobre o médico.

Continuar lendo

Acre 01

Gerlen vai cair? Crônica de um mundo que não pertence a nós mortais

Publicado

em

A montagem sobre fotos de Sérgio Vale que ilustra esse texto é mais do que uma simples imagem engraçada. Ela vai além dos sorrisos que desperta. Diz muito para quem tem acompanhado com atenção o noticiário político dos últimos dias no Acre.

É um pouco da tradução da imensa dificuldade que o atual governo tem tido no campo da articulação política. Gladson Cameli tem colecionado derrotas consideráveis na Assembleia Legislativa para quem tem uma ampla maioria no parlamento.

Alguns fatores colaboram para esse inesperado e tão rápido desgaste político. O primeiro é a oposição. Pequena, mas qualificada. Nomes como o do comunista Edvaldo Magalhães, presidente da Aleac por dois mandatos e que conhece como poucos os meandros do parlamento já era de se esperar um oposicionista extremamente preparado. Não se pode menosprezar o comunista Jenílson Leite e do petista Daniel Zen, que estão já no segundo mandato e também são qualificados. Menos ainda o posicionamento firme que tem demonstrado o deputado Roberto Duarte (MDB). Mesmo estando eu seu primeiro mandato na Aleac, Duarte é um dos mais inteligentes da atual legislatura e tem sido, assim como prometeu durante sua campanha eleitoral, totalmente independente em relação ao governo Gladson Cameli.

Mas há outros fatores. Pode se somar a inércia de muitos parlamentares que fazem parte da base de sustentação e que por suas atuações na Aleac até agora dão a entender que, mesmo com disposição de defender o governo, falta competência para tanto.

Todo esse cenário acaba esbarrando na liderança do governo. Gerlen Diniz (Progressistas) tem tido imensa dificuldades em contrapor a oposição nos debates da casa. Tanto que já corre o boato de que sua posição de líder de Gladson Cameli na Aleac estaria ameaçada.

Coincidência ou não, nesta semana que Gerlen não esteve na assembleia em razão de um suposto tratamento de saúde, surge uma nova voz na defesa do governo, que se comportou nos debates em torno da criação da CPI da Energisa como liderança na Aleac. O deputado Tchê (PDT) puxou para si a responsabilidade do enfrentamento com a oposição.

A sombra do espelho da mesa nos faz pensar algo que está escondido nas entrelinhas.

A postura de Tchê como líder do governo coloca Gladson Cameli em uma sinuca de bico. E a conclusão é simples. Gerlen, se não tem o mesmo desempenho de Tchê na tribuna, tem a confiança do Palácio Rio Branco. É do mesmo partido do governador e para compensar o ônus de ser líder na Aleac abocanhou quase todos os cargos do governo em Sena Madureira, sua base eleitoral. A gula foi tanta que provocou um racha do prefeito Mazinho Serafim com o governador.

Contra Tchê pesa exatamente o que sobra em Gerlen, a confiança. Afinal, Tchê foi eleito pela Frente Popular. Inclusive, Emylson Farias, candidato a vice-governador de Marcos Alexandre era do PDT, além de ter sido secretário de segurança pública de Sebastião Viana, uma das mais cobiçadas secretarias do governo. A vaga de vice foi, inclusive, uma exigência de Tchê para que o PDT se mantivesse na Frente Popular.

Com a palavra Gladson Cameli. Ao leitor, só resta esperar as cenas dos próximos capítulos e se divertir com a montagem do nosso departamento de arte, sobre fotos do imbatível Sérgio Vale.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.