Conecte-se agora

Turistas avaliam Rio Branco: “precisa de muitas melhorias”; “taxistas careiros” são citados

Publicado

em

O Nobile Suites Gran Lumni tem até agora a melhor avaliação na plataforma Booking (www.booking.com). Com nota 9,1 (categoria ”
‘Fantástico’, segundo o portal) o hotel foi avaliado 273 vezes. Sua estrutura conta com piscina ao ar livre e restaurante, além de ter Wi-Fi disponível gratuitamente em todas as áreas. “Quarto grande é muito confortável,cama muito boa , excelente hotel”, diz o Booking numa avaliação geral. Na sequência aparecem o Vila Rio Branco Concept Hotel e o Ibis Rio Branco. O valor das diárias variam.

O Booking lista três motivos para se viajar a Rio Branco: “pessoas hospitaleiras, natureza e tranquilidade”. O avaliador Marcos Antonio destaca a necessidade de melhorias na capital acreana, mas, para ele, esse deficiência parece ser supridade pela gentileza do acreano: “A cidade parece uma cidade de interior ou jeito de capital. Ainda precisa de muitas melhorias, limpeza, asfaltos, calçadas. Mas o acreano é de uma gentileza incomparável. Atencioso, educado e amável”, disse.

Outro avaliador, Arthur, também esteve por aqui e fez observações importantes: “Rio branco, é uma cidade com grande potencial de crescimento, todavia, ainda carece de mais utilidades que as demais capitais já dispõem, tais como mais opções de lazer, voos em outros horários, pois há poucos voos de acesso para lá, bem como meios de transportes públicos mais eficientes, pois, tive de usar uber durante toda a estadia e, os taxistas são bem careiros (chegaram a cobrar cerca de 250 reais dos nossos colegas de transfer – aeroporto hotel)”, comentou.

O valor das corridas em táxi comum é considerada cara por todos, turistas e locais, mas nos últimos meses o advento do transporte por aplicativo tem forçado uma redução no preço das corridas.

O Booking é um site onde você pode fazer reservas em hotéis, pousadas e hostels em qualquer lugar do mundo.

O Governo de Gladson Cameli aposta no turismo para melhorar setores da economia acreana, focando no turismo vivencial e de experiências na natureza.

Propaganda

Destaque 6

Mineiro cai em ‘golpe do amor’ e resolve voltar a pé para MG

Publicado

em

Desempregado, sem dinheiro e sem moradia fixa, homem apostou a sorte em um namoro virtual para mudar de vida e só depois de viajar 4.441 km descobriu que foi vítima de um golpe.

Júlio Cesar da Silva, de 27 anos, é natural da cidade mineira de Juiz de Fora e conheceu uma mulher em Cruzeiro do Sul no Acre por meio de uma rede social, ele conta que o namoro virtual começou no natal de 2018 e depois de algumas conversas a mulher lhe convenceu a vir embora para a cidade acreana para viverem juntos.

Desde que chegou na cidade em Janeiro de 2019, Júlio conta que nunca viu a mulher com quem falava todos os dias. Quando tentou contato com ela por telefone foi tratado com desprezo e ignorado. Sem ter para onde ir o homem conta que ficou morando na rua até tomar a decisão de voltar para Minas Gerais depois de seis meses tentando conhecer a mulher com quem pensou que ia viver junto

“Ela me prometeu muitas coisas, eu estava confiante que tinha encontrado a pessoa da minha vida, minha vida ia mudar e depois de seis meses vivo esse pesadelo. Ela só falou comigo por telefone me tratou mal e nem quis me ver”, lamenta.

Ainda segundo Silva, chegou a ir até a casa da mulher amada, mas não a encontrou. “Ela me deu toda a segurança que íamos viver juntos, me deu todos os dados juntos de telefone dela, endereço da casa, mas acabou que ela me enganou,” conta entristecido.

Apesar da desilusão, César afirmou que não tem raiva da garota e quer que ela seja feliz. “Apesar do que aconteceu eu quero dizer para todas as pessoas e para a família dela que eu não tenho raiva dela e que nem penso em fazer mal a ninguém, só vim porque ela me chamou. Quero que ela seja feliz e siga a vida dela, apesar de não tê-la conhecido”, disse.

O mineiro não esperou ajuda e resolveu seguir a pé pela BR-364, na esperança de encontrar alguém que lhe dê uma carona para chegar até sua cidade Juiz de Fora.

 

Continuar lendo

Destaque 6

Deputados apoiam que IEPTEC volte a ter nome de Dom Moacyr

Publicado

em

Durante a sessão desta terça-feira, 18, vários deputados da Assembleia Legislativa manifestaram pesar pelo falecimento do arcebispo emérito de Porto Velho, Dom Moarcyr Grechi.

Um dos parlamentares que subiu a tribuna para falar do líder religioso católico, foi Jenilson Leite (PCdoB) que apresentou um requerimento e um projeto de lei para que Instituto de Educação Profissional e Tecnológica (IEPTEC), antigo Instituto Dom Moacyr, volte a ter o nome do nome do líder católico.

O parlamentar argumentou que a mudança do nome ocorreu devido o governo o atual governo usar como parâmetro a lei federal 6.454/1977, que proíbe atribuir a logradouros e monumentos públicos o nome de pessoas vivas.

“Nesse caso, como o Dom Moacyr faleceu, nada mais do que justo essa homenagem a ele pelo bem que já fez ao Acre”, pontuou o deputado.

Os deputados Edvaldo Magalhães (PCdoB), Daniel Zen (PT) e Gerlen Diniz (Progressistas) apoiaram a matéria.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.