Conecte-se agora

Petecão: “Meu amor pelo povo do Acre é muito grande”

Publicado

em

Continuando com a série de entrevistas com os senadores do Acre, ac24horas na quinta-feira, 11, conversou com o senador Sérgio Petecão (PSD). A ideia é ouvir sua percepção sobre o momento em que o Brasil e, particularmente o Acre, estão passando. Para iniciar a conversa primeiro secretário do Senado Federal deixou claro que o seu partido hoje é o Brasil, em especial o Acre.

“Temos que olhar para o momento crítico que o Brasil está vivendo, abrir mão de toda questão pessoal, particular, partidária e decidir fazer as mudanças necessárias para o país voltar a crescer”.

Para ele, a reforma da previdência será um marco na retomada do crescimento econômico. Nesta entrevista ao jornalista Astério Moreira, Petecão valia os primeiros cem dias do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do governador Gladson Cameli (Progressista). Falou sobre as eleições de 2020 e 2022. Opinou sobre a CPI da Energisa e lembrou que está trazendo ao Acre (ainda esse mês) um dos principais diretores da ANEEL para discutir o aumento da energia elétrica. Falou da vida, do aniversário esse mês e disse que, ser amigo do povo é o que tem sustentado em quase 30 anos de mandato.

ac24horas – Senador Petecão, como o senhor analisa esses cem dias do governo do presidente Bolsonaro e do governador Gladson Cameli?

Petecão – Sou um brasileiro apaixonado e meu partido é o Acre. Não é momento de pensar em questões partidárias ou particulares, é de trabalhar pensando nos grandes problemas do nosso país. O Bolsonaro está tentando organizar o governo, ele tem que fazer isso e nós temos que ajudar. É difícil, mas ele tem que fazer. O Senado e a Câmara têm que se preocupar com nação brasileira, a situação dos desempregados, dos que estão passando necessidades, dos que sofrem com a violência.

ac24horas – E sobre o governo Gladson Cameli…

Petecão – O Gladson é muito jovem e quer o bem do nosso estado. Todo mundo sabe que ele assumiu o governo do Acre completamente endividado, acabado mesmo. Está apenas com cem dias. Acho que, diante desse quadro de calamidade econômica e administrativa em que ele assumiu, precisa de mais tempo. Temos que ter um pouco mais de paciência.

ac24horas – O que o senhor acha que está dando errado no governo?

Petecão – Eu já disse, eu quero ajudar nosso estado e não ser mais um a ficar criticando, falando mal sabendo das verdadeiras condições em que ele assumiu. Tenho pedido mais paciência as pessoas. O Gladson está cheio de sonhos, de disposição, de ousadia e coragem para governar. As coisas vão melhor, temos que ter essa paciência. A imprensa tem feito um excelente papel de criticar, de apontar as falhas, os erros. Cabe ao governo ir corrigindo os rumos. E nós, enquanto parlamentares em Brasília, ajudar a trazer recursos para o estado.

ac24horas – Os deputados estão criando uma CPI para investigar a questão da energia elétrica no Acre, como o senhor vê isso?

Petecão – Deixa criar, deixa debater, não sei qual será o resultado, mas quer criar CPI, cria. De minha parte estarei levando no final do mês um dos principais diretores da ANEEL para discutirmos esse assunto na Assembleia Legislativa. Já conseguimos uma redução pequena, de mais de 2% e estamos trabalhando para reduzir mais. Nessa ido do representante da ANEEL seria importante a sociedade civil organizada está presente.

ac24horas – Ano que vem tem eleição e em 2022 também, o senhor pensa em candidatura ou mesmo o seu partido, o PSD?

Petecão – Como já disse meu partido é o Acre. A eleição de 2020 deve ser discutida em 2020, a de 2022, em 2022. Temos que trabalhar para ajudar a tirar o país e o Acre dessa situação de desemprego. Meu Deus do céu, só vamos resolver o problema da violência e das drogas gerando muito emprego para esses jovens, melhorando a renda das famílias do Acre. Enquanto os jovens estiverem sem perspectiva de trabalho, de estudo e de uma boa profissão qual será o nosso futuro?

ac24horas – Mas, o PSD deverá ter candidatos ano que vem?

Petecão – Sim, o partido busca formar internamente uma boa chapa de vereadores, é natural. Mas quem está no mandato tem que se preocupar em melhorar a vida das pessoas através da política. Por isso eu digo que estou voltado par ajudar o Brasil.

ac24horas – Como vão ficar as chapas de prefeitos nos municípios do interior?

Petecão – Também não é hora de nenhum político, seja o governador, senador ou qualquer um chegar num município e sair lançando candidato a prefeito. Está errado! Cria uma insegurança política para partidos, aliados, para quem administra a cidade. Por isso repito, não é hora de lançar candidatos a prefeito. É hora de concentrar forças do presidente, da bancada federal, do governo do estado e das prefeituras para resolver a falta de investimentos, promover emprego e renda para nosso povo. Ano que vem, no tempo certo, se discute esse assunto.

ac24horas – O senhor costuma vir muito ao Acre mesmo estando em um dos cargos mais importantes do Senado?

