Conecte-se agora

Jenilson quer discutir terceirização da saúde com servidores da área

Publicado

em

O deputado estadual Jenilson Leite , vice-presidente da ALEAC que também é médico infectologista, recebeu na sala de reunião da Assembleia Legislativa os sindicatos que representam os interesses dos trabalhadores de saúde do Estado, representantes de conselhos e profissionais diversos da área de saúde, além de representantes do Ministério Público do Acre para conversar a respeito do processo terceirização do HUERB (Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco), Hospital de Brasiléia e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) que são de responsabilidade do governo estadual. Tanto o parlamentar que é funcionário de carreira do Estado, bem como os sindicalistas são contra a terceirarão do HUERB e das UPAS.

O Governo Gladson Cameli já anunciou nos meios de comunicação que vem discutindo a ideia de repassar a gestão dessas unidades hospitalares para a terceirização, debate que iniciou no governo do petista Sebastião Viana, mas o Projeto de Lei que regulamentava o edital de chamamento de Organizações Sociais para gerir o HUERB e UPAS foi derrotado na ALEAC pela maioria dos deputados, inclusive com o voto de Jenilson, que na época, embora sendo da base de sustentação se opôs ao projeto por não acreditar na viabilidade do mesmo, uma vez que é prejudicial aos profissionais de saúde e, principalmente aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Estiveram presentes na reunião o ex-presidente e atual secretário do Conselho Regional de Medicina do Acre Dr. Virgilio Prado, o promotor de justiça Glaucio Ney Shiroma Oshiro- titular da Promotoria Especializada de Defesa de Saúde, Guilherme Pulicci do SINDMED, Jean Lunier e o enfermeiro Adailton presidente do SINTESAC, além de outros representantes como Rosa do SPAT/AC, Enfermeira Yonara do Sindicato dos Enfermeiros, Thor Dantas, professor de medicina, das médicas intensivistas Márcia e Iris e da Médica infectologista Rosana.

O ex-presidente e secretário do Conselho Regional de Medicina-Acre. Virgílio Prado. disse que a reunião com o deputado foi importante, porque os conselhos de classes e representantes sindicais puderam expor seus posicionamentos, sendo que o CRM/AC preza pelo bom desempenho médico, visa proteger a população e oferecer um excelente serviço, dessa forma a posição do órgão é contrária a terceirização. “Quando o governo propõe uma terceirização ou qualquer outro tipo de ação, ele retira da unidade as melhorias. Ou seja, em vez de trabalhar pela melhoria, o governo acaba aguardando que o processo se encerre, gerando um conflito desnecessário e, também uma queda no padrão de atendimento”.

Já o promotor de Justiça Glaucio Ney Shiroma Oshiro, salientou que a Promotoria mantém a mesma linha de pensamento que teve no projeto do governo anterior, que é sempre defender o interesse da sociedade, remuneração adequada e boas condições de trabalhos aos profissionais de saúde, caso o projeto venha ser aprovado.

Jenilson destacou que a reunião com a presença dos representantes sindicais, da Promotoria Especializada de Defesa de Saúde, dos Conselhos de Classes e outras autoridades de saúde foi muito importante, uma vez que foi possível debater essa grande celeuma entorno da terceirização do único hospital de emergência de Rio Branco, cujo assunto vem gerando preocupação aos trabalhadores e usuários da unidade hospitalar do nosso Estado. “Reunimos as autoridades em saúde para debater o assunto, porque a união e através do diálogo é possível encontrarmos uma solução para os problemas, e Casa do povo é o lugar propício”, enfatiza.

O parlamentar lembrou também que a maioria das falas dos presentes foram contra o processo de terceirização. Além disso, Leite pretende ouvir a equipe técnica do governo a respeito do projeto. “Nós não estamos aqui apenas para criticar, contudo, temos o intuito de apresentar alternativas que passe pela eficiência do serviço público, dessa forma, podemos resolver essa celeuma que é o que está acontecendo no HUERB, que é a única porta de alta complexidade em emergência do nosso Estado, na qual está a caminho de ser terceirizada, aonde podemos desenvolver uma condição como muitas que nós já vimos aí acontecer, que é a suspensão de serviços de saúde terceirizadas por falta de pagamento do Governos do Estado. Alguém já parou para imaginar a porta do Pronto Socorro fechada por falta de pagamento? ”, indaga o médico e deputado. Pretendemos sentar com o Governo Gladson e toda sua equipe, junto com os representantes da saúde para apresentar alternativas de gestão sem precisar terceirizar nosso Pronto Socorro, finaliza do deputado.

Propaganda

Acre

Estudantes fazem greve e se recusam a entrar em sala de aula

Publicado

em

Cerca de 250 alunos do turno da manhã da Escola Antônio de Oliveira Dantas, em Mâncio Lima, iniciaram uma greve na manhã desta segunda feira, 27. Estão na escola fardados, mas se recusam a entrar nas salas de aula. Eles protestam contra a falta de pagamento das serventes da unidade de ensino e pela falta da ligação, na rede de energia elétrica, dos aparelhos de ar-condicionado instalados na Escola desde o ano passado.

O presidente do Grêmio Estudantil, Pablo Azevedo, explica que as demais escolas de Mâncio Lima já contam com ar condicionados funcionando. “Os aparelhos só foram instalados, mas não foram ligados à rede de energia e não funcionam e seguimos com calor, sem concentração para o aprendizado. Anunciaram a recontratação de alguns serventes, mas o secretário de Educação afirmou que não há previsão para o pagamento dos meses atrasados”. explicou o líder estudantil.

O coordenador de Ensino da escola, Mariozan Nunes, cita que apoia o movimento dos estudantes “que querem melhores condições para sua escola”.

Não conseguimos falar com o coordenador do núcleo da secretaria Estadual de Educação de Mâncio Lima, Amarílio Saraiva.

Há duas semanas, as escolas de Cruzeiro do Sul pararam as aulas em protesto contra a falta de pagamento de serventes e por outras reivindicações. O movimento foi liderado pelo Conselho de Gestores de Escolas.


Sandra Assunção – [email protected]
Corresponde em Cruzeiro do Sul – AC
WhatsApp: 68 99999-9891

Continuar lendo

Acre

Vendedor de Churrasco e Músico são mortos a tiros, na Capital

Publicado

em

Um duplo homicídio foi registrado na capital na noite deste domingo, 26. Ronilton da Silva Queiroz, de 35 anos, e o músico Raimundo Conceição, 54 anos, foram mortos a tiros na noite, em via pública , na Travessa São Bento, no bairro Recanto dos Buritis, no segundo distrito de Rio Branco.

De acordo com informações da polícia repassadas ao ac24horas, Ronilton estava prestando serviço no churrasquinho para uma namorada, quando dois homens não identificados se aproximaram em uma motocicleta e o garupa de posse de uma arma de fogo ameaçou atirar em Ronilton, que ao perceber que iria ser baleado correu para atrás do músico Raimundo que não tem envolvimento com organização criminosa, que estava apenas comprando a janta da noite.

O criminoso efetuou vários tiros e conseguiu acertar Ronilton com 6 disparos em várias partes do corpo. Raimundo que estava no local e na hora errada foi ferido com 2 tiros. Após a ação os criminosos fugiram do local.

Duas ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas, mas ao chegar no local nada pode fazer pelas vítimas que já se encontravam mortas.

O local foi isolado pela Polícia Militar até a realização da perícia tecnita. Várias rondas foram feitas na região na tentativa de encontrar os autores do crime, mas ninguém foi preso.

Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavérico. O caso sera investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A Polícia acredita que a motivação do crime foi um acerto de conta entre facções.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.