Conecte-se agora

Técnicos preparam encontro para consolidação da Indicação Geográfica da Farinha de CZS

Publicado

em

De 25 a 29 de março técnicos do projeto de consolidação da Indicação Geográfica da farinha de Cruzeiro do Sul estarão no Vale do Juruá para realizar novas atividades. O produto recebeu o selo IG, um atestado de origem e procedência do Governo Federal. Os técnicos destacam que entre as principais atividades para fortalecer a Indicação Geográfica da farinha de Cruzeiro do Sul está a criação de um grupo de trabalho formado por profissionais da Embrapa, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (Ifac) para assessoramento técnico e industrial no planejamento e controle interno da produção, adoção de estratégias de autocontrole da qualidade da farinha produzida, atualização das normas previstas no regulamento de Uso do selo e outras ações voltadas para a melhoria dos processos gerenciais e produtivo envolvendo a IG.

Em nota, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) lembra que a farinha de Cruzeiro do Sul é o primeiro derivado da mandioca com Indicação Geográfica (IG) no Brasil. O selo, concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), contempla produtores dos municípios de Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Valter, Rodrigues Alves e Cruzeiro do Sul, cidade que emprestou nome ao produto, por ser o principal centro distribuidor. Juntos com os agricultores, a Central de Cooperativas do Juruá (Central Juruá) buscou o apoio de diferentes instituições, para composição do dossiê documental. Por mais de uma década, pesquisas conjuntas geraram informações sobre aspectos da produção artesanal de farinha e contextos históricos do território, para subsidiar o processo.

(Com informações da Embrapa)

Propaganda

Destaque 3

SEE convoca mais professores aprovados em processo seletivo simplificado; veja a lista

Publicado

em

O Diário Oficial continua publicando convocações de aprovados no processo seletivo da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE). Nesta quinta-feira, dia 21, mais trabalhadores temporários foram chamados à contratação. Na última segunda-feira, dia 18, o Governo do Acre fez acordo para chamar mais profissionais essa semana.

Segundo a SEE, nesta quinta foram chamados professores para Educação Básica e Especial. Nas últimas três semanas, mais de 4 mil docentes foram contratados para assumir as vagas temporárias da Educação, ou seja, aquelas provenientes de afastamentos, licenças e remanejamentos de professores efetivos.

Todos os seis processos seletivos são destinados a formação de cadastro de reserva e as convocações são feitas mediante as necessidades que escolas apresentam a administração da secretaria. Dúvidas e outras informações podem ser enviadas para a consulta online do setor de Lotação pelo endereço eletrônico http:// lotacao.contato.site/2019.

-EDITAL DE CONVOCAÇÃO AQUI.

Continuar lendo

Destaque 3

TJAC inicia tratativas para contratação de jovens com Down para área administrativa

Publicado

em

Às vésperas de ser comemorado o Dia Internacional da Síndrome de Down, em 21 de março, o presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargador Francisco Djalma, iniciou tratativas para contratação de jovens com down para a área administrativa do Poder Judiciário Acreano.

O desembargador-presidente se reuniu com a representante do Centro Dom Bosco, Débora Santos, nesta terça-feira, 19, para avaliar a possibilidade e ficou acordado que, já nesta semana, será iniciado o processo de contratação. A medida faz parte das ações de inclusão social do TJAC.

“Nesse primeiro momento, a conversa foi para debater o perfil deles com as atividades a serem exercidas. O TJAC apoia a inclusão e queremos mostrar para a sociedade de que todos têm direitos iguais e podem crescer num ambiente que beneficie a todos”, disse o desembargador-presidente.

Na reunião, participaram ainda a juíza-auxiliar da Presidência, Andrea Brito, o diretor de Gestão Estratégica, Euclides Bastos, e a diretora de Gestão de Pessoas, Ana Poersch.

Ficará a cargo do Centro Dom Bosco selecionar os jovens com o perfil que se enquadre nas atividades que eles executarão.

Síndrome de Down

A síndrome de down não é doença, mas uma alteração genética causada pela presença de três cromossomos 21 em todas ou na maior parte das células de um indivíduo. Isso ocorre na hora da concepção de uma criança. Apesar de limitar algumas atividades, as pessoas com essa condição podem e devem seguir trajetórias acadêmica e profissional. (GECOM-TJAC)

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.