Petecão – Meu Deus do céu, não posso ficar longe daqui não. Conversar com as pessoas na rua, na minha casa me faz muito bem. No final do mês vou fazer meu aniversário na fazenda Boi Cagão. Já convidei todos os vereadores e prefeitos do Acre, todo mundo, a imprensa, os amigos. Quando a gente vai se aproximando da morte tem que fazer aniversários com muita festa, compartilhar alegria com os amigos (risos). Acho que a vida é isso, amigos, o povo, não discriminar ninguém, não maltratar ninguém, tratar a todos com muito respeito e amizade.

ac24horas – Para encerrar, o senhor acha que a reforma da previdência é a saída para o Brasil?

Petecão – A reforma da previdência tem que acontecer. Quem não gostaria de se aposentar com 30 anos, qualquer um, até eu. A questão é que a maioria pagava para poucos se aposentarem. Isso tem que acabar. Sacrifício e benefício para todos, para a grande maioria do povo brasileiro. Temos que acreditar e ajudar o Bolsonaro a arrumar o país. Meu Deus do céu, o que será de todos nós, da nação brasileira se esse governo não der certo? Como lhe disse, meu partido é o Brasil.

ac24horas – Obrigado pela entrevista, senador!

Petecão – Não há de quê, um grande agraço pro Vaz e pra todos vocês do ac24horas.

 

 

Propaganda

Acre

Agência de transporte fiscaliza balsas em Rodrigues Alves

Publicado

em

Nesta quinta-feira, 20, técnicos da Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ e equipe da Agência Fluvial da Marinha, realizaram operação de fiscalização nas balsas particulares que fazem a travessia no Rio Juruá, dos veículos que vão para Rodrigues Alves.

Cinco balsas que não têm autorização da Agência foram proibidas de continuar a operação de travessia, para a qual, cobram R$ 3 de moto R$ 10 de carros pequenos e R$ 20 de caminhonetes.

Todo balseiro precisa ter identificação, autorização da Marinha e da ANTAQ, ser Micro Empreendedor Individual – MEI, com registro no Sebrae e as balsas devem ter coletes salva vidas, tabela de preços e os horários das travessias.

O técnico da ANTAQ, Dorivaldo Gomes, cita que o objetivo da Agência é garantir a segurança e conforto dos usuários, bem como regularidade e modicidade dos fretes.

Atualmente 24 balsas fazem a travessia, número maior que a necessidade. Antônio de Souza, que está regular aprovou a operação. Já Willian da Silva, vai ter que parar de atuar na travessia. ” Agora vou correr atrás da papelada para não ficar no prejuízo’.

A técnica em laboratório, Júlia Santos, que usa as balsas diariamente, acredita que agora ” todas estão dentro do padrão de segurança para nós passageiros”.

Balsa do governo que faz a travessia gratuita pode ser proibida de funcionar

Uma balsa paga pelo governo do Estado, que faz a travessia de veículos gratuitamente das 6 a meia noite no Rio Juruá, poderá parar. A embarcação leva até 7 veículos em cada travessia.

Tramita na ANTAQ um Processo Administrativo, iniciado à partir de denúncia feita à ouvidoria da Agência, que pode resultar na proibição da oferta da travessia gratuita das motos e carros. Dorivaldo, diz que a gratuidade atrapalha a livre concorrência do serviço da travessia para os balseiros particulares.

“Antes da construção da Ponte da União, na chegada de Cruzeiro do Sul, fazia sentido o governo do Acre atravessar os carros, mas já faz tempo que não há justificativa para a continuidade. A ANTAQ tem como missão, assegurar à sociedade a adequada prestação de serviços de transporte aquaviário e de exploração da infraestrutura portuária e hidroviária, garantindo condições de competitividade e harmonizando os interesses público e privado”.

Os usuários da travessia gratuita, esperam que a ANTAQ não paralise as atividades da balsa maior. “Acabar pra quê esse serviço gratuito?”.

Continuar lendo

Acre

Lene Petecão homenageia primeira-dama, Ana Paula Cameli

Publicado

em

A primeira-dama do Acre, Ana Paula Cameli, foi homenageada nesta quarta-feira, 19, pela Câmara Municipal de Rio Branco.

A esposa do governador Gladson Cameli, recebeu em nome de todos os vereadores, uma Moção de Aplauso que teve como autora, a vereadora Lene Petecão.

A homenagem foi motivada pela entrega nos últimos dias de uma sala na Maternidade Bárbara Heliodora preparada para atender pacientes que necessitam de um atendimento diferenciado, tendo inclusive distribuição de kits bebê para mães carentes.

A vereadora Lene Petecão salientou que o espaço será de grande importância para as gestantes, que muitas vezes vão para a maternidade sem enxoval ou qualquer peça de roupa para seus filhos. “Algumas mulheres chegam desprovidas até mesmo de uma fralda e agora vão sair dali com um kit bebê”, relatou a parlamentar.

Lene disse ainda que requereu a moção com o intuito de agradecer a primeira-dama. “Estamos vivendo grandes conflitos de todas as ordens. Eu tenho certeza que a primeira-dama não está atrás do governador Gladson Cameli, mas ao lado de um homem para ajudar, para olhar quem está esquecido e por isso, sua vinda aqui é tão importante”, destacou.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.