Conecte-se agora

Danilo de S´Acre: o artista que faz das ruas uma obra de arte surrealista

Publicado

em

Se há um acreano que busca nas ruas os mistérios de sua terra este se chama Danilo de S´Acre, o vigoroso artista que nasceu Danilo Batista de Sá e formou na Itália, fez exposição Brasil afora e, além de berço fez de Rio Branco uma grande fonte de inspiração. Danilo percorre as ruas da capital acreana em busca da melhor imagem da cidade, algo que usa o celular para captar. Ele tem máquina boa, “profissional” mas não gosta muito de dar bobeira com ela. Então, usa o celular. Ele é vídeomaker e já teve filme no roteiro do Festival Pachamama.

Neste último fim de semana, quando viu uma mulher caminhando com guarda-sol havia uma bicicleta próxima -e ele fez a foto, trabalhou ela e a fez virar um quadro. Meio surreal…será? “Ao acaso, o soluço do sol dormente, delírio… Visitações nas ruas cubistas derramadas. Armas apenas, disparos de rosas embriagadas tormento extinto saudade retinta. Tecelagens de diálogos, as primeiras ilusões das fadas, prospecção de desejos provisórios. Por mais tarde, será pouco tempo depois”, responde Danilo de S´Acre com poesia.

Um caminhante, um vendedor de pipoca, a mulher sentada e o cadeado na lama, tudo vira poesia nas mãos do artista.

Propaganda

Cidades

“Não Vamos parar a greve só porque o governo lançou uma nota”, dizem diretores

Os onze mil alunos das vinte e cinco escolas da zona urbana da rede estadual de ensino em Cruzeiro do Sul continuam sem aula por causa da greve desencadeada pelo Conselho Gestor de diretores de Escolas nesta quinta-feira, 16. Apesar da nota emitida pelo governo do Estado, alegando a solução de várias situações, Pedro Carneiro, que preside o colegiado, diz que não há previsão para o retorno das aulas.

“Só papel não resolve nada. O que vimos até agora foram esses poucos itens de material de limpeza e essa nota, mas de efetivo, nada ainda. Queremos ver os contratos das serventes, os memorandos de apresentação e as merendeiras capacitadas”, destaca ele.

O objetivo, segundo os representante dos diretores das escolas, não é dificultar, e sim, garantir que as escolas funcionem na sua total normalidade, com a limpeza em dia, material de limpeza na quantidade adequada e uma merenda de qualidade para os alunos. “As merendeiras que foram lotadas nas escolas não têm condição de preparar merenda de qualidade para os alunos. Muitas não usam toca ou luvas. Muitas quando chegam nas escolas nem sabem que serão merendeiras”.

A coordenadora do Núcleo de Educação de Cruzeiro do Sul, Ruth Bernardino, reconhece que ainda há salários atrasados. Explica que desde quinta-feira, a nova empresa contratada pelo governo do Estado, para gerenciar os contratos terceirizados, está fazendo a lotação das serventes nas escolas. Quanto á quantidade de material de limpeza, Ruth cita que “esta quantidade é só para acabar esse mês. As remessas são mensais”.

Em Cruzeiro do Sul somente a Escola Militar Dom Pedro I está funcionando. Na zona rural, de acordo com Ruth Bernardino, as 46 escolas (sendo 6 indígenas) seguem com aulas normais.

MANCIO LIMA

Em Mâncio Lima, de acordo com o presidente do Grêmio Estudantil da Escola Antônio de Oliveira Dantas, Pablo Azevedo, a paralisação das aulas não está descartada. “A empresa vai realizar uma reunião com as serventes, dependendo do resultado, vamos decidir se paramos ou não as aulas aqui em Mâncio Lima”.

Continuar lendo

Cidades

Prefeitura de Brasiléia homenageia garis

Publicado

em

Para homenagear os garis que fazem a limpeza da cidade, a Prefeitura de Brasiléia realizou evento comemorativo em alusão a data, celebrada em 16 de maio. A atividade foi realizada Centro de Convivência do Idoso Andrelino Avelino da Silva.

Conhecidos por promover a limpeza das cidades, os garis são profissionais que merecem todo o respeito por parte da sociedade, dado a importância que a categoria representa.

São eles os responsáveis pela limpeza das ruas, coleta de lixo, manutenção e organização de toda cidade, fazendo o papel que é dever de todos.

Em Brasileia a data é comemorada há três anos, por iniciativa da prefeita Fernanda Hassem e do Secretário de Obras Carlinhos do Pelado. “Todos esses anos a frente da gestão realizamos uma confraternização para celebrar esse dia e homenagear esses grandes profissionais que cuidam da nossa cidade com tanto zelo e carinho. Todos nós de Brasileia devemos respeito a esses profissionais, faça chuva ou faça sol eles estão limpando nossas ruas, coletando resíduos, proporcionado bem estar para a nossa cidade, fazendo dela um lugar cada dia mais limpa e agradável”, destacou Fernanda Hassem.

O evento foi muito animado. A programação contou com atividades culturais e recreativas como música, brincadeiras, realização de bingo, dança e teve ainda um lanche compartilhado para todos.

Para o gari de Brasileia, Antônio Felix dos Santos, mais conhecido como Chulé, a festa foi um momento muito especial. “Muito bom saber que a prefeita Fernanda se lembra da gente. Tem pessoas que sentem vergonha em ser gari, eu não, tenho muito orgulho da minha profissão e faço com muito amor. O melhor de tudo é receber esse reconhecimento por parte da gestão e da sociedade”, finalizou.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.