Conecte-se agora

Vídeo mostra assassino atirando em funcionários e alunos de escola em Suzano

Publicado

em

Uma câmera de segurança registrou o momento em que Guilherme Taucci Monteiro entra na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, e atira em quem estava logo após a porta de entrada. O vídeo acima mostra o momento em que Monteiro entra na escola, saca a arma e aponta para as vítimas. O ataque deixou no total dez mortos, incluindo os dois assassinos.

O vídeo foi obtido pelo SP2 e, em respeito às vítimas, o conteúdo completo não será exibido.

Ele entra pela porta, caminha pela sala, deixa um caderno e a arma está na cintura. Ele tira a arma e atira contra alunos e funcionários. Depois, um segundo assassino, Luiz Henrique de Castro, entrou e atacou as pessoas já caídas.

Dez pessoas morreram nos ataques:

1. Caio Oliveira, 15 anos, estudante.

2.Claiton Antonio Ribeiro, 17 anos, estudante.

3.Douglas Murilo Celestino, 16 anos, estudante

4.Kaio Lucas da Costa Limeira, 15 anos, estudante.

5.Samuel Melquiades Silva Oliveira, 16 anos, estudante.

6.Eliana Regina de Oliveira Xavier, 38 anos, funcionária.

7.Marilena Ferreira Vieira Umezo, 59 anos, coordenadora pedagógica.

8.Guilherme Taucci Monteiro – 17 anos, assassino.

9.Luiz Henrique de Castro – 25 anos, assassino.

10.Jorge Antonio de Moraes, 51 anos, tio de Guilherme.

Um assassino matou o outro, diz polícia

FOTO: G1

Um dos assassinos matou o comparsa e depois se matou, segundo informações da polícia. A investigação aponta que Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, matou Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, e depois se suicidou.

Segundo a polícia, os dois tinham um pacto de que fariam o ataque e depois se matariam. E que andavam pesquisando na internet massacres em escolas dos Estados Unidos.

Os dois assassinos eram ex-alunos da Escola Estadual Raul Brasil, alvo do ataque, disse o secretário de Segurança Pública de São Paulo, João Camilo Pires de Campos. De acordo com ele, os cinco alunos assassinados tinham entre 15 e 17 anos de idade. Também foram mortos duas funcionárias do colégio e o proprietário de uma loja próximo ao local.

Segundo o secretário, ainda não se sabe a motivação do crime. “É a grande busca: qual foi a motivação dos antigos alunos”, disse Foram feitas buscas na casa dos assassinos, e a polícia recolheu pertences dos dois.

Monteiro deixou a escola no ano passado após “problemas” – o secretário não foi claro se ele foi expulso ou se saiu por conta própria.

Propaganda

Cidades

Mães com filhas doentes por tomarem vacina do HPV protestam na Câmara

Publicado

em

O grupo de mães que vem chamando atenção das autoridades por protestarem contra a vacina do HPV, veio a Câmara a convite da vereadora Lene Petecão (PSD).

Segundo Lene, é necessário dar atenção e ouvir as mães que sofrem amargamente com suas filhas que sofrem com os efeitos colaterais do HPV. “Todos os dias, não só no Acre, mas em várias cidades do Brasil, meninas estão sofrendo as sequências de uma realidade que as autoridades não dão a menor atenção”, disse.

O HPV, responsável pelo câncer no útero, tem causado muitas mortes de mulheres no Brasil. Porém, a reação à vacina tem trazido dor e sofrimento às meninas de até 14 anos causando epilepsia, transtornos físicos, mentais e outras mazelas.

O líder do Executivo e presidente da Comissão de Saúde e Assistência Social da Câmara, vereador Rodrigo Forneck (PT) disse que, apesar de ser uma questão de responsabilidade do Estado, a Secretaria de Saúde do município está acompanhando a situação. Afirmou que a Comissão de Saúde do Legislativo está pronta para apoiar essas famílias.

Continuar lendo

Cidades

Educadores de Tarauacá rejeitam mais uma proposta e continuam em greve

Publicado

em

Nesta segunda semana de greve dos servidores da educação do município de Tarauacá, mais uma proposta oferecida pela prefeitura municipal foi rejeitada, dando continuidade à greve.

As aulas continuam paradas depois que professores e funcionários das escolas da rede pública de Tarauacá decidiram, após nova assembleia geral na manhã de ontem, 20, rejeitar a nova contraproposta enviada pela Secretaria Municipal de Educação.

A proposta foi de um aumento de R$ 100,00 para professores e R$ 50,00 para funcionários do quadro administrativo das escolas. Após avaliação, a categoria não aceitou e deu continuidade à paralisação dos serviços.

A greve na rede municipal de educação do município, que começou no dia 11 de março, já se estende pela segunda semana.

Com informações Blog do Accioly 

 

 

 

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.