Conecte-se agora

Cemaden tira Acre do mapa de risco, mas alerta para elevação do Rio Madeira

Publicado

em

Após longa temporada em alerta de risco para ocorrência de eventos naturais, o Acre saiu do mapa de fenômenos perigosos nesta quinta-feira (14). O mapa é produzido pelo Centro Nacional de Monitoramento e Prevenção de Desastres Naturais (Cemaden). Os alertas até então eram de ´risco baixo´.

Mas, de acordo com o Cemaden, ainda há previsão de chuva nas bacias dos Rios Madeira, Solimões, Juruá e Purus, os quais se encontram em elevação gradual, incluindo o Rio Madeira em Porto Velho. “Destaca-se baixo o risco de ocorrência de processos hidrológicos na bacia”, diz o Cemaden.

O município de Marechal Thaumaturgo está sob emergência para ocorrência de desabamentos de casas por conta do solo encharcada pelo chuvaréu. Outras áreas brasileiras estão sob risco.

 

Propaganda

Cidades

Mães com filhas doentes por tomarem vacina do HPV protestam na Câmara

Publicado

em

O grupo de mães que vem chamando atenção das autoridades por protestarem contra a vacina do HPV, veio a Câmara a convite da vereadora Lene Petecão (PSD).

Segundo Lene, é necessário dar atenção e ouvir as mães que sofrem amargamente com suas filhas que sofrem com os efeitos colaterais do HPV. “Todos os dias, não só no Acre, mas em várias cidades do Brasil, meninas estão sofrendo as sequências de uma realidade que as autoridades não dão a menor atenção”, disse.

O HPV, responsável pelo câncer no útero, tem causado muitas mortes de mulheres no Brasil. Porém, a reação à vacina tem trazido dor e sofrimento às meninas de até 14 anos causando epilepsia, transtornos físicos, mentais e outras mazelas.

O líder do Executivo e presidente da Comissão de Saúde e Assistência Social da Câmara, vereador Rodrigo Forneck (PT) disse que, apesar de ser uma questão de responsabilidade do Estado, a Secretaria de Saúde do município está acompanhando a situação. Afirmou que a Comissão de Saúde do Legislativo está pronta para apoiar essas famílias.

Continuar lendo

Cidades

Educadores de Tarauacá rejeitam mais uma proposta e continuam em greve

Publicado

em

Nesta segunda semana de greve dos servidores da educação do município de Tarauacá, mais uma proposta oferecida pela prefeitura municipal foi rejeitada, dando continuidade à greve.

As aulas continuam paradas depois que professores e funcionários das escolas da rede pública de Tarauacá decidiram, após nova assembleia geral na manhã de ontem, 20, rejeitar a nova contraproposta enviada pela Secretaria Municipal de Educação.

A proposta foi de um aumento de R$ 100,00 para professores e R$ 50,00 para funcionários do quadro administrativo das escolas. Após avaliação, a categoria não aceitou e deu continuidade à paralisação dos serviços.

A greve na rede municipal de educação do município, que começou no dia 11 de março, já se estende pela segunda semana.

Com informações Blog do Accioly 

 

 

 

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.