Conecte-se agora

Empresários exigem revogação de decreto que limita em 25% participação de empresas do Acre nos processos de venda para o Estado

Publicado

em

Empresários do Acre se mobilizam para reivindicar a revogação do Decreto n°536, que dispõe sobre novas regras para cotações no Estado. De acordo com o documento publicado no Diário Oficial de terça-feira, 5, assinado pelo governador Gladson Cameli, a partir de agora, não podem ser solicitadas cotações apenas a empresas locais, devendo existir, sempre que possível, mais de quatro cotações, especialmente para que 75% delas sejam de outros Estados.

“Quando apenas quatro cotações forem obtidas, três devem ser de outras praças e uma pode ser de empresa local. Para objetos em que o transporte para o Acre tenha peso significativo, devem considerar praças geograficamente mais próximas como a do Amazonas, Rondônia, Mato Grosso e Pará e onde o transporte não for um fator preponderante, São Paulo e outras praças do país devem ser consideradas”, conta no texto no decreto.

A mudança gerou revolta e mobilização dos empresários locais que pedem a revogação do decreto alegando que a decisão do governo trará prejuízos a economia do Acre, beneficiando empresários de outros Estados.

“Agendamos uma reunião para segunda-feira às 14h. Não concordamos com este decreto, e solicitamos o mais breve possível a revogação. Provavelmente alguém deve ter cometido um erro, pois não é possível que alguém em sã consciência tenha assinado um documento para prejudicar a economia do estado”, declarou Celestino Oliveira, presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agrícola do Acre (ACISA), em nota.

Para Celestino, este não é o meio mais correto de inibir o que ele classifica como “pasteiros”.

“Existem meios legais de fazer isso, como exemplo, acompanhar se as empresas estão realmente locadas no espaço registrado, se têm cumprido seus repasses ao governo. Existem várias maneiras de buscar soluções ao invés de limitar o Estado a 25% no valor das revendas para o governo. Estamos atentos acompanhando tudo isso e vamos buscar uma solução o mais breve possível”, assegurou o representante da Acisa.

Propaganda

Destaque 2

Servidores do Estado denunciam que falta até água para beber em repartições públicas

Publicado

em

A crise no governo de Gladson Cameli atinge não apenas a prestação serviços básicos à população, como por exemplo, na área de Saúde. Falta até mesmo água para os funcionários públicos e usuários dos serviços do Estado beberem nas repartições.

A denúncia recebida dando conta dessa situação foi feita neste sábado, 16, pela reportagem do ac24horas por servidores que relatam que estão tendo que tirar dinheiro do próprio bolso para comprar garrafões de água para suas secretarias.

“Secretarias que têm contratos e poderiam mandar águas para as demais, não estão fazendo isso, como a SEE [Secretaria de Educação] e o Detran [Departamento Estadual de Trânsito]”, cometa um servidor público.

Os servidores dizem, contudo, que todo dia chega as repartições listas de novos nomeados. Alguns, que a “velha guarda” das secretárias sequer tiveram o prazer de conhecerem ou ver trabalhando após nomeação.

Continuar lendo

Destaque 2

Membros do CV são presos em Brasileia após confronto com a PM

Publicado

em

Por meio de uma denúncia anônima, uma equipe composta de nove Policiais Militares do 10º Batalhão da cidade de Brasileia conseguiu prender 12 suspeitos de pertencerem à facção criminosa Comando Vermelho (CV) na região do Alto Acre, um deles de 16 anos. Informações de testemunhas atestaram que os mesmos teriam invadindo bairros e residências para ameaçar pessoas ligadas a outro grupo criminoso.

Com os acusados, a PM apreendeu uma escopeta calibre .28, um revólver calibre .32, um revólver calibre .38 e uma pistola .9mm. Durante a ocorrência, ainda houve confronto entre a PM e os criminosos. Um dos suspeitos foi alvejado por tiros. Nenhum PM ficou ferido.

A denúncia, conforme consta no Boletim de Ocorrências (BO), informou que, antes de ser pego, o grupo armado teria invadido o bairro Leonardo Barbosa, no município, dizendo: “Aqui é CV ‘porra’ [sic], vamos matar todos”. Na ocasião, os mesmos teriam invadido a residência de uma mulher, onde teriam proferido várias ameaças à família da mesma.

“Dois dos detidos foram reconhecidos na delegacia pela proprietária da casa invadida. Foi ela quem comunicou à polícia que o bando teria afirmado em alto e bom som que todos que fizessem parte do ‘Bonde dos 13’ iriam morrer naquele lugar”, informou a guarnição policial.

Foi então que a equipe da PM armou um cerco policial em alguns bairros para capturar os acusados. Um dos primeiros detidos revelou à polícia que a ordem de invadir o local, na fronteira do estado, teria partido de Rio Branco. De acordo com o boletim, a ordem seria invadir o bairro de Brasileia para tomar todos os pontos de droga que estariam sob comando da facção rival (Bonde dos 13).

O confronto aconteceu quando a PM cercou uma casa onde estavam outros membros do grupo denunciado. Um dos suspeitos pulou por uma janela e conseguiu chegar aos fundos do terreno, efetuando um disparo em direção à guarnição policial. Diante disso, a polícia efetuou dois disparos em direção ao criminoso, que foi atingido na altura da pélvis direita.

O criminoso ferido foi atendido por socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao hospital Wildy Viana, onde permaneceu em observação médica.

A polícia ressaltou que dois dos integrantes detidos são acusados de terem cometido um roubo em um posto de combustíveis da cidade, pouco antes de serem presos.

Todos foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Brasileia para os procedimentos legais. Os celulares apreendidos com o grupo serão submetidos à perícia técnica, já que segundo a polícia, eram utilizados para o planejamento de crimes.

Os detidos foram: Reullivan Cabral da Silva, de 16 anos; Michael Jackson Maia da Silva , de 18 anos; Thiago Freitas Cavalcante, de 20 anos; Carlos Machado Borges, de 23 anos; Marcelo Gomes de Souza, de 20 anos; Mikael Messias Magalhães, de 21 anos; Wilitan da Silva Nascimento, de 18 anos; Deydson Willee Ferreira Valentin, de 18 anos; Raylan de Freitas Liberato, de 19 anos; Thiago da Silva Araújo, de 21 anos; Ebeson Silva de almeida, de 25 anos e Moises Ferreira de Almeida de 19 anos.

Continuar lendo

Destaque 2

Mulher é perseguida e morta com um tiro no pescoço; criança fica ferida

Publicado

em

FOTO: DAVI SAHID

A jovem Katrine Lopes da Silva, de 24 anos, foi morta com um tiro no início da tarde desta terça-feira (12), nos fundos de sua residência. O crime aconteceu na rua Jerusalém, no Conjunto Laelia Alcântara, na região do Calafate em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia repassadas a reportagem do site ac24horas, a vítima estava caminhando na rua, quando foi seguida por três homens não identificados que estavam a pé. Katrine entrou nos fundos da sua casa e o trio invadiu o quintal, um deles de posse de uma arma de fogo efetuou um tiro que atingiu a vítima no pescoço. Na ação uma criança saiu ferida no braço.

A Ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ao chegar no local nada pode fazer pela mulher que já se encontrava morta.

Policiais Militares do 4°Batalhão estiveram no local e isolaram a área para os trabalhos dos peritos em criminalística.

Agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) iniciaram as investigações em busca de identificar os acusados.

Até o final desta matéria ninguém havia sido preso. A Polícia não soube informar a motivação do crime.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.