Conecte-se agora

Pesquisa revela que 90% do solo da cidade de Plácido de Castro é bom para cultivar café

Publicado

em

Pesquisadores divulgaram nesta última semana de março que após estudos em diferentes regiões, 90% do solo do município de Plácido de Castro apresenta boa condição para o cultivo de café, por ser planos e mais profundo -um aspecto que permite mecanização. Essa informação é a base para o projeto do Governo do Acre transformar Plácido em um grande polo cafeeiro.

Entretanto, diz Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), boa parte das áreas recomendadas exige cultivo irrigado, em virtude da baixa ocorrência de chuvas nos meses de junho a setembro, período que coincide com a época de formação das flores do cafeeiro.

Essa situação que pode prejudicar o desenvolvimento da produção. “O município tem um excelente potencial para a cultura do café e as restrições hídricas podem ser superadas com a adoção de tecnologias disponíveis. Acredito muito na cafeicultura como alternativa de trabalho e renda para as famílias rurais do Acre e como fator de fixação do homem no campo”, observou Eufran Amaral, pesquisador-chefe da Embrapa.

Propaganda

Destaque 4

Mailza Gomes: “O Acre precisa produzir”

Publicado

em

Encerrando a série de entrevistas com os três senadores acreanos, o ac24horas conversou com a senadora Mailza Gomes (Progressista), que se encontra no estado visitando suas bases e conversando com a comunidade. Uma de suas principais características é ouvir e dialogar. Há cerca dois meses e meio no Senado já transita como uma veterana em busca de seu espaço em defesa da mulher e do bem-estar social de todas as pessoas. Para ela, exercer a política é fazer o bem.

Durante a conversa falou da experiência de ser senadora, do governo Gladson Cameli (do seu partido), da violência contra a mulher – o Acre está no topo da lista da violência contra a mulher no ranking nacional -, do respeito aos prefeitos, vereadores e das comunidades de uma maneira geral. Ela entende que quem deve definir suas prioridades é a própria comunidade e não os seus representantes. Como senadora ela quer viabilizar recursos e ajuda para atender essas demandas das prefeituras.

Alertou para a importância do trabalho social realizado por todas as igrejas. “Infelizmente esse trabalho não é reconhecido e precisa de apoio e parcerias do estado porque as igrejas chegam aonde os governos não chegam”, disse. Mailza Gomes fala das grandes dificuldades que o Brasil está passando. Da necessidade do Brasil e do Acre serem colocados nos trilhos do desenvolvimento. “O Acre tem que produzir”, disse.

Ac24horas: Senadora Mailza, a senhora está há pouco mais de dois meses no mandato como se sente ali no Senado?

Mailza Gomes: Sinto que o caminho está aberto para que eu possa realizar um grande trabalho pelo meu estado. De uma coisa eu sei: é muito trabalho mesmo e as expectativas são boas. O caminho está aberto, com força e vontade a gente consegue produzir no mandato para o bem-estar das pessoas. Fazer política é fazer o bem.

Ac24horas: A senhora é da base de apoio do governo do presidente Jair Bolsonaro, como avalia os primeiros cem dias de seu governo?

Mailza Gomes:  O Brasil mergulhou numa crise muito profunda. É preciso entender isso. Os que governaram antes também fizeram coisas boas, mas é necessário reconhecer que o país ficou muito mal. O presidente Bolsonaro está no caminho certo, está cumprindo suas promessas de campanha. Ele é muito verdadeiro em suas palavras e ações, está colocando o Brasil nos trilhos com muita capacidade. Ele é a nossa esperança.

Ac24horas : Sobre a proposta de reforma da previdência que a senhora tem acompanhado em Brasília, o que dizer?

Mailza Gomes:  A reforma da previdência é uma necessidade reconhecida pela grande maioria de quem quer o bem, para que o Brasil volte a crescer. Tenho ouvido especialistas no assunto e todos dizem a mesma coisa: a reforma tem que acontecer para o Brasil ser viável. O sacrifício é necessário, temos que abrir mão agora para poder garantir o futuro do povo brasileiro. Creio que a reforma vai acontecer porque o Congresso Nacional está empenhado nessa questão.

Ac24horas: Como a senhora avalia os primeiros cem dias do governador Gladson Cameli?

Mailza Gomes: Ter que mudar uma linha de governo de 20 anos não é fácil, é necessário muito trabalho. Vejo no governador Gladson um desejo, uma vontade muito grande em fazer o melhor pelo Acre. Promover as boas mudanças que a população está precisando. Ele quer abrir o estado para investimentos. Sabemos que governos passados também fizeram algo de bom, mas a nossa economia não vai bem porque o modelo antigo não promoveu o desenvolvimento. Não estamos bem. O Acre vai ter que produzir, gerar emprego renda para as famílias.

