Conecte-se agora

Com um protesto por semana, caos e prejuízos são rotinas no Centro

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Não há semana que o Centro de Rio Branco não seja palco de alguma manifestação, protesto, bloqueio ou passeata neste ano de 2019. O trânsito trava, ninguém consegue sair do lugar e os prejuízos se acumulam. Levantamento do ac24horas mostra que já foram ao menos 12 manifestações no Centro da capital em 2019, o que dá um protesto a cada oito dias levando-se em conta a data da publicação deste texto, 14 de abril.

E esses protestos ocorreram pelos mais variados motivos e por diferentes segmentos sociais, mas todos afetaram o estudante, o empresário e o trabalhador comum que tiveram dificuldades de locomoção ou ficaram sem fluxo enquanto durava a pendenga. Neste começo de abril, por exemplo, familiares de presos fecharam a Avenida Ceará em frente à Praça Oscar Passos. Mulheres sentaram no asfalto e lá permaneceram para demonstrar contrariedade à redução das visitas íntimas nos presídios acreanos. “Vamos ter de dar a volta pelo Parque da Maternidade”, disse um motorista a uma passageira que questionava qual seria o itinerário. Quem estava esperando pelos ônibus no ponto do Estádio José de Melo teve de ir para outro lugar, já que as rotas foram todas desviadas. Para controlar o trânsito juntaram-se agentes municipais e estaduais, além da polícia Militar.

Os protestos têm sido tão rotineiros e gerando tais transtornos que o vice-governador do Estado, Wherles Rocha, pediu uma audiência com procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Acre, Kátia Rejane, para pedir o apoio do MP na busca de soluções para a recorrência dos protestos. Rocha disse ter informações que alguns bloqueios de vias públicas tem a coordenação do crime organizado

Na reunião com Kátia Rejane, Rocha destacou que o governo não quer tirar o direito que as pessoas têm de se manifestar, no entanto, é dever do Estado garantir o direito do cidadão de se locomover.

“Buscamos a colaboração do MPAC dando ciência da situação e aqui pactuamos a instauração de inquéritos e de investigações preliminares para avançarmos nessa demanda. Manteremos o Estado informado de todas as medidas que pretendemos tomar”, disse o vice de Gladson Cameli. A procuradora acatou e está avaliando a demanda.

Propaganda

Destaque 6

Promotor irá investigar situação precária de creche no Bujari

Publicado

em

O promotor de justiça, Luis Henrique Corrêa Rolim, do Ministério Público do Acre (MP/AC) abriu um procedimento preparatório após receber uma denúncia das mães de alunos da Creche Municipal Profª Dona Bela, as quais, relataram a situação precária na qual se encontra a creche, e informaram que falta talco, fraldas, sabonetes e material de limpeza, os quais deveriam ser fornecidos pela Prefeitura Municipal de Bujari.

As mães relataram que a merenda das crianças é precária, e que quando algo é servido para elas é farofa de ovo ou salsicha com macarrão, comida esta servida para crianças de dois a quatro anos, disseram ainda, que a creche não possui limitações nos fundos e nas laterais e, em certos casos, as crianças fogem quando estão brincando.

Logo após a denúncia, foi expedido oficio para a Secretaria Municipal de Educação, bem como, para a Prefeitura Municipal de Bujari, solicitando informações acerca das condições da Creche Municipal, e ainda, solicitado que a assessoria fosse fazer uma verificação da instituição de ensino.

Por fim, o promotor resolveu instaurar procedimento preparatório tendo como objetivo “Apurar a precariedade da estrutura física da Creche Municipal Dona Bela” e determinou que sejam tomadas todas as medidas necessárias para promover a coleta de informações, realizando-se as diligências indispensáveis à instrução do presente procedimento.

Continuar lendo

Destaque 6

Apenas 11 ramais entram nos planos do governo do Acre

Publicado

em

Apenas 11 ramais estão contemplados no plano de recuperação de estradas vicinais do Governo do Acre. Serão investidos R$ 90 milhões para melhorar 247,48 quilômetros em seis municípios, informa o jornal A Tribuna em sua edição desta sexta-feira (18).

Os mais beneficiados serão Porto Acre e Epitaciolândia, onde dois prefeitos se filiaram esta semana ao Progressistas, partido do governador Gladson Cameli. Serão 72,08 km em três ramais de Porto Acre, e 86,23 km em Epitaciolândia, também com três ramais.

Entre os critérios para contemplar os ramais está a proximidade com os materiais e insumos das obras. A planilha do governo informa quais produtos terão escoamento facilitados com a melhoria dos ramais.

 

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.