Conecte-se agora

Enquete mostra duas bibliotecas públicas do Acre entre as 15 mais bonitas do Brasil; saiba mais

Publicado

em

Duas das 15 bibliotecas públicas consideradas as mais bonitas do Brasil estão no Acre. Localizadas em Rio Branco, a Biblioteca Pública do Estado e a Biblioteca da Floresta aparecem numa relação construída a partir de uma enquete com os leitores para saber quais são as bibliotecas públicas mais bonitas do Brasil e as 15 mais votadas foram reunidas em uma lista. “Entre as mais lembradas, estão a Biblioteca da Floresta, em Rio Branco; a Biblioteca Nacional de Brasília e a Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, a maior da América Latina”, informa a Revista Bula (www.revistabula.com), autora da pesquisa.

A Bula faz uma breve apresentação das bibliotecas acreanas: A Biblioteca Pública do Estado do Acre foi inaugurada em março de 1979. Ao longo do tempo, passou por reestruturações, com o propósito de facilitar o acesso livre à internet, filmoteca, espaço HQ e ambiente infantil. O acervo atual da BPE possui aproximadamente 25 mil livros nacionais e estrangeiros. No centro de Rio Branco, a biblioteca também serve como um centro cultural, e promove eventos como mostras de filmes, cursos, oficinas, encontros com autores, entre outros.

Inaugurada em 2007, a Biblioteca da Floresta é especializada em assuntos e autores da Amazônia e do Acre. Localizada no Parque da Maternidade, a instituição tem como propósito contribuir para o desenvolvimento sustentável, colocando à disposição dos pesquisadores e da sociedade documentos e informações sobre os movimentos socioambientais. Logo na entrada, os visitantes encontram painéis que retratam a vida de Chico Mendes, ex-seringueiro e ambientalista assassinado na década de 1980. (Com informações de Marina Felipe/Revista Bula).

Veja a lista completa em: https://www.revistabula.com/22498-as-15-bibliotecas-publicas-mais-bonitas-do-brasil/

Propaganda

Destaque 4

Incêndio destrói comércios bolivianos na divisa com Rondônia; houve feridos

Publicado

em

Foto: RondoniAoVivo

Um incêndio de grandes proporções destruiu parte do Centro Comercial Boliviano na noite dessa segunda-feira (24). O sinistro atingiu os estabelecimentos situados na divisa do país com o município de Costa Marques, em Rondônia. Cerca de 20 casas e sete lojas foram destruídas pelo fogo. Até as primeiras horas desta terça-feira, 25, o fogo ainda não havia sido totalmente controlado.

Segundo testemunhas, o fogo teria iniciado no motor de uma loja e se alastrou para os estabelecimentos comerciais após uma suposta explosão de um motor de energia.

Pelo menos 50 bolivianos foram retirados de casa por causa do incêndio e, por enquanto, devem ficar em um abrigo montado no lado brasileiro. Eles estão recebendo assistência da Secretaria de Assistência de Costa Marques.

Feridos

Ao menos 10 pessoas ficaram feridas, entre elas, três crianças que tiveram ferimentos leves. Todos já receberam alta do Hospital Municipal de Costa Marques, segundo a equipe médica da unidade.

Segundo a Polícia Civil, aproximadamente 20 casas do vilarejo foram consumidas pelo fogo. Para que o incêndio não se propagasse, outras casas precisaram ser derrubadas.

A maioria das vítimas inalou fumaça e teve escoriações, devido aos escombros. Cinco famílias estão em uma escola improvisada como abrigo de Costa Marques – cerca de 50 pessoas, entre crianças, jovens e adultos. Outras seguiram para casa de amigos e parentes também em Costa Marques.

O Exército Brasileiro, guarda boliviana, voluntários, representantes da secretarias de Turismo e Meio Ambiente e Municipal de Assistência Social se uniram para socorrer os feridos e as famílias atingidas. A ajuda também saiu de empresários e as prefeituras de São Francisco do Guaporé e Costa Marques.

Com informações do G1/Rondônia 

Continuar lendo

Destaque 4

Gladson convida Tião Bocalom para Emater e garante que Paulo Wadt fica na Agropecuária

Publicado

em

Atendi hoje pela manhã (10.30 horas) um convite do governador Gladson Cameli para um café político no seu gabinete no Palácio Rio Branco, onde passou a despachar. Voltou a reafirmar que, em hipótese alguma vai demitir ou remanejar o secretário de Agricultura, Paulo Wadt, como quer a deputada federal Mara Rocha. “Estou satisfeito com o seu trabalho e não vou tirar o que está dando certo”, assinalou. Não escondeu a chateação com Mara Rocha, com quem diz que tentou falar por três vezes e não foi atendido, logo após a sua declaração no ac24horas de que tinha saído da base de apoio do governo.

“O máximo que consegui falar foi com o seu marido”, revelou. Gladson voltou a dizer estar decidido a não mais aceitar pressão política de ninguém.

Estava alegre na conversa, citando a reação das redes sociais ao seu favor, acerca de seu endurecimento político. Aproveitou para dar em primeira mão ao BLOG DO CRICA que a Emater-Acre está de portas abertas para receber o ex-prefeito Tião Bocalom, caso queira participar do governo. “O Bocalom só não está ainda participando do governo porque não quis”, disse. Aproveitou para adiantar que esta semana vai acontecer uma enxurrada de demissões em cargos de confiança da Saúde, muitos indicados por políticos. BLOG DO CRICA.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.