Conecte-se agora

Ícone da esquerda e do ateísmo no Acre é preso novamente

Publicado

em

Desobediência, resistência, direção perigosa e recusa de dados. Esses foram os motivos que levaram Felipe Gomes Zanon, de 37 anos, a ser preso novamente. O fato aconteceu na tarde desse sábado, 9, depois que ele furou o bloqueio de uma blitz e desobedeceu às ordens de parada dos policiais que participavam da Operação Cavalo de aço, montada na Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco.

Depois de tentar fugir dos agentes policiais, Felipe foi detido por volta das 16h30, na rua Severina Maria de Souza e Silva, situada no bairro Jardim Manoel Julião, ao lado de uma escola de idiomas.

Zanon conduzia uma motocicleta usando sandália de dedo sem as presilhas do calcanhar, previstas em lei, motivo que fez um dos policiais a dar ordem de parada no bloqueio, para que Zanon fosse devidamente abordado.

Segundo os policiais, mesmo através de apitos e gestos do CB Luiz Braga, o acusado desobedeceu à ordem policial e tentou se evadir do local. “Ele transitou pela ciclovia e quase atropelou o agente de trânsito Bruno Elias, que participava da operação. Para não ser atingido pela moto do acusado, pulou para cima da calçada”, disse um policial duramente o registro do Boletim de Ocorrências, já na delegacia.

De acordo com o B.O, mesmo com várias ordens de parada, Zanon continuou em fuga, quase colidindo com outros veículos que transitavam na avenida, colocando em risco a segurança viária. “A policia só conseguiu parar Felipe na rua Severina Maria de Souza e Silva, onde foi convidado a retornar ao local de bloqueio e ele se recusou novamente, tentando fugir novamente, desta vez a pé, por um terreno baldio e neste momento lhe foi dada voz de prisão por desobediência”, relatou um policial que atuou na operação.

Propaganda

Acre

Gladson Cameli discursa rapidamente e vai para o povão

Publicado

em

A presença do governador Gladson Cameli na manifestação de apoio à presidência de Jair Bolsonaro durou mais tempo ao lado da população presente do que no discurso em cima do carro de som.

Cameli falou rapidamente no microfone e desceu para cumprimentar os presentes. Logo comprou o famoso salgado com Coca-Cola e atendeu pedido de fotos e conversas com eleitores.

” Isso demonstra que ele é gente nossa, que é humilde e está do nosso lado” falou Antonia Medeiros, de 43 anos, participante do manifesto.

Gladson permaneceu no evento pouco mais de uma hora.

Continuar lendo

Acre

De 5 entrevistados, apenas 2 conhecem pautas de movimento

Publicado

em

A maior parte dos apoiadores do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) se concentram na praça do Palácio Rio Branco, na tarde deste domingo, 26, vestidos de verde e amarelo e munidos de cartazes com palavras de ordem a favor das medidas do atual governo.

Entretanto, nem todos os presentes conhecem as pautas que são discutidas e defendidas pelos próprios manifestantes. De cinco pessoas que a reportagem do ac24Horas entrevistou, apenas duas souberam dizer do que se trata o movimento.

Elaine Lima, de 20 anos, não soube dizer quais as principais pautas apoiadas pelos manifestantes. Da mesma forma, Ana Paula Alves, também de 19 anos. Esta disse que foi apenas para verificar pessoalmente o movimento na capital, mas que mesmo assim apoia o ato.

Ricardo Pereira, de 29 anos, trabalha como vendedor e ficou em dúvida sobre as questões debatidas no protesto de apoio ao governo Bolsonaro.

Já Luiz Neto e Maria Helena Teixeira, tinham na ponta da língua todos os assuntos colocados em pauta pelo manifesto que ocorre em todo o país. Ambos destacaram o pacote anticrime, do Ministro Sérgio Moro, reforma da previdência e a votação da medida provisória 870.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.