Conecte-se agora

Galvez é derrotado pelo ABC e também é eliminado da Copa

Publicado

em

Valendo uma vaga na segunda fase da Copa do Brasil, o ABC-RN venceu o Galvez por 1 a 0, nesta quarta-feira (13), na Arena da Floresta, em Rio Branco, no Acre. Aos 29 minutos da etapa final, o acreano Neto, fez o único gol da partida de pênalti. Para o Imperador, só a vitória interessava, já que a vantagem do empate era do time visitante. Apesar de ter criado boas chances de gol durante o jogo, o Galvez não conseguiu balançar as redes do Alvinegro.

O ABC-RN avança para a segunda fase da Copa do Brasil e encara o Moto Club-MA ou Vitória na segunda fase da competição. O Galvez está desclassificado e volta as atenções para o Campeonato Acreano.

O Galvez volta a campo pelo Campeonato Acreano neste domingo (17), contra o Rio Branco-AC, às 17h30 (do Acre), na Arena da Floresta. Já o ABC-RN encara o CRB pela Copa do Nordeste, no sábado (16), às 16h (de Natal), no Frasqueirão, no Rio Grande do Norte.

O Jogo – A primeira chegada com perigo foi do ABC, aos quatro minutos. Após cruzamento pelo lado esquerdo de ataque, a zaga do Galvez não fez o corte totalmente, Xavier pegou a sobra e finalizou em cima da defesa. A bola saiu em escanteio. O time potiguar chegou novamente, dessa vez em bola parada, aos 10. Ivan cobrou a falta direto para o gol e Máximo fez a defesa em dois tempos. Os visitantes pressionavam e Wanderson obrigou Máximo a trabalhar, após invadir a área e finalizar rasteiro. O goleiro do Imperador fez a defesa no canto direito e mandou pela linha de fundo. Novamente no ataque, o ABC desperdiçou grande oportunidade com Eder. O camisa 11 finalizou, mas mandou por cima da trave de Máximo. O Galvez assustou pela primeira vez aos 21. Ciel cobrou falta direto pro gol e Edson fez a defesa e mandou para escanteio. O ABC respondeu logo em seguida.

Após cruzamento, a defesa do Imperador não cortou e Wanderson tentou de voleio no meio da área e Máximo teve que se esforçar para mandar a bola para a linha de fundo. O ABC assusta mais uma vez com Anderson Pedra, aos 30. Após cobrança de escanteio, o camisa 5 subiu junto com a defesa do Galvez e cabeceou com perigo, pela linha de fundo. O Imperador voltou a incomodar o goleiro Edson, aos 34 minutos. Adriano recebeu pelo lado direito de ataque, levou para o meio e arriscou o chute. O camisa 1 do ABC se esticou e defendeu parcialmente, mas depois se esforçou e ficou com a bola antes da chegada do atacante do time acreano. O Galvez melhorou no jogo, adiantou a marcação e começou a pressionar o ABC a partir do campo ofensivo. Os visitantes diminuíram o ritmo, deram mais espaço pro Galvez trabalhar a bola, mas os donos da casa erravam muito na passagem do meio para o ataque e pouco produziram para levar perigo ao gol de Edson e o primeiro tempo terminou sem gols.

A etapa final começou bastante brigada. Os dois times tentando chegar ao gol, mas pecando muito no último passe. O ABC, apesar da vantagem do empate, não ficava apenas se defendendo e tentava ir ao ataque. No entanto, o individualismo excessivo na parte final do campo atrapalhava a conclusão das jogadas. O Galvez pouco conseguia construir ofensivamente. Aos 29, o ABC teve um pênalti a favor. Após cobrança de falta, Máximo deu rebote e na sobra acabou disputando a bola com o atacante da equipe potiguar e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o acreano Neto bateu no canto direito do goleiro do Imperador, que foi para o lado esquerdo, e abriu o placar, aos 30. Aos 36, Ivan evitou o empate do Galvez embaixo da trave. A bola ficou com Jeferson na entrada da pequena área, o camisa 20 finalizou de pé direito, que não é o bom, e o lateral-direito aliviou o perigo. Precisando virar o placar o Galvez se lançou ao ataque, tentou pressionar, mas sem organização e com pouca inspiração, não teve êxito. O ABC, quando tinha a posse de bola valorizava a vantagem e fazia o tempo passar. O Galvez não conseguiu furar o bloqueio defensivo potiguar, o árbitro apitou o fim da partida e o ABC volta para Natal (RN) com a vaga garantida na segunda fase.

