Conecte-se agora

Bestene, Mara, Minoru , Marfisa e Socorro Neri disputam a prefeitura em 2019

Publicado

em

A corrida para a sucessão da prefeita Socorro Neri (PSB) já começou. Além da própria prefeita, que deverá ser candidata à reeleição, o MDB, PSDB, PSD, PDT e PP estão decididos a lançar candidatos na capital. As eleições municipais do ano que vem vão servir de base para os partidos disputarem o pleito de 2022, quando vai estar em jogo o mandato do governador Gladson Cameli (Progressistas), da senadora Mailza Gomes (Progressistas), dos oito deputados federais e dos 24 estaduais. Parece longe, mas não é.

SITUAÇÃO DO MDB

O MDB vem articulando o nome do ex-reitor da Ufac, Minoru Kimpara, para estruturar sua chapa majoritária. Também procura nomes com densidade eleitoral na tentativa de eleger o maior número de vereadores. O MDB formou uma comissão de lideranças do partido para convidar prováveis novos filiados.

SITUAÇÃO DO PSDB

A princípio os tucanos trabalhavam a possibilidade de Minoru Kimpara se filiar o partido e disputar a eleição de prefeito. O MDB saiu na frente. Nesse caso, o PSDB tem um seu plano B: será lançar a deputada federal Mara Rocha, a mais votada da eleição, para disputar a prefeitura.

SITUAÇÃO DO PSD 

O senador Sérgio Petecão (PSD) vai lançar sua mulher, a ex- deputada federal Marfisa Petecão. Segundo um dos dirigentes do partido, essa questão está pacificada dentro da sigla. Não interessa ao PSD fazer coligações proporcionais, já que todos os partidos caminham na mesma direção para sobreviverem.

SITUAÇÃO DO PDT 

O presidente do PDT, deputado Luís Tchê, declarou que o partido terá candidato a prefeito na capital e em vários municípios do interior. Para ele, com o fim das coligações proporcionais todos os partidos vão ter que buscar espaços para poder sobreviver politicamente. As formações das chapas no interior estão bem adiantadas.

SITUAÇÃO DO PROGRESSISTAS 

A novidade no processo é a entrada do deputado José Bestene no páreo para disputar a prefeitura de Rio Branco. Uma fonte próxima a ele disse que o partido do governador Gladson Cameli terá candidato a prefeito sim e será Bestene. Disse mais: será apoiado pelo governador.

SITUAÇÃO DO PSB/PC DO B/PT

A prefeita Socorro Neri não comenta sobre eleição para não antecipar o processo e trazer prejuízos a sua gestão. Porém, ela está no cargo e é natural disputar a reeleição. O PT e o PC do B aceitam não lançar candidatos e apoiá-la no processo. Dirigentes dos dois partidos aliados já declararam esse posicionamento.

SITUAÇÃO DO PARTIDOS NANICOS

Os partidos nanicos que não tiverem candidato a prefeito poderão coligar, compor ou apoiar os que lançarem candidatos majoritários. A lei não permite mais que se realizem coligações proporcionais como vinha acontecendo a cada eleição. Com isso, a tendência é que os partidos grandes elejam mais parlamentares e os nanicos comecem a desparecer do mapa.

Propaganda

Cotidiano

Mais de 15,3 mil estudantes fazem o Encceja hoje no Acre

Publicado

em

Hoje tem prova do  Exame Nacional de Certificação de Competência de Jovens e Adultos (Encceja) em quatro cidades do Acre. Mais de 15,3 mil pessoas se inscreveram e devem realizar o exame em Rio Branco, Feijó, Cruzeiro do  Sul,  e Brasileia. Locais e horários estão indicados no cartão do candidato.

Criado em 2002 para aferir competências, habilidades e saberes de jovens e adultos que não concluíram o ensino fundamental ou o ensino médio na idade adequada, o Encceja é aplicado pelo Inep, mas a emissão dos documentos certificadores (certificado e declaração de proficiência) é responsabilidade das secretarias estaduais de educação e dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia, que firmaram Termo de Adesão ao Encceja. Para tentar a certificação de conclusão do ensino fundamental, é necessário ter 15 anos completos até a data de aplicação do exame e, para o ensino médio, 18 anos.

 

 

 

 

Continuar lendo

Destaque 5

Incêndios ambientais na área urbana de Rio Branco aumentaram 167% em agosto deste ano

Publicado

em

No Acre, os números que contabilizam a incidência de queimadas na zona rural e urbana continuam alarmantes. Até às 6 horas desse sábado, 24, o Corpo de Bombeiros já havia registrado 2.149 incêndios ambientais urbanos na capital, Rio Branco.  Em todo o estado, foram verificados até sexta-feira, dia 23, ao menos 2.545 focos de calor. Este último trata-se de incêndios em grandes áreas rurais ocorridos no período de estiagem. A situação pode ser constada por meio das imagens registradas pelo fotojornalista Sérgio Vale.

Há poucos dias, a população de Rio Branco vê uma densa cortina de fumaça pairar sobre a cidade. E ela continua presente, afetando vias respiratórias, os olhos e até a rotina das famílias. “Agora estamos mantendo a casa fechada por mais tempo para evitar que a fumaça entre muito nos cômodos”, diz a vendedora Raquel Pereira, de 27 anos, mães de duas crianças – de 2 e 6 anos, moradora do bairro Alto Alegre.

Segundo o Major dos Bombeiros no Acre, Cláudio Falcão, neste último mês de agosto, em Rio Branco, houve um aumento de 167%¨nos incêndios urbanos ambientais. Em 24 horas, a corporação recebeu 88 chamados para atendimento  de incêndios na capital acreana, entre 6 horas de sexta-feira, 23, e 6 horas de sábado (24).

O Acre figura na 8ª posição entre estados da Amazônia legal que mais tem queimado florestas e Rio Branco é a 5ª cidade com mais focos de queimadas acumuladas neste mês de agosto, ficando atrás de Manoel Urbano, Sena Madureira, Tarauacá e Feijó.

Apoio das Forças Armadas – O governo decretou recentemente estado de emergência devido ao período de estiagem no estado e ao grande número de queimadas. Com isso, foi possível pedir apoio das Forças Armadas no combate aos incêndios no Acre, que deve começar a ocorrer a partir desta semana.

Contrapartida  – Segundo Major Falcão, a corporação tem combatido diariamente os incêndios e instruindo a população. “Estamos atuando em diversos lugares da cidade 24 horas por dia”, afirma.  As guarnições têm sido reforçadas neste período. “Nosso poder operacional está totalmente empenhado nessa situação”, declara.

Além dos trabalhos voltados ao combate de queimadas, as equipes continuam atendendo situações diversas. “Mas continuamos nossas missões, fazendo o combate direto e efetivo para minimizar os danos no meio ambiente, na saúde humana e nos animais também”, garante o Major.

Para dar conta da demanda, o Corpo de Bombeiros suspendeu as férias e folgas de todo o efetivo do estado, tendo em vista a situação crítica de incêndios ambientais.

 

 

 

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.