Conecte-se agora

Santa Juliana não recebe repasses da Sesacre e segue sem atender pacientes SUS

Publicado

em

A população do Acre mais uma vez paga o preço da ineficiência da gestão pública na área de Saúde. Desta vez, as vítimas são pacientes da rede pública que eram atendidos no Hospital Santa Juliana e a própria equipe da unidade que não recebe pagamento de salários e nem repasses do convênio que tem firmado com o governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre)

“Não paramos de atender a comunidade, paramos de atende à Sesacre. Não há repasse e nem pagamento dos profissionais. O último pagamento realizado aos médicos deste hospital, refere-se ao mês de outubro de 2018. O hospital tem um contrato com o Estado para atender o SUS [Sistema Único de Saúde] e precisa receber esses repasses para assumir os compromissos que tem, com fornecedores, colaboradores e seus médicos. Não estamos parados, estamos aguardando o poder público nos autorize a voltar a trabalhar”, declarou o médico Jessé Câmara.

Embora o governo tenha informado que efetuaria os pagamentos nesta terça-feira, 12, até às 13 horas, nenhum centavo havia sido depositado na conta do hospital.

O médico Jessé Câmara, o bispo Dom Joaquin e a diretora técnica da unidade, Socorro Avelino, reuniram-se para apresentar esclarecimentos a sociedade acreana. “Todos nós médicos estamos a postos e dispostos, trabalhando normalmente. O Hospital Santa Juliana nos acolhe como profissionais e nos permite trabalhar aqui em relevância aos serviços que prestamos a comunidade. São obstetras, pediatras, cirurgiões de várias especialidades. Todos a postos para continuar seus trabalhos”, assegurou o médico.

Jessé Câmara pediu a compreensão da comunidade e reiterou que não trata-se de uma decisão do Hospital Santa Juliana, nem de sua equipe. “É uma necessidade premente, de que os profissionais que aqui trabalham recebam seus salários”, frisou Câmara.

Propaganda

Cidades

Polícia Militar de Envira prende dupla que levava maconha de Feijó para o Amazonas

Publicado

em

A Polícia Militar de Envira, no Amazonas, deteve nesta quinta-feira (22) dois homens transportando porções embaladas de maconha. Provenientes de Feijó, a polícia suspeita que a droga seria comercializada em Envira e região.

A PM diz que recebeu informações de homens viajando de avião desde Feijó para Envira que poderiam estar levando droga em suas bagagens. Feita a abordagem acabaram descobrindo a maconha em parte embalada e solta, além de R$250 em dinheiro e três celulares.

Continuar lendo

Cidades

Colono é picado por cobra venenosa enquanto brocava roçado em seringal no rio Caeté

Publicado

em

Homem identificado como Júnior, foi picado nesta quinta-feira (22) por uma cobra venenosa durante uma brocagem em sua colônia, na comunidade Cuidado, no Rio Caeté. Levado ao Hospital João Câncio, em Sena Madureira, Júnior recebeu atendimento, mas teve que ser transferido para Rio Branco. Seu estado, segundo informações, é estável.

(RDA)

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.