Conecte-se agora

Governo já articula terceirização do Pronto Socorro de Rio Branco

Publicado

em

O Governo do Acre pode alterar a forma de gestão do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), o Pronto Socorro, para uma modalidade público-privada em tempo recorde. O governador Gladson Cameli está pessoalmente envolvido nas conversas com um instituto do Distrito Federal, que administra o Hospital de Base.

O exemplo de gestão, exemplificado pelo governador passou agora à boca dos gestores da Saúde do Acre, incluindo o secretário Alysson Bestene, que viajou a Brasília esta semana para visitar e conhecer a equipe que cuida do hospital público. O desejo de Cameli pode sair do papel em breve, tão logo seja apresentado e aprovado pela Assembleia Legislativa.

A ideia de Gladson é repassar a gestão para uma equipe mista, incluindo gestores do governo e gestores da instituição, que podem contratar novos trabalhadores como celetistas, fazer investimentos mais facilmente e, ainda, captar recursos que visem a melhoria e qualidade dos serviços ofertados na unidade de saúde.

A proposta do governador é tão real, que foi colocada como prioridade a reforma das enfermarias cirúrgicas do hospital central. Os serviços, financiados com um empréstimo internacional, devem iniciar já na próxima semana. Enquanto isso, os pacientes internados no setor serão transferidos para o Hospital das Clínicas ou Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Oficialmente, o secretário Alysson Bestene nega. Nesta quinta-feira, dia 14, sem gravar entrevista, o gestor estadual afirmou que são falsas as notícias de que a mudança na administração do Huerb, Hospital da Criança ou Maternidade Bárbara Heliodora, começará a ser efetivada na próxima semana. Bestene destacou, contudo, que há estudos e conversas sobre o assunto, mas nada ainda oficial.

Nos bastidores do setor, trabalhadores já se movimentam junto aos sindicatos da categoria para garantirem os direitos que têm junto à possível nova administração dos hospitais acreanos. O ex-governador Sebastião Viana já tinha interesse em repassar a administração de unidades de saúde a uma instituição externa, privada, e que conseguisse melhorar os serviços ofertados.

Propaganda

Destaque 6

Galvez só empata em casa contra Santos do Amapá

Publicado

em

Mais um resultado ruim para o futebol acreano. Depois das derrotas de Rio Branco e Atlético, o Galvez, jogando no estádio Arena da Floresta, não saiu do empate por 1 a 1 contra o Santos do Amapá, neste domingo, 26.

Logo aos 10 minutos do primeiro tempo, Daniego colocou o Imperador na frente do placar. Só que aos 30 minutos da segunda etapa, o zagueiro Thuram, de cabeça, deixou tudo igual.

Com o empate, faltando dois jogos, o Galvez chega a 4 pontos e fica a 3 de distância da zona de classificação para a próxima fase da Serie D.

Continuar lendo

Destaque 6

Sem projeto, nem data para entrega, Gladson promete viaduto, anel viário e orla em Rio Branco

Publicado

em

Durante participação no programa de rádio ‘Fale com o Governador’ esta semana, Gladson Cameli disparou uma série de obras que pretende fazer durante seu mandato no Acre, mesmo que ainda não tenha concretizado nenhum projeto físico sobre tais planos. Entre eles, está a construção de um viaduto na região da Corrente, na BR-364, em Rio Branco, um novo anel viário (este sem local definido) e uma nova orla que deve abranger as margens do Rio Acre.

Segundo o governador, tudo isso já está em planejamento com a equipe econômica do governo e da Infraestrutura para que possa apresentar às regionais do estado o que pretende fazer. “Não estou anunciando, ainda, a data, mas isso faz parte do que quero fazer, mas não tem papel, não tem nada ainda. Isso tudo é um processo que ainda vou precisar fazer”, disse Cameli.

No entanto, ele ressaltou que o processo burocrático para com estas obras não tem problema, pois rapidamente irá resolver. “Se a questão dos ramais que era pra ter sido resolvida em dois anos, eu resolvi em menos de um mês, imagine isso”.

O governador também afirmou que está planejando trazer de volta a balsa hospital para atender, permanentemente, as comunidades ribeirinhas do Acre. “A balsa, que está com a Marinha numa parceria, é nossa e ela tem que ficar aqui”, falou.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.