Ac24horas: Como senadora, como mulher o que a senhora acha do Acre está no topo da lista do estado que mais pratica violência contra mulheres? O que precisa ser feito para mudar essa realidade?

Mailza Gomes: Como mulher, esposa e mãe me coloco no lugar de cada mulher que vejo agredida por qualquer tipo de violência. Infelizmente temos que reconhecer que o Acre é um estado muito violento. Defendo políticas públicas para proteger cada vez mais as mulheres vítimas de uma sociedade violenta. Temos boas leis – a lei Maria da Penha é um bom exemplo -, mas só isso não basta. É preciso fortalecer as famílias, promover educação de qualidade, valorizar o trabalho que todas as igrejas fazem que, infelizmente, não é bem reconhecido. Porém vejo a educação como o meio para erradicar essa violência.

Ac24horas: A senhora terá direito, a partir do ano que vem, a emendas parlamentares no valor de R$ 15 milhões por ano, como pretende distribuí-las?

Mailza Gomes: Você disse bem. Só a partir do ano que vem terei direito as emendas parlamentares. Antes de tudo quero dizer que sou municipalista. O meu desejo é contribuir com as comunidades através das prefeituras na área social. Esse é o meu foco: a área social do nosso estado. Porém, não pretendo distribuir emendas de qualquer jeito. Vou consultar as comunidades, conversar com prefeitos, vereadores e a população para saber quais são as prioridades. É preciso sentir as necessidades das pessoas, o que elas querem, o que precisam para sua rua, seu ramal, sua escola, posto de saúde, seu bairro e sua cidade. Não sou eu que vou determinar a área de investimentos, elas é quem vão dizer.

Ac24horas: Senadora, a senhora assumiu no lugar do governador Gladson Cameli, pretende ser candidata à reeleição em 2022?

Mailza Gomes: Minha única preocupação no momento é trabalhar muito pelo povo do Acre, ajudando nosso estado. Não penso nas eleições de 2022. Quero representar bem a nossa gente no cenário nacional. Porém, mais que isso, dedicar minha vida em favor das pessoas mais necessitadas. Ajudar as prefeituras, o governo e que cada acreano das cidades, dos campos e dos seringais se sintam representados no Senado pela minha pessoa, a senadora Mailza Gomes. Se, ao final desses quatro anos, meu trabalho me respaldar junto à população poderei sim ser candidata a reeleição. O meu trabalho é quem vai dizer.

Ac24horas: Obrigado senadora Mailza por conceder essa entrevista ao ac24horas. 

Mailza Gomes: Eu é que agradeço, muito obrigada e um forte abraço a todos vocês desse importante veículo de comunicação, que é o ac24horas.

Continuar lendo

Destaque 4

Festa de 59 anos de Petecão reúne mais de 650 convidados na chácara “Boi Cagão”

Publicado

em

Não foi um ato político daqueles que a militância enche o salão. Nem tinha distribuição de presentes. O encontro deste sábado foi uma homenagem ao senador Sérgio Petecão, pela passagem do seu 59º aniversário, apesar de ele dizer que é 50 anos.

A festa, realizada na chácara Boi Cagão, reuniu cerca de 650 amigos do senador. O esquenta foi uma partida de futebol entre o “time dos baba ovo” do senador contra um improvisado organizado pelo prefeito de Sena Madureira Mazinho Serafim. Depois teve banho de piscina para as crianças, banho de açude para jovens e adultos e muita cerveja e carne para todos.

Segundo o capataz do Petecão, o temido Darly, chefe da organização do evento, um boi no rolete, três porcos e 60 frangos foram oferecidos aos convidados. 17 tambaquis foram assados por Thadeu Itajubá, que veio de Porto Velho para prestigiar o amigo.

O mestre Solino Matos contou que 400 caixas de cervejas, 350 garrafas d’água e 33 fardos de refrigerantes foram consumidos. Além do churrasco, também foi servido estrogonofe aos presentes.

Durante o encontro, Petecão foi surpreendido pela sua equipe com um vídeo contando a trajetória de sua vida. Participaram amigos do senado federal, com depoimentos sobre o colega. Falaram Romário, Oton Alencar, o presidente Davi Alcolumbre, o governador Gladson Cameli e o amigo Marivaldo Gonçalves. Mas foi o depoimento da tia Dora, falecida no ano passado, que levou o senador as lágrimas. Ela deixou uma mensagem de carinho ao sobrinho que só agora foi mostrada.

Presentes ele ganhou poucos, mas se disse feliz com a presença daqueles, que segundo ele, nunca o deixaram só: “não tenho palavras para dizer o quanto estou feliz e emocionado. Foi uma festa bem ao estilo Petecão, com muita gente e alegria. Obrigado a todos”, disse ao final.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.