Conecte-se agora

Funcionários param atendimento no Itaú contra demissões

Publicado

em

Funcionários da agência central do Banco Itaú, situada na Marechal Deodoro, centro de Rio Branco, paralisaram o atendimento durante toda amanhã desta sexta-feira (15). O movimento ocorreu em função de demissões sem justa causa na empresa. Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários do Acre, já foram quatro funcionárias demitidas em menos de 30 dias nesta agência.

A última demissão ocorreu nessa quinta-feira, dia 14, e culminou numa assembleia geral realizada no final da tarde do mesmo dia, depois que as trabalhadoras demitidas procuraram o sindicato. “Ficou decidido que iríamos paralisar o funcionamento da agência central do Itaú, como fizemos hoje. Essa paralisação é contra as demissões e contra tudo que vem acontecendo contra os trabalhadores”, disse Eudo Rafael, presidente do sindicato no Estado.

De acordo com o sindicato, o banco simplesmente decidiu que não precisa mais dos serviços das ex-funcionárias e acabaram demitindo as quatro mulheres. “Uma delas, inclusive, já estava na época de aposentadoria”, garantiu Eudo.

Enquanto atividade social, o sindicato dos bancários irá paralisar algumas agências no decorrer da próxima semana para que o banco chamem as trabalhadoras para, pelo menos, conversar. Isso porque, segundo Eudo Rafael, “não está havendo diálogo algum com os funcionários com relação a essas demissões”.

Judicialmente, o sindicato está se reunindo com advogados para buscar ações na justiça que possam reparar a situação dos funcionários demitidos.

Reforma da Previdência

O sindicato aproveitou o movimento para também se manifestar contrário à reforma da previdência. “O Itaú é um dos devedores da previdência e, em contrapartida, é um dos financiadores das propagandas a favor da reforma da previdência”, afirma Rafael.

Isso ocorre, segundo o presidente, porque os fundos de capitalização da previdência se vier a acontecer de fato, irão diretamente para os bancos particulares.

Propaganda

Acre

Gladson Cameli discursa rapidamente e vai para o povão

Publicado

em

A presença do governador Gladson Cameli na manifestação de apoio à presidência de Jair Bolsonaro durou mais tempo ao lado da população presente do que no discurso em cima do carro de som.

Cameli falou rapidamente no microfone e desceu para cumprimentar os presentes. Logo comprou o famoso salgado com Coca-Cola e atendeu pedido de fotos e conversas com eleitores.

” Isso demonstra que ele é gente nossa, que é humilde e está do nosso lado” falou Antonia Medeiros, de 43 anos, participante do manifesto.

Gladson permaneceu no evento pouco mais de uma hora.

Continuar lendo

Acre

De 5 entrevistados, apenas 2 conhecem pautas de movimento

Publicado

em

A maior parte dos apoiadores do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) se concentram na praça do Palácio Rio Branco, na tarde deste domingo, 26, vestidos de verde e amarelo e munidos de cartazes com palavras de ordem a favor das medidas do atual governo.

Entretanto, nem todos os presentes conhecem as pautas que são discutidas e defendidas pelos próprios manifestantes. De cinco pessoas que a reportagem do ac24Horas entrevistou, apenas duas souberam dizer do que se trata o movimento.

Elaine Lima, de 20 anos, não soube dizer quais as principais pautas apoiadas pelos manifestantes. Da mesma forma, Ana Paula Alves, também de 19 anos. Esta disse que foi apenas para verificar pessoalmente o movimento na capital, mas que mesmo assim apoia o ato.

Ricardo Pereira, de 29 anos, trabalha como vendedor e ficou em dúvida sobre as questões debatidas no protesto de apoio ao governo Bolsonaro.

Já Luiz Neto e Maria Helena Teixeira, tinham na ponta da língua todos os assuntos colocados em pauta pelo manifesto que ocorre em todo o país. Ambos destacaram o pacote anticrime, do Ministro Sérgio Moro, reforma da previdência e a votação da medida provisória 870.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.