Conecte-se agora

Em vídeo, internauta denuncia falta de atendimento médico no PS

Publicado

em

As péssimas condições da saúde pública do Acre ficam evidentes quando se assiste o vídeo abaixo, com imagens do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), na noite desta segunda-feira, 18.

No vídeo é mostrado o local que deveria ser utilizado apenas como um corredor, porém, por falta de vagas, virou enfermaria improvisada.

No áudio da gravação enviada à redação do ac24horas, o cidadão afirma que a falta de um médico comprometeu ainda mais o atendimento, que normalmente já é deficitário.

Nossa reportagem tentou falar, sem sucesso, com a direção do Huerb.

O cenário de caos no maior Hospital de Urgência e Emergência do Acre, evidencia que a atual gestão ainda não conseguiu mudar a dura e triste realidade das unidades de saúde acreana.

Propaganda

Acre

TCE multa prefeito por aumentar despesa com comissionados

Publicado

em

O prefeito da cidade de Bujari, Romualdo Araújo (PCdoB) foi multado pelo Tribunal de Contas do Acre para pagar R$ 14 mil. A Diretoria de Auditoria Financeira e Orçamentária (Dafo) do TCE Acre apurou em uma inspeção que o gestor do município é o responsável pelo aumento da despesa total com pessoal, que se encontra acima do limite máximo estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), no 3º quadrimestre de 2017. A penalidade foi divulgada na edição desta terça-feira, do Diário Eletrônico de Contas.

O Tribunal determinou ainda a notificação de Romualdo de para que reconduza as despesas de pessoal para o patamar exigido, conforme artigo 23, da Lei de Responsabilidade Fiscal, tendo em vista o limite está em 58,48%.

Ainda segundo a publicação, o Dafo deverá acompanhar as medidas a serem tomadas pela Prefeitura. A decisão do TCE será ainda enviada para Câmara Municipal do Bujari para conhecimento dos parlamentares.

Continuar lendo

Acre

Empresário denuncia dívida de mais de R$ 300 mil da Sesacre

Publicado

em

O empresário Paulo Henrique, diretor da Digicópias, resolveu desabafar em relação ao contrato que sua empresa tem com a Secretaria Estadual de Saúde para prestação de serviço de impressão e disponibilização de equipamentos e suprimentos.

Sem receber desde dezembro, o empresário perdeu a paciência. Tendo para receber mais de 300 mil reais da Sesacre, Paulo afirma que não tem mais como atender o contrato. “Eu não tenho mais como atender esse contrato. Na sexta-feira, meu fornecedor de papel, onde eu devo mais de 70 mil reais, me disse que não me vende mais papel. O meu fornecedor de toner e peças também me disse a mesma coisa”, afirma Paulo.

O empresário diz que o objetivo é que o vídeo se espalhe e que alguém da Sesacre resolva pagar o que lhe é devido. “Se não me pagarem dezembro do ano passado, maio e junho eu não tenho como atender mais. Não vou comprometer o capital da minha empresa por um contrato em que tudo que me pediram, eu fiz. Eu nunca recebi uma posição sobre o meu débito de dezembro”, diz Paulo.

Acostumado com promessas, Paulo diz que só volta a atender com o dinheiro em caixa. “Não adianta me ligar, me prometer. Na hora que o dinheiro estiver na conta, aí eu vou pagar as dívidas e vou comprar os produtos necessários para atender vocês. Caso contrário, infelizmente, não vamos atender mais.

A Secretaria Estadual de Saúde foi procurada, mas ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Veja o vídeo:

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.