Conecte-se agora

Prefeitura estima venda de 120 toneladas de pescado na Capital

Publicado

em

Quem costuma seguir a tradição católica de comer apenas peixe na quinta e sexta-feira da Semana Santa pode ficar tranquilo que o pescado está garantido. É o que diz a prefeitura de Rio Branco e os produtores rurais.

A capital acreana, realiza a partir desta terça-feira, 16, a nona edição da Feira do Peixe, que também comercializa produtos da agricultura familiar, na CEASA e na região do Panorama-Quixadá, Conjunto Universitário e nos Mercados Elias Mansour, Rui Lino, Seis de Agosto e da Estação Experimental.

Na CEASA, principal posto de venda de peixe neste período, o atendimento ao público vai de 5 da manhã até às 18 horas. Segundo estimativas da organização, o quilo do pescado deve ficar em média no preço de 13 reais e as principais espécies comercializadas são tambaqui, filhote, pirarucu, pintado e curimatã.

A data é esperada o ano todo pelos piscicultores e produtores rurais, que só na Feira do Peixe chegam a 100. É esperado uma movimentação aproximada de 3 milhões de reais. Um outro atrativo da feita é a possibilidade e comprar o peixe já tratado, no ponto de ir para panela. “Eu compro todos os anos aqui exatamente por isso. Você compra o peixe fresco, já pede pra tratar e diminui o trabalho. Chegar em casa é só fazer do que jeito que quiser. Como na minha família só se come peixe nessa época, eu procuro fazer de tudo que é jeito, assado, frito, caldeirada e moqueca”, diz Ana Paula Silva, dona de casa.

Quem produz peixe o ano todo, espera ansioso pela Semana Santa. José Benício Melo é um dos mais tradicionais piscicultores na região do Quixadá. Segundo ele, a expectativa é boa para este ano. “Acho que vai ser muito bom. Estamos em um local, Panorama, bem organizado e que deve atrair muitos clientes”, afirma.

Benício deve colocar à venda 1,5 mil quilos de peixes e, além de Rio Branco, atende também o mercado de Brasileia. “Já começamos a despescar o pirarucu, que dá mais trabalho, mas também temos surubim, matrinxã, piau, tambaqui e pirapitinga”, afirma Benício.

Propaganda

Acre

Empresários e governo alinham retorno de comitivas na cavalgada

Publicado

em

A primeira reunião para tratar o possível retorno das comitivas durante a tradicional cavalgada na Feira Agropecuária do Acre (ExpoAcre 2019) ocorreu na tarde dessa quarta-feira (17). Empresários se reuniram com o governo do Estado, através da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo e também com a Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agrícola do Acre (Acisa).

A proposta é trazer de volta a cavalgada, na abertura da Feira, com cavalos, quadrículos e carretas. Para isso, houve uma primeira conversa na tentativa de encontrar soluções para que isso, de fato, aconteça.

Lucas Profeta é diretor de comércio e finanças da Acisa, mas também um dos realizadores da festa. Para ele, apesar de ainda se tratar de uma conversa preliminar, o encontro entre os organizadores e governo já garantiu a concretização das ideias.

“O plano é reativar a festa para aquecer nossa economia no período da ExpoAcre, principalmente porque existe uma demanda da população para que isso aconteça. A certeza é que a cavalgada voltará a ocorrer no sábado, com divisão entre cavalos, quadriciclos e carretas”, destaca Profeta, que decidiu envolver a Acisa para contribuir com o evento.

O grupo está planejando programar um novo modelo durante o evento, mas isso ainda está sendo debatido.

Alinhamento

Para a secretária de Empreendedorismo e Turismo, que representa o Estado, o único desejo é de que a festa seja um sucesso. Para isso, Eliane Sinhasique afirma que é preciso ouvir os principais protagonistas do evento.

“A Cavalgada é um momento muito importante, pois se trata da abertura do maior evento no estado. Para que seja um sucesso, ouvimos todas as reclamações e sugestões dos organizadores das comitivas”.

Durante o encontro, os empresários puderam expor as condições ideais para a realização do evento. “Diminuição de taxas e alvarás (que encarecem os custos das comitivas), o horário e duração do percurso, a segurança na dispersão, entre outros, são os detalhes que precisamos tratar com o restante da Comissão Organizadora e com o próprio governador”, diz Sinhasique.

Uma das reclamações sustentadas pelos organizadores e que agora passará por avaliação da secretaria é justamente o horário de saída das comitivas. “O horário atrasava o percurso e depois as comitivas eram obrigadas a acelerar a marcha para encerrar o evento, o que colocava em risco a vida das pessoas que estavam indo a pé e também dos animais”, finalizou a secretária.

Continuar lendo

Acre

Feriadão de Páscoa tem Procissão do Cristo Morto, alvorecer e missa

Publicado

em

A Diocese de Rio Branco segue a programação da Semana Santa realizando nesta sexta-feira (19) às 17h a Procissão do Cristo Morto, que termina no Palácio Rio Branco onde será encenada a Paixão de Cristo, às 18h30. As atividades começaram dia 13 com a Benção de Ramos.

No Domingo de Páscoa, dia 21, haverá o Alvorecer da Ressurreição, às 4h no Palácio Rio Branco. Às 19h, missa de encerramento na Catedral Nossa Senhora de Nazaré.

Veja a programação católica para o feriado de Páscoa:

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.