Conecte-se agora

Por mais capricho e menos buracos

Publicado

em

Já havia decidido que este artigo seria sobre a buraqueira que se formou nas ruas da cidade quando a prefeita Socorro Neri parece que leu meus pensamentos e pôs a equipe da Emurb para uma nova rodada de consertos. Desde que ela assumiu a administração, temos que concordar que melhorou muito a qualidade da massa asfáltica que afoga as crateras abertas nas principais ruas.

A questão que fica é: porque os buracos surgem com tanta facilidade? Mal se acaba um conserto outras valas aparecem ao lado e adiante. Para responder isso é necessário entender que não se pavimenta para construir buracos. Eles são consequências de trabalhos mal feitos.

Temos visto que em serviços recentes de alargamentos, como os das avenidas Getúlio Vargas, Brasil, próximo à Oca, e na estrada da Floresta, nem precisou acabarem as obras para que a buraqueira despontasse. Isso tem sido a regra, desde a Antônio da Rocha Viana, estradas do Calafate, do Quinari, do Aeroporto, Jarbas Passarinho, Via Verde e tantas outras artérias importantes da cidade.

Pavimento é um investimento caro. Num “chute” rápido, 100 metros de uma rua simples não saem por menos de R$250 mil em nossa região. A qualidade independe desse preço e é pressuposto de qualquer contrato. Quem ganha uma licitação, promete cumprir projetos, especificações técnicas e normas de engenharia.

Mas não são somente as obras de pavimentação que afundam sozinhas e dissolvem com a primeira chuva. As redes de água, esgoto e drenagem que vêm sendo implantadas recentemente têm contribuído muito para a formação de sulcos profundos ao longo de vias importantes, como na rua Alvorada e outras na região do Bosque, por exemplo. Ao fechar as valas, após instalar os novos tubos, não é realizada a compactação correta e, certamente, não é usado solo adequado para o serviço de recomposição dos pavimentos.

Em suma, falta capricho. Falta controle de qualidade. As empresas que estão realizando e os profissionais que estão fiscalizando esses serviços não demonstram o menor compromisso com os recursos públicos.

A imagem pública da prefeita é de uma pessoa perfeccionista e organizada. Formou uma boa equipe e se prepara para seu primeiro verão onde, de fato, terá a oportunidade de fazer diferença na recuperação da cidade. Já prometeu que acabará com os pontos de inundação que ocorrem pela falta de capacidade e de manutenção dos bueiros e igarapés. Uma tarefa difícil, mas necessária e não impossível.

Só em Rio Branco há 4 faculdades formando anualmente uma centena de engenheiros para auxiliá-la nesse desafio. Também é uma oportunidade de ouro para estágios e trabalhos de curso que ajudem a preparar novos profissionais comprometidos com a solução dos problemas da nossa urbanização.

Sobre a péssima qualidade das obras que vive a recuperar, a equipe da prefeitura pode alegar que foram todas realizadas por órgãos do governo estadual. Uma consequência dos anos que a prefeitura de Rio Branco foi um apêndice de secretaria de estado e a cidade servia de vitrine das obras cosméticas de propaganda, muitas das quais, a exemplo das Ruas do Povo e as dos loteamentos habitacionais, derreteram como Sonrisal.

A questão urgente é comprometer todos os parceiros com a qualidade e durabilidade das novas obras públicas e ser implacável com os porcalhões. Criar alternativas de racionalização, ao custo da cidade se tornar eterna refém das mazelas herdadas.


 

Roberto Feres escreve às terças-feiras no ac24Horas.

Propaganda

Acre 01

Após onda de arrastões, Major Rocha e Duarte participam de operação policial em Rio Branco

Publicado

em

Um comboio com mais de 15 veículos policiais saiu da frente do Comando Geral da Polícia Militar em direção à pontos estratégicos da cidade, onde foram deflagradas diversas operações na noite desta quinta-feira, 21. A movimentação foi acompanhada de perto pelo vice governador Wherles Rocha e também pelo deputado estadual Roberto Duarte Júnior.