Propaganda

Destaque 7

Videomaker e colunista do ac24horas concorrem ao Prêmio Glow 2019; deixe seu voto

Publicado

em

O videomaker Kennedy Santos e o colunista social Alex Thomas, ambos colaboradores do jornal eletrônico ac24horas, foram escolhidos pelo voto popular para concorrer a duas categorias de destaques no Prêmio Glow 2019, realizado pela agência Glow – Branding & MKT Digital. Kennedy disputa com outros quatro concorrentes à vaga de profissional mais destacado este ano, no ramo das produções audiovisuais. Já Alex Thomas enfrenta a categoria colunista social destaque de 2019.

As votações estão abertas através do link: http://bit.ly/premioglow. Esta é a primeira edição do evento, que irá anunciar os ganhadores das 10 categorias no próximo dia 18 de dezembro, no Afa Jardim. A festa de premiação contará com atrações musicais, espaços reservados para a gastronomia, sorteios, drinks e outras surpresas. O passaporte para a primeira edição do evento custa R$ 70.

O prêmio surgiu com o propósito de atuar como uma grande vitrine de negócios, unindo marcas, clientes, influenciadores digitais e personalidades acreanas de diversas áreas que se destacaram em 2019.

Para acompanhar a votação dos profissionais que mais brilharam em 2019, basta acessar o perfil da @glowbranding.

Continuar lendo

Destaque 7

Bittar atende reivindicação de empresários e garante término da ponte sobre o Rio Madeira

Publicado

em

Preocupados com o andamento da construção da ponte sobre o Rio Madeira, em Rondônia, a classe empresarial do Acre buscou apoio junto ao senador Márcio Bittar (MDB) esta semana após receberem o relatório de visita técnica que apresentava a falta de R$ 23 milhões para a conclusão da obra.

A ponte, que tinha previsão para ser entregue ainda em 2019, só deve ser inaugurada em 2020. “Recebi uma delegação de empresários e membros da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac) na terça-feira, 11, pois estavam eles estavam temerosos com a notícia de que não havia orçamento da União, nem rubrica, garantido dinheiro para terminar a ponte sobre o Rio Madeira”, explica Bittar.

Foi então que o parlamentar procurou informações junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para saber o que de fato ocorreu. “O pior não aconteceu, porque existe a rubrica. Se não tivesse, seria bem mais complicado. Inicialmente só tinha R$ 1 milhão liberado para o término da obra, o que é pouco, e assim realmente faltava R$ 23 milhões”.

Contudo, nesta quinta-feira, 13, o senador recebeu uma ligação do DINIT garantindo que o próprio governo já conseguiu mais R$ 15 milhões para a obra. “Então fica faltando somente R$ 7 milhões. Mas já fiz um ofício solicitando e, no primeiro semestre do ano que vem, com apoio dos demais, vamos conseguir liberar”, salienta.

Bittar diz que entende a preocupação dos empresários acreanos. “Mas já está tudo certo, o resto a gente vai conseguindo”. Segundo o parlamentar, outra situação que estava se tornando um problema era a dúvida se a parte final da ponte que falta construir precisaria de uma nova licitação. “Essa dúvida já resolvemos na audiência que tive com o ministro [da Infraestrutura], o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL) e os técnicos do Dnit, que já disseram que não vai precisar fazer nova licitação, apenas um aditivo”, conclui o parlamentar.

A obra da ponte que finalmente ligará o Acre ao restante do país pela BR-364 começou em 2014 e é um dos maiores desejos dos acreanos. Já foram investidos mais R$ 130 milhões na construção.

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas