Conecte-se agora

Adolescentes atiram dentro de escola e matam 8 pessoas em Suzano, diz polícia

Publicado

em

Dois adolescentes encapuzados mataram a tiros seis pessoas dentro da Escola Estadual Raul Brasil, de Suzano (SP), e cometeram suicídio em seguida, segundo a polícia. Cinco das vítimas eram estudantes, outra era funcionário da escola. O ataque ocorreu por volta das 9h30 desta quarta-feira (13).

Dentro da escola, a polícia encontrou um arco e flecha e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov. Há ainda uma mala com fios, e o esquadrão antibombas foi chamado.

Ainda não há informação sobre feridos no ataque. A instituição foi isolada pela polícia e há muitos alunos e funcionários chorando ao redor.

A capitão Cibele, da comunicação da PM, disse que pouco antes dos disparos na escola, a polícia foi chamada para outra ocorrência com arma de fogo, perto dali. “Mas ainda não podemos precisar se os casos estão relacionados. Policiais estavam indo para esse primeiro chamado e ouviram gritos das crianças. Foram então até a escola, onde os dois criminosos acabaram se matando”, disse ela.

O Corpo de Bombeiros e equipes do Samu estão no local. Bombeiros de Mogi das Cruzes também foram chamados, às 9h50, para apoiar o atendimento. O helicóptero Águia, da PM, sobrevoa a escola. Toda a polícia de Suzano está mobilizada no caso.

Segundo o Censo Escolar de 2017, a instituição possui 358 alunos da segunda etapa do fundamental (6º ao 9º ano) e 693 estudantes do ensino médio.

O governador João Doria está em um helicóptero a caminho de lá, junto com o Secretário Estadual de educação, o secretário de Segurança e o coronel Salles. Todos vão falar com a imprensa no local.

Propaganda

Cotidiano

Criança de três anos abandonada pela mãe reencontra o pai haitiano em Brasileia

Publicado

em

Um menino de apenas três anos de idade, de nacionalidade franco-guianês, que havia sido abandonada pela mãe em abril deste ano no município de Brasileia, reencontrou o pai no último sábado, 13, depois de um trabalho intenso da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM).

Segundo o governo do Acre, a mãe do garoto estava com a saúde mental debilitada e partiu para o Equador deixando o filho para trás. A Polícia Militar do Estado do Acre e do Conselho Tutelar de Brasileia comunicaram a situação à diretoria de Direitos Humanos.

A criança recebeu o apoio e várias frentes governamentais passaram a procurar pela família do garoto. No último final de semana, a pasta conseguiu entregar a criança ao pai, o serralheiro Lebrun Ednord, de 33 anos, haitiano, que atualmente mora na Guiana Francesa.

“Um trabalho minucioso, com muita habilidade dos conselheiros e dos policiais militares permitiu que obtivéssemos o número de telefone de Ednord, fornecido pela própria mãe, antes de partir sozinha para o Equador”, explica Claire Cameli, secretária da SEASDHM.

Claire explica que desde que o estado foi acionado, técnicos da pasta procuraram a todo o tempo entender o ocorrido e auxiliar na resolução do problema, classificado como uma situação de assistência humanitária. Para voltar para sua terra natal, o Haiti, o pai do menino precisou registrar a criança em nome de outro homem.

Continuar lendo

Cotidiano

Profissionais do Hospital de Amor começam treinamento para atendimento ao público

Publicado

em

Está previsto para o próximo mês de agosto o início dos atendimentos do Hospital de Amor, Instituto de Prevenção ao Câncer do Hospital de Barretos, em Rio Branco.

Finalizada a fase de contratação, os 24 servidores distribuídos nas funções de auxiliar administrativo, técnico em radiologia, técnico de enfermagem, ouvidoria, hotelaria e controladores de acesso, iniciaram nesta segunda-feira, 15, a fase de treinamento.

Até o final do mês, a capacitação acontece na própria capital acreana. No início de agosto, parte dos servidores viaja para Barretos, interior de São Paulo, onde fica a matriz do hospital, que se tornou referência no país no atendimento aos portadores de câncer.

“Essa é a última etapa antes de começarmos a atender a população. É um momento importante porque é uma unidade de saúde que tem uma filosofia única, com atendimento diferenciado. Não é à toa, que somos o Hospital de Amor”, afirma João Paulo Silva, gestor do hospital no Acre.

O Hospital de Amor vai implantar o “Programa de Rastreamento do Câncer de Colo de Útero e Mama”, que será executado por meio de uma unidade fixa e duas carretas que vão percorrer todos os municípios, realizando exames de mamografia e Papanicolau (PCCU) em todas as mulheres que se enquadrarem nos critérios de inclusão (que tenham de 40 a 69 anos para a prevenção do câncer de mama e 25 a 64 anos no caso do câncer de colo de útero).

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.