Essas ações fazem parte de todo um planejamento estratégico da nova gestão da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), que visa prevenir e combater crimes contra a vida e o patrimônio. Elas acontecem a mais de 80 dias ininterruptos tanto na capital como também no interior, contudo, com as notificações de arrastões e assaltos em bairros da capital, foi necessária a reformulação de estratégias, garantindo um reforço do policiamento em locais onde há maior índices de criminalidade.

Foram realizadas abordagens nos bairros João Eduardo, Rui Lino, Bairro da Paz, Calafate, regiões onde há fluxo de estudantes próximo à universidades e também em regiões do segundo distrito.

Para o vice governador, os indicadores mostram uma redução de crimes, mas é preciso continuar trabalhando. “Nos estamos intensificando as operações não só na capital, mas também no interior mesmo percebendo uma redução nos índices que medem a violência no estado. Acredito que esses resultados são fruto de um trabalho conjunto das nossas forças de segurança, mas precisa melhorar e por isso estamos reforçando as ações e acompanhando a movimentação para garantir que estamos no caminho certo”, disse Wherles Rocha.

O Comandante Geral da Polícia Militar, Mario César dos Santos, também acompanhou as operações nos bairros junto com a tropa e destacou o reforço da segurança com policiais de serviço e a paisana. “Está semana começamos com reforço de policiais em pontos estratégicos para inibir crimes que vem acontecendo em torno de universidades e nos transportes coletivos. Estão sendo realizadas abordagens, revistas e averiguações no sentido de promover a segurança e combater esses arrastões que estamos notificando nos últimos dias”, afirmou o comandante.

O Secretário de Segurança, Paulo Cezar, frisou a reunião com as empresas de Transporte público em que foram colocadas a mesa estratégias para prevenir crimes dentro de coletivos. Algumas das estratégias já estão sendo colocadas em práticas com as abordagens a transportes públicos e as demais firmadas numa parceria público-privadas devem começar a funcionar nos próximos dias.

“A reunião foi produtiva, nos já iniciamos com o reforço de policiais em locais estratégicos e abordagens à coletivos e as demais estratégias vamos afinando nos próximos dias. Nosso objetivo é coibir crimes e promover à população uma maior segurança. Caso seja abordado na rua por um policial, o conselho é para o veículo, ascender a luz interna e colaborar no que a autoridade policial precisar, este é um momento que todos podem ajudar”, finalizou o secretário.

 

Continuar lendo

Destaque 2

Galvez vence nos pênaltis e é campeão do primeiro turno

Publicado

em

Em um jogo extremamente disputado como são quase todas as decisões, Atlético Acreano e Galvez entraram em campo na noite desta quinta-feira, 21, em busca do título do primeiro turno do Campeonato Acreano 2019.

Logo aos 9 minutos de jogo, Jô aproveitou a sobra da bola dentro do área e abriu o placar para o Galvez. E assim foi a primeira etapa, com muita disposição e pouca inspiração dos ataques.

Na volta dos vestiários parecia que o Imperador iria ter vida fácil, já que Marquinhos foi expulso aos 28 minutos. Só que mesmo com um jogador a menos, dois minutos depois, o Atlético mostrou a força de seu elenco e de sua camisa ao buscar o empate com um belo gol de Careca.

Final de jogo em 1 a 1 e decisão na cobrança de pênaltis.

No momento decisivo apareceu a experiência do goleiro Máximo, que defendeu o pênalti cobrado dor Careca que tinha feito o gol de empate, e a precisão dos jogadores do Galvez que acertaram todas as penalidades.

Festa do time comandado pelo treinador Zé Marco e da torcida do Imperador.

Com o título do primeiro turno, o Galvez se garante na decisão do Acreano 2019.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.