Conecte-se agora

Dono da rede de lojas Coimbra, com filial no Acre, é preso em operação da PF

Publicado

em

A casa do empresário Mário Gonçalves Ferreira, conhecido como Mário Português da Coimbra, que possui uma loja filial no estado do Acre, foi um dos alvos da Operação Dracma, da Polícia Federal (PF), deflagrada nesta quinta-feira, 14, em Porto Velho. A PF investiga a atuação de empresas de Rondônia na ocultação de recursos gerados pelo tráfico de drogas.

Segundo a PF, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em Porto Velho, sendo um deles na casa do empresário Mário Português. Ainda não foi divulgado que tipos de documentos ou objetos foram recolhidos no imóvel. Mário já foi ex-candidato a prefeito de Porto Velho.

À Rede Amazônica de Rondônia, o advogado do empresário, Cláudio Mendonça, informou que ainda está se inteirando dos fatos e que vai dar maiores declarações após chegar a Guajará-Mirim, onde foi montada a base da operação.

Operação

A ação está sendo feita juntamente com a Receita Federal. A PF e a Receita estimam que o esquema movimentou aproximadamente R$ 2 bilhões entre 2009 e 2016, período em que foi feito a retirada irregular de mercadorias pelas empresas investigadas.

O prejuízo aos cofres públicos, pelo não recolhimento dos tributos federais, chega a R$ 300 milhões.

São investigados os crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas oriundas do tráfico internacional de drogas e sonegação fiscal.

Foi descoberto, durante as investigações, que as empresas de grandes portes se usavam irregularmente dos benefícios tributários destinados exclusivamente no livre comércio de Guajará-Mirim, cidade a cerca de 300 quilômetros de Porto Velho.

Para as empresas de grande porte, a vantagem do esquema criminoso era a apresentação ao fisco de lucro formal, além do valor efetivamente conquistado e o consequente pagamento de tributos “a menor”.

Segundo a PF, os intermediários do grupo criminoso recebiam entre 1% e 5% dos valores recepcionados e encaminhados à Bolívia. Isto era feito a título de remuneração.

Com informações do G1 Rondônia.

Propaganda

Cidades

Secretário diz que não há data para pagar terceirizados das escolas estaduais

Publicado

em

Em visita às escolas de Cruzeiro do Sul, depois da greve da educação na cidade, o secretário Estadual de Educação, Mauro Sérgio Ferreira da Cruz, disse que ainda não há previsão para o pagamento de mais de 530 trabalhadores terceirizados, ligados a Coopserg, que prestam serviço em todos os municípios acreanos. A dívida passa de R$ 1,4 milhão e é referente aos meses de março, abril e parte de maio. Desse total, 148 terceirizados são de Cruzeiro do Sul.

A grande maioria dos servidores, que pertenciam a Coopserg, foi recontratada pelas empresas Monteiro Soares e a Tec News, que atuam por meio de Dispensa Emergencial, e que estão garantindo o trabalho de serventes e merendeiras normalmente nas unidades de ensino.

“A Coopserg ganhava as licitações com menor preço por ser cooperativa, mas agia como empresa. Detinha esse monopólio de Assis Brasil à Mâncio Lima, mas não prestava um serviço de qualidade”, afirma o gestor.

Mauro Sérgio da Cruz afirma ainda que há recurso para pagar os trabalhadores, mas que os pagamentos não são efetuados porque a cooperativa não fornece os dados dos terceirizados. “Desde que assumimos, os órgãos fiscalizadores como Ministério Público e Ministério Público do Trabalho bem como a Procuradoria do Estado nos orientaram à pagar os terceirizados diretamente, sem passar pela cooperativa, que passou a não fornecer mais os dados para pagamento, gerando todo esse problema, que aqui em Cruzeiro do Sul, culminou com a greve”, diz.

Outra pauta no Juruá foi a reforma das escolas. Mauro Sérgio da Cruz, afirma que o atualmente o governo realiza reforma em 150 unidades de ensino. Algumas delas, estão sendo feitas a reforma da reforma, já que o trabalho realizado na gestão passada foi mal feito, como é o caso da escola Flodoardo Cabral em Cruzeiro do Sul. O investimento é de R$ 5 milhões para reformar escolas e “refazer reformas”.


Sandra Assunção – sandraassuncao42@gmail.com
Corresponde em Cruzeiro do Sul – AC
WhatsApp (68) 99999-9891

Continuar lendo

Cidades

Prefeitura retoma atividades do Forró do Mirante em Brasiléia

Publicado

em

Com alegria, música e muita dança a prefeita Fernanda Hassem acompanhada do secretário de Cultura, Raimundo Lacerda, participou da retomada das atividades do Forró do Mirante, na terça-feira, 21, na Praça Rafael Mendes.

O objetivo do Forró do Mirante é fortalecer a identidade cultural e oportunizar entretenimento e integração entre as pessoas, e assim melhorar a qualidade vida dos cidadãos.

O secretário de Cultura, Raimundo Lacerda, comentou a importância da retomada das atividades do Forró do Mirante. “Brasileia é uma cidade em que seu povo vive em festa, já está no hino do município. A prefeita Fernanda Hassem desde o início da gestão nos convidou para realizar esse evento para a comunidade, ocupando os espaços com cultura, poesia, danças, teatro e muita alegria”.

A prefeita Fernanda Hassem destaca a alegria de mais essa atração para a cultura municipal.

“Com a chegada do verão nós retomamos as atividades aqui no Mirante, realizando o nosso forró, trazendo alegria. Vendo o público participar, ouvindo os depoimentos dos idosos é motivo de muita alegria e satisfação. Enquanto gestora poder oportunizar esses momentos aqui na praça, atendimentos médicos no Centro do Idoso, com acompanhamento de nutricionista além do lazer é algo que nos deixa muito feliz”.

O Forró no Mirante é uma realização da Prefeitura de Brasiléia por meio da Secretaria de Cultura, e já está na sua segunda edição. O projeto teve início em 2017, desde então todas as terças-feiras reúne a comunidade para se divertirem, conversarem, curtir uma boa música e dançar forró.

Participaram também da retomada das atividades do Forró do Mirante os vereadores Edu Queiroz, Jurandir Queiroz e Marquinhos Tiburcio, além de secretários e equipe municipal.

Eldson Júnior – SECOM/PMB

 

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.