Conecte-se agora

Vereadores Clésio Moreira e Célio Gadelha serão expulsos do PSDB

Publicado

em

IMAGEM DA INTERNET

A Comissão de Ética do PSDB caminha para finalizar os processos de expulsões dos vereadores Célio Gadelha (PSDB) e Clésio Moreira (PSDB). A principal acusação que norteia a decisão é que ambos praticaram atos de infidelidade partidária. O vice-governador Major Rocha disse ontem à coluna que a expulsão dos dois vereadores é irreversível. “Na campanha não trabalharam para nenhum candidato do partido e tampouco pela candidatura do Gladson Cameli ao governo”, explicou. Segundo Rocha, os vereadores Clésio e Célio se optarem em sair sem problemas, a executiva do PSDB dará a ambos uma carta de liberação. Caso contrário, eles serão expulsos. E se buscarem outros meios para querer permanecer no partido, será negada a legenda para que possam disputar as suas reeleições pelos tucanos. “Não há como conviver no partido com vereadores que não seguiram a linha partidária, no PSDB eles não ficam, isso está decidido. É bom que procurem outros partidos para disputarem as reeleições”, garante Rocha.

É BOM CAIR FORA

Quando começa uma briga deste tamanho é bom cair fora e buscar novo abrigo político.

PECHA QUE NÃO CABE

O deputado Neném Almeida (SD) pode até ter sido beneficiado em governos do PT, mas em relação ao seu mandato parlamentar, este foi conquistado na aliança que apoiou Gladson Cameli ao governo. Por isso, não lhe cabe a pecha de ter traído a coligação puxada pelo PT.

PONTO POSITIVO

Voltando ao deputado Neném (SD), ele tem um ponto positivo na política: ter lado. Mesmo com a limitação de um novato, não deixa um ataque ao governo Gladson sem a resposta. Integra a tropa de choque do poder, com o deputado Gherlén Diniz (PROGRESSISITAS).

TUDO SOB CONTROLE

As duas comissões mais importantes da Assembléia Legislativa estão em mãos governistas. Na presidência da Comissão de Constituição e Justiça ficará o deputado Gherlen Diniz (PROGRESSISTAS) e na de Orçamento e Finanças, o deputado Chico Viga (PHS).

MINORIA É MINORIA

A oposição fica com a presidência de apenas duas comissões, não muito movimentadas.

CONFUSÃO FORMADA

Este pedido do mandato da vereadora Sandra Asfury (PSC) pela direção do PDT não será algo tão simples, até o julgamento vai correr um bom tempo. E torna-se mais complicado na medida em que, pelos menos quatro suplentes se acham com direito de lhe suceder.

NÃO PODIA SOBRAR DINHEIRO

O DETRAN ter tido 59 carros alugados a um custo de 4 milhões de reais ao ano, para uso, inclusive, de figuras do governo passado que não tinham relação com o órgão, mostra como era grande a farra na entidade. No atual governo o aluguel foi reduzido a apenas 17 carros.

DENÚNCIAS PICOTADAS

A coluna tem a informação que será feita uma devassa em todas as secretarias, com ampla divulgação de irregularidades encontradas. O DETRAN é só o Plano Piloto deste pente-fino.

NÃO É BEM ASSIM

Mesmo que o deputado Fagner Calegário (PV) venha a receber uma carta de liberação da direção partidária com garantia que não será acionada por infidelidade partidária, nada impede que um suplente ou mesmo o MPE, entre na justiça reivindicando seu mandato.

NÃO ESTÁ FORA DO JOGO

O vice-governador Major Rocha voltou a dizer ontem de que o PSDB terá candidatura própria na disputa da prefeitura de Rio Branco, no próximo ano. Reiterou que não descarta a candidatura da deputada federal Mara Rocha (PSDB), dentro do chamado “Plano B”.

THIAGO CAETANO E BESTENE

O secretário Thiago Caetano e o deputado José Bestene, são nomes que costumam ser ventilados na esfera do PROGRESSITAS, como opções do partido de candidatos à PMRB.

OLHANDO PARA O FUTURO

Pode sair do mandato do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, a iniciativa mais ousada do Acre na área ambiental: transformar lixo em energia elétrica. Na gestão pública o destaque se dá para os ousados e não, para os que se limitam a fazer a mesmice do antecessor.

VEREADOR POPULAR

Não o conheço. Mas, um político se conhece pelas suas ações na defesa da comunidade. Tenho acompanhado pelas redes sociais, pelo depoimento de amigos, o mandato do vereador Marivaldo da Várzea (MDB-CZS), muito próximo ao povo, com ações voltadas à coletividade.

A PROVA CABE A QUEM ALEGA

O secretário Vagner Sales não esperou o MP cumprir o seu papel de que a prova da culpa cabe a quem alega e tratou de tirar certidões negativas criminal, de improbidade administrativa e cível, e enviou á coluna, para provar que não existe, juridicamente, nada que impeça assumir um cargo público. Pelos documentos apresentados, não há razão para uma exoneração.

NÃO HAVERÁ DEMISSÕES

Por uma boa fonte soube ontem de que, o governador Gladson Cameli não acatará a recomendação feita pelo MP, dando prazo de 10 dias para que demita os secretários James Gomes, Alércio Dias e Vagner Sales. Pelas provas apresentadas, nada impede a manutenção deles nos cargos.

OS NÚMEROS MOSTRAM

As prisões, apreensões de armas e drogas mostram que a polícia está agindo no combate ao crime organizado. E terá mais condição de estar mais presente nos bairros com a nova frota de veículos entregue pelo governo. O que faltou muito no governo passado foi estrutura à polícia.

CARRETA COM PORCO-ESPINHO

Chegou a reclamação de um morador do Jordão de que a ambulância do SAMU que serve ao município, se encontra seis meses parada por falta de manutenção. O secretário Alysson Bestene recebeu de herança na Saúde, não um abacaxi, mas uma carreta com porco-espinho.

SABIA DA DEBANDADA

Durante a campanha ao governo registrei várias vezes neste espaço a debandada de políticos da FPA para a campanha do Gladson Cameli, porque acompanhei os bastidores. No último mês, poucos candidatos da FPA ainda trabalhavam para o Marcus Alexandre. O presidente do PT, Cesário Braga, não tem que se mostrar admirado, sabia das deserções que aconteciam.

FOI UM TROCO BEM DADO

Escutei muitas vezes, também, divulguei na coluna, deputados da base dizendo que não iam pedir votos para o Marcus Alexandre, por conta da decisão do ex-governador Tião Viana de bancar as candidaturas de secretários, abandonando os que lhe foram leais na ALEAC. Isso também se pode chamar de ingratidão do governo passado, viu companheiro (sic), Cesário!

OUTRO ASPECTO DA CAMPANHA

Outro aspecto da campanha e que contribuiu com a derrota do PT foi o fato do ex-governador ter colocado toda a máquina estatal para trabalhar só para os candidatos petistas, esquecendo os demais da FPA. Ouvia toda hora de candidatos: “o PT que vá pedir votos para o Marcus”.

BOI DE PIRANHA

Se tem alguém que entrou como boi de piranha nesta história da derrota do PT, foi o candidato ao governo Marcus Alexandre, que pagou os pecados de todos os dirigentes.

NO MESMO LIQUIDIFICADOR

Coloque também no mesmo liquidificador da derrota do PT, a arrogância dos seus dirigentes, secretários, de que ganhariam de qualquer maneira. Era o navio afundando e eles dançando o forró de uma vitória que só existia nas suas cabeças. Quando acordaram, estavam naufragados.

VOLTA LECIONAR

A deputada Leila Galvão (PT) é uma das figuras políticas do PT que merece respeito. A sua lealdade ao PT e a deslealdade do PT na sua campanha, nada solidário, lhe custou a derrota. A Leila agora recusou um espaço na ALEAC e preferiu voltar a lecionar nos colégios de Brasiléia.

CASO DE POLÍCIA

O aumento nas contas de energia elétrica virou caso de polícia e merece uma manifestação gigante da população, contra este assalto escandaloso. Não basta somente a manifestação na tribuna de alguns deputados na ALEAC, há que haver uma junção de forças da bancada federal.

ASSALTOS CERTOS

O acreano contabiliza dois assaltos certos e um imponderável: o primeiro é ao colocar gasolina no carro. O segundo é a conta de luz ao final do mês. E o terceiro é uma loteria do crime: você sair de carro torcendo para não ser assaltado e perder o veículo. O Tão Acre, do saudoso Zé Leite!

É DO JOGO POLÍTICO

A oposição é uma peça essencial na democracia. É do jogo político que, os que foram derrotados passar de vidraça a baladeira. E quem ganhou passar de baladeira à vidraça. É neste confronto de idéias o risco que corre o pau, também, corre o machado.

HÁ CONTROVÉRSIA, THIAGO CAETANO

Algumas intervenções do DEPASA em ruas da cidade foram, sim, problemáticas, secretário Thiago Caetano. Colaboraram para esburacar ruas, sim!Costumavam, no governo passado, abrir as ruas para colocar tubulações, rasgavam o asfalto, e faziam um trabalho de péssima qualidade na recuperação dos trechos abertos. Cito a rua principal do Tropical como exemplo. Passava diariamente, pelo local, reclamei várias vezes na coluna do serviço porco realizado pelo DEPASA, que substituiu o asfalto de qualidade por um asfalto de péssima qualidade e deixou a rua cheia de ondulações. E como porco foi o serviço nas “Ruas do Povo”, realidade que não pode se pode colocar embaixo do tapete. A responsabilidade pela conservação das ruas é da prefeita Socorro Neri, nem se discute. Mas estes dois fatos não devem ser deixados de lado na discussão sobre a cidade